absenteismo

Absenteísmo: o que é e como diminuí-lo nas empresas

Qualquer empresa é feita pelos colaboradores. Eles são a base que mantém tudo funcionando e possibilitam que o trabalho, as entregas e o funcionamento da empresa continuem acontecendo. Mas e quando há uma alta taxa de ausência dos funcionários de uma empresa? É disso que se trata o absenteísmo e o que iremos abordar no post de hoje do blog.

 

absenteísmo

 

O que é absenteísmo?

O absenteísmo está relacionado à ausência. No mundo corporativo, lugar em que esse conceito vem sendo mais explorado, diz respeita a ausência do funcionário no ambiente de trabalho, seja através de falta justificada ou não. Nesse tipo de prática, o colaborador fica longe de suas funções e obrigações, prejudicando o desenvolvimento profissional.

As razões para essa ausência ao trabalho ou aos compromissos empresariais podem ser diversas. Como acidentes de trabalho, doenças, fatores sociais ou culturais e direitos legais garantidos ao funcionário.

Entretanto, as altas taxas de absenteísmo podem ser sintoma de problemáticas maiores como desvios de comportamento, conflitos internos, falta de motivação ou exaustão.

Leia também – Frases de incentivo: saiba porque aplicar no trabalho

Como reduzir o absenteísmo nas empresas e organizações

As faltas e atrasos ao trabalho, quando frequentes, trazem prejuízos tanto para o funcionário como para a empresa como um todo. A produtividade pode cair, bem como gerar ruídos entre a equipe, prejudicar o funcionamento saudável das demandas e dificultar o alcance das metas.

Nem sempre as altas taxas são de responsabilidade apenas de fatores pessoais dos colaboradores. Estas também podem estar relacionadas a questões organizacionais.

Veja também – Inteligência emocional: o que é e como aplicar no trabalho

Para procurar minimizar esses riscos, as empresa e os gestores devem estar atentos a alguns pontos para evitar o absenteísmo:

  • Entregar todas as condições e ferramentas para que o funcionário possa desempenhar sua função. Isto está relacionado tanto a questões físicas do ambiente de trabalho quanto em relação ao clima organizacional entre as equipes e gestores;
  • Investir em ações e programas que aumentem a qualidade de vida dos funcionários, dentro ou fora da organização. Alguns exemplos são o estímulo à alimentação saudável e prática de exercícios laborais;
  • Evitar ao máximo situações como longas jornadas de trabalho e baixa remuneração, para evitar esgotamento físico, emocional e frustração da equipe. Dar abertura para jornadas mais flexíveis pode ser uma solução;
  • Manter a equipe motivada e com visão de futuro e crescimento dentro da empresa. A desmotivação de um funcionário pode se espalhar e afetar toda a equipe;
  • Criar um ambiente em que a comunicação clara seja prioridade;
  • Prestar atenção na postura do líder, que deve ser estável, respeitosa e passar segurança para a equipe nos momentos de pressão.

 

As altas taxas de absenteísmo devem ser um sinal de alerta para as empresas e medidas preventivas devem ser tomadas para que esse tipo de situação não aconteça. Invista no bem-estar dos seus funcionários e a produtividade deles será a melhor que eles podem oferecer.

 

EADSummit

Eadsummit


Categorias