assessmet

Assessment, a nova tendência do gerenciamento de RH

Assessment é um termo que vem do inglês e que significa avaliação. Porém, no mundo corporativo, o assessment vem sendo empregado como uma espécie de orientação. É seguindo tal princípio que hoje os setores de recursos humanos das empresas vêm gerindo seu capital humano.

Existem diversos tipos de assessment, com intuitos e características próprias. Há, por exemplo, testes que visam avaliar características pessoais; outros que procuram traços motivacionais; e ainda os que medem desempenho. Apesar de cada um deles ter uma aplicação específica, todos eles podem ser complementares a ações de RH.

Conhecer os colaboradores que estão em sua empresa é fundamental. Identificar líderes, utilizar o ponto forte de cada colaborador e suprimir as suas fraquezas podem ser os fatores determinantes para ter uma equipe de sucesso.

O método faz uso de sistemas, políticas e práticas que vão fornecer uma gama de informações necessárias para planejar, produzir, implementar, gerenciar, treinar, apoiar e sustentar a força de trabalho de uma empresa. E como seu foco é em pessoas, o assessment é capaz de avaliar como elas se encaixam no sistema das companhias, como podem ser melhor utilizadas e mais produtivas.

O que é assessment?

Assessment nada mais é que uma espécie de relatório, que visa entender e apontar tendências de comportamento, performance e potencial de colaboradores e candidatos. Esta forma de avaliação tem orientado os setores de RH graças à sua capacidade em definir se tal pessoa é capaz de cumprir com o que é exigido em posição profissional. É uma forma de avaliação que vai além da análise curricular, que busca respostas em aspectos mais sutis e pessoais.

É uma forma de fazer com que o colaborador tenha um autoconhecimento sobre as suas aptidões. O assessment permite ao departamento de recursos humanos gerir o conhecimento em sua empresa através de técnicas que conduzem a um diagnóstico preciso do funcionário. Isso ajuda o profissional a compreender quais são as possibilidades para o desenvolvimento da sua carreira e amplia o seu horizonte.

Em resumo, esta técnica é boa para a empresa, que compreende o seu funcionário e suas aspirações; e também para o colaborador, que vai poder conversar com um profissional e refletir sobre sua carreira. Isso colabora para tornar o clima empresarial saudável, fazendo com que a sua empresa consiga reter os talentos e se tornar um local desejado pela mão de obra especializada.

Veja também: 5 passos para recrutar talentos para sua empresa.

É importante salientar que existe uma peça fundamental neste processo. Saber escolher os melhores métodos e estratégias que a sua empresa vai utilizar é importante, mas quem irá aplicar esta metodologia é que vai fazer a diferença. O assessment é um processo de percepção e avaliação, por isso, a pessoa que for conduzir o trabalho é o ponto chave desta ação.

Recomenda-se que a pessoa que venha a fazer a gestão do assessment em sua empresa seja parte do time de recursos humanos. Este colaborador precisa saber direcionar os colaboradores em suas carreiras, por isso é indicado que ele possua a habilidade de análise de perfis comportamentais e saiba lidar com as expectativas dos colaboradores.

Assessment

O propósito do assessment

Esta abordagem de avaliação é feita para ajudar os usuários a identificar e abordar problemas de sistemas de recursos humanos. Ela promove a coleta e análise de informações que servirão como guias no desenvolvimento de políticas para responder aos desafios existentes. A abordagem também ajuda a gerar a base de evidências necessária para determinar as soluções.

Seu campo de atuação e suas funções chave são: planejamento, avaliação de eficiência e condições de trabalho, desenvolvimento de sistemas de informação e gerenciamento de desempenho.

Coletar e analisar dados em cada uma dessas funções ajuda a fornecer uma ampla visão da situação da gestão de RH. Isso permite que a empresa continue a explorar, analisar e direcionar desafios específicos relacionados ao setor. Sobretudo, ela consegue traçar uma linha de ação. Estes dados, quando tabulados, conseguem apontar onde e como a empresa precisa melhorar. Entendendo o contexto que estes dados foram captados, é possível identificar as redes de relacionamentos destes grupos, quais são seus desafios estratégicos e até mesmo como funciona o processo de tomada de decisão.

O tipo e alcance da avaliação a ser realizada, bem como o tamanho e composição da equipe de avaliação é que vão determinar o prazo de implementação e sua eficiência. No entanto, o principal trabalho de adaptação para o assessment é como implementar uma cultura de análise de dados.

O planejamento envolve a decisão sobre o foco principal da avaliação, ajustando ou adaptando modelos de teste. Ainda é necessária a configuração de uma variedade de entrevistas e reuniões de coleta de dados. Somente após tais etapas, é possível ter uma base de dados sólida para então avaliar o potencial de cada candidato ou colaborador. Desta forma é possível fazer as ponderações individuais e as considerações coletivas.

Quando o assessment pode ser utilizado

As empresas de médio e grande porte, geralmente multinacionais, utilizam do assessment em algumas ocasiões pontuais. Normalmente são utilizadas no nível executivo, gerencial, de lideranças ou técnicos especializados. Isso tem um motivo, pois o assessment demanda uma análise profunda dos colaboradores.

Entretanto, você também pode utilizar o assessment para desenvolver os seus colaboradores. Isso amplifica a área de alcance da ação.

Vamos dar alguns exemplos de onde você pode utilizar o assessment.

Assessment para gestores e novos talentos

  • Planejamento de carreira: através desta metodologia, o colaborador vai poder conversar diretamente com um profissional que pode ajudá-lo a desenvolver as suas habilidades para que ele consiga chegar no cargo que ele almeja em sua carreira.
  • Sucessões de cargo: ela anda paralela ao planejamento de carreira. A maioria das empresas opta por buscar novos gerentes e diretores no mercado de trabalho. Através do diagnóstico e acompanhamento que o assessment permite, passa a ser interessante captar as lideranças e talentos que já estão em sua empresa.
  • Retenção de talentos: ter um plano de carreira e um planejamento de sucessão de cargos é importante não apenas para o clima empresarial, mas também para manter os seus principais talentos. Conforme as novas gerações vão tomando espaço no mercado de trabalho, as aspirações dos profissionais vão acompanhando esta mudança. Antes, o trabalhador queria estabilidade, mas hoje o colaborador opta por uma qualidade de vida maior. O assessment dá uma segurança para o funcionário, faz com que ele se sinta valorizado, pois é a sua companhia olhando por ele.

Assessment para desenvolvimento de colaboradores

  • Seleção de novos colaboradores: identificar o perfil certo para a sua empresa é fundamental. Saber quais características o colaborador precisa ter para se destacar em determinada função em sua companhia é importante para que ela prospere. O assessment pode auxiliar neste quesito por conta do seu poder de análise.
  • Diagnóstico interno: através do assessment é possível identificar eventuais falhas dentro dos procedimentos internos da empresa. Com isso você consegue compreender as necessidades de treinamento e desenvolvimento que existem em sua companhia.
  • Desenvolvimento de funcionários: o desenvolvimento de colaboradores não precisa necessariamente ser profissional. O autoconhecimento adquirido através do assessment permite trabalhar as características pessoais também. Mas, logicamente, através desta metodologia é possível identificar onde sua empresa pode atuar com seu colaborador para aumentar a sua produtividade, realizando um trabalho de treinamento e desenvolvimento com ele.

Tipos de assessments

Existem diferentes tipos de avaliação. Alguns buscam traçar um perfil pessoal, com exames cognitivos, de personalidade e humor. Outros são voltados para analisar o alinhamento de ideias do colaborador com a empresa. Uma terceira forma de assessment, mais objetiva, busca métricas para avaliar desempenho.

Assessment pessoal

Eles são feitos buscando traçar características intelectuais da pessoa. Esta formulação de personalidade pode indicar ao setor de recursos humanos se alguém é capaz de desempenhar as tarefas necessárias em sua função. Também é possível verificar se este colaborador ocupa uma posição certa de acordo com as suas características.

Saber distinguir se alguém tem os traços comportamentais necessários para desempenhar determinada função pode diminuir a subutilização de um colaborador, além de maximizar suas chances de sucesso. O assessment pessoal busca apresentar um balanço entre a capacidade intelectual de uma pessoa e sua habilidade para desempenhar determinada função.

Assessment cultural

Tal alinhamento de ideias pode exercer influência benéfica na motivação e na produtividade do indivíduo. Esse tipo de assessment busca mostrar aquilo que a pessoa almeja, aquilo que é capaz de mexer com seu lado emocional e motivacional.

É uma forma de projetar a capacidade que o avaliado tem em dar respostas imediatas. Também mede a propensão em manter tal motivação e, consequentemente, manter a capacidade de resposta no longo prazo. Assim, o RH poderá avaliar se a contratação é condizente com o que a empresa almeja. Ela também avalia se a companhia terá capacidade de entregar aquilo que o colaborador deseja. Este princípio de reciprocidade, é um dos mais importantes  para manter um colaborador motivado, segundo especialistas.

Assessment para desempenho

Costumam ser usadas para buscar referências de produtividade pessoal e setorial. A principal restrição para tal avaliação é a desconsideração das diferenças pessoais entre os avaliados. Pessoas que cumprem uma mesma função dentro das empresas têm perfis diferentes. Portanto, é difícil planejar uma avaliação que enxergue a produtividade e também contemple tais características pessoais.

Existe outro problema nessa orientação. Nem sempre um assessment feito com foco na produtividade explica razões para a falta dela. E aí entra o sentido de complementaridade do assessment. Com base nas métricas de falta de produção, é possível que o setor de RH sinta a necessidade de produzir avaliações em âmbitos diferentes. Isto pode levar à produção de assessments orientados pela motivação ou pela cognição, que enfim acarretaria em uma outra modalidade de avaliação de colaboradores.

Veja também: os 5 melhores tipos de treinamento para sua empresa.

Coaching assessment

O termo coaching é usado como uma espécie de sinônimo para treinamento. Se é cada vez maior o número de empresas que utilizam o método de avaliação, há de se perceber que o processo por trás disso também é verdadeiro. Há cada vez mais pessoas se preparando para o assessment.

Tal busca por conhecimento tem por finalidade o esclarecimento pessoal, ou seja, a clarividência nas questões necessárias para o desenvolvimento e engajamento da pessoa à empresa. Uma vez que é possível traçar um perfil de candidatos e colaboradores, é possível também treiná-los para minimizar seus pontos fracos e destacar seus pontos fortes.

O coaching assessment é, então, uma forma de resposta e reação ao assessment. Com ele é possível que o setor de RH enxergue as melhorias necessárias na prática profissional e trabalhe no sentido de executar tais mudanças. Com um perfil explicativo da personalidade de um colaborador, a utilização do treinamento é algo que pode trazer as melhores qualidades de uma pessoa ao ambiente produtivo, e ampliar suas possibilidades de sucesso.

Obtendo resultados do assessment

Como você pode perceber, o assessment é uma ferramenta de análise que permite um conhecimento maior dos seus colaboradores. Quanto maior a profundidade de dados que você possui, melhor será a capacidade de análise da sua empresa. Mas quanto maior é a sua empresa, mais difícil fica a captação de dados.

Tendo em vista que estamos no século XXI, temos certeza que você não utilizar folhas de papel para realizar o questionário, não é mesmo? Além do custo e gasto de papel e canetas, ainda há o trabalho de organizar uma quantidade exorbitante de folhas para tabular todos estes dados.

Por isso, uma maneira fácil de escalar o diagnóstico da sua empresa é através de questionários online. Existem várias ferramentas na internet que possuem esta função, mas a maioria delas disponibiliza os dados em formato de tabela. A nossa dica é para que você busque uma plataforma que faça a exibição em formato de dashboard, assim você consegue visualizar melhor as suas estatísticas e não precisa se preocupar em tabular seus dados para gerar gráficos.

Plataforma ead para assessment

A plataforma de ensino a distância da Eadbox é uma ferramenta perfeita para trabalhar com assessment. Através dela você consegue gerar os questionários para diagnóstico das suas equipes e tem os dados apresentados no dashboard. Para quem precisa trabalhar os seus números de uma maneira específica, existe a possibilidade de baixar a sua base de resposta no formato .xls.

Mas a plataforma da Eadbox vai além de um questionário. Você pode realizar transmissões ao vivo e até mesmo deixar vídeos disponíveis para todos os seus colaboradores. Você consegue produzir treinamentos e verificar a efetividade deles em cada uma das equipes, e até mesmo em cada um dos seu funcionários.

Você também pode utilizar uma plataforma ead para manter os seus colaboradores motivados e engajados com a sua empresa. Uma maneira de fazer isso é através do treinamento e desenvolvimento de funcionários. Através dela é possível melhorar a produtividade da sua equipe e até mesmo padronizar os treinamentos on-boarding da sua companhia.

Aliando o uso do treinamento corporativo com o assessment você vai conseguir ajudar sua empresa a reter os seus talentos. Uma plataforma de ensino a distância é essencial para tirar o assessment do papel e fazer ele uma realidade em sua empresa.

 


Categorias