Vocês vão aprender como tirar do papel e colocar em prática o seu curso. Com sugestões sobre o planejamento, construção, como testar o seu curso e algumas considerações finais e dicas vocês serão capazes de criar o seu primeiro curso online em menos de 1 hora.

Planejamento

 

1. Primeiros passos

Aqui o primeiro passo é encontrar o nicho que você quer explorar do mercado, quando você for criar o seu curso online é necessário pensar qual será o seu público alvo e quais soluções você quer oferecer a essas pessoas. O curso online não é só colocar conteúdo, conhecimento e material para as pessoas, você precisa agregar valor à elas de maneira que você resolva o problema que elas têm. Para isso funcionar, é importante fazer uso de algumas técnicas de gestão, um exemplo é fazer brainstorm, pois você consegue gerar conteúdo e ideias para a produção de conteúdo.

Após fazer esse brainstorm, você vai conseguir criar assuntos e conceitos usando a sua experiência para passar de maneira correta os conteúdos ao seu público, assim você vai entender de que maneira as pessoas vão conseguir usar o seu conteúdo. Definindo qual o seu segmento, qual a ideia de seu curso, você vai conseguir focar na produção de conteúdo e organizar em uma ordem cronológica quais são os pontos focais de seu curso.

Para saber se o conteúdo que você está criando é para o seu público alvo, é importante “criar” uma persona sobre esse assunto, essa técnica é muito utilizada na área de marketing, assim você consegue definir algumas características das pessoas, a idade, profissão, que tipo de informações ela gostaria de receber, quanto ela gostaria de pagar por um curso. Se você estiver lidando com treinamento, é importante saber qual o perfil de seu funcionário, pois quando o conteúdo ficar pronto, é legal saber que o funcionário vai saber sobre o que se trata e vai ficar satisfeito com o treinamento.

Durante o planejamento verifique quem são os seus concorrentes, como eles estão produzindo o conteúdo e a forma como trabalham, assim, você vai fazer algo que foge do padrão, mas que trás um resultado positivo e assertivo.

 

2. Objetivos de aprendizagem e roteiro

Os objetivos de seu curso devem ser estruturados de forma objetiva e proposital para resolver os problemas que seu público alvo enfrenta, e liste quais são as soluções para esses isso, falando que conteúdo vai ajudá-lo ou que recurso ele vai usar. Com o aumento de produção de conteúdo online, é necessário expandir a maneira de divulgar esse conteúdo, não basta colocar um vídeo e achar que o seu público ficará satisfeito. Hoje, um dos grandes desafios dos cursos online é engajar o seu público, é necessário ter um ritmo dinâmico de apresentação, realmente é necessário saber cativar a atenção dos usuários.

Nessa hora é importante pensar em que tipo de interação e recurso usar durante a apresentação de seu curso, isso pode ser feito via webinar, por exemplo, pois fazendo isso é possível criar engajamento e fazer eles se sentirem mais próximos de você, e dessa forma eles deixam de passivos e se tornam ativos, participantes do seu conteúdo.

 

3. Roteiro

É importante ter em mente quanto tempo terá cada conteúdo, e como você vai resolver essa demanda, com vídeos, webinar, avaliação, exercícios, material complementar… e pensar quanto tempo você vai destinar a cada uma dessas atividades (tente não passar de 15 a 20 minutos por atividade para não cansar). O importante é fazer um conteúdo que varie, que não canse o usuários e que traga novidades em formatos diferentes, fazendo isso de maneira intercalada, deixando o curso mais interativo. No primeiro contato com o seu público é importante você manter uma interação, saber o que eles estão achando do seu curso e o que você pode fazer para melhorar isso.

 

4. Definições de recursos e aspectos financeiros

São diversos os tipos de recurso que você vai utilizar quando estiver criando o seu curso.

  • 1º Equipe: o legal é agregar pessoas que vão te ajudam a deixar o seu conteúdo mais interessante e completo.
  • 2º Equipamento: caso você queira produzir vídeos, é legal ter uma ferramenta, pode ser via webcam ou celular, e conforme a necessidade você pode investir mais nesses equipamentos.
  • 3º Tempo: o planejamento de cada etapa do seu conteúdo é essencial para que você consiga entregar esse conteúdo de uma maneira bem completa e explicativa, saiba usar o tempo a seu favor.

A questão financeira vai variar muito com relação a quanto você planeja investir nesse projeto e isso varia muito, pois isso vai influenciar no momento que você for vender o seu curso. É importante levar em consideração o investimento que está sendo feito e quantas pessoas estariam interessadas em fazer esse curso e o valor que elas estariam dispostas a pagar, para saber qual seria o seu lucro.

 

CTA ebook cursos online

ebookcursos-online

 

EXECUÇÃO

1. Geração de conteúdo

Aqui entra os materiais que você vai disponibilizar, por exemplo, primeiramente criar conteúdo de texto, depois gravar esse conteúdo explicando de uma maneira que chame a atenção do seu público alvo, avaliações (perguntas e respostas) que avaliem o progresso de seu aluno, utilizar conteúdo multimídia criando interação com o usuário, e a partir daí você vai começar a colocar a mão na massa, esse é ponto principal, depois de todo o planejamento conseguir colocar o conteúdo a disposição de seus alunos.

 

2. Gravação e Edição de vídeos

Aqui o principal é você conseguir dividir os conteúdos de maneira ágil e que façam sentido, assim na hora que for fazer a gravação e edição de vídeos, será muito mais fácil para você produzir esse conteúdo. O roteiro que você definiu e o conteúdo que você gerar, deve refletir a ideia de tirar a dúvida do seu usuário de maneira ágil. Ou seja, se você conseguir definir bem o conteúdo e a divisão que ele terá, você com certeza vai entregar ao seu usuário o que ele espera. Quando você estiver produzindo conteúdo, lembre-se de não passar de 15 a 20 minutos por vídeo, pois esse é o tempo médio que uma pessoa consegue se manter focada.

 

3. LMS e Tipos de Conteúdos na Eadbox

Uma das ferramentas que você pode usar é a LMS, uma plataforma que vai te ajudar a gerir esses conteúdos e vai te trazer um ganho incrível nessa parte do tempo que você tem. Utilizando a plataforma da Eadbox é possível ver a utilização de alguns recursos, como o webinar, gravação de vídeo e divulgação de teste na plataforma, dessa forma você consegue usar a plataforma de maneira dinâmica. Mas como isso funciona? Todo o roteiro que você previu, você pode ir adicionando na plataforma e quando eles forem ficando prontos você pode colocá-los online conforme o andamento do curso, além da vantagem do gerenciamento ser bem simples.

 

4. Teste seu curso

Foque em experiência de usuário, em um primeiro momento faça um conteúdo rápido e dinâmico para não desestimular quem estiver assistindo o seu conteúdo. Tente manter uma proximidade com seu usuário, interagindo sempre que possível, mas sem gerar muito transtorno, tente mandar avaliações para eles responderem para que você consiga melhorar o que ainda não estiver bom.

Se o conteúdo que você está criando é muito extenso, tente planejar um primeiro módulo, uma primeira interação com esse conteúdo e tente divulgar esse primeiro módulo, porque logo no começo você já tem um feedback. Fazendo isso, em um segundo momento você já pode utilizar uma plataforma, como a da Eadbox para estruturar as suas aulas, deixando a sequência de aulas prontas e depois só grava o conteúdo e coloca no ar. Dessa maneira você já cria um laço de confiança com seu público, se tornando mais próximo e gerando credibilidade para seu conteúdo.

Durante esse processo de produção é muito importante fazer revisão de conteúdo, pode pedir para outra pessoa olhar o seu trabalho, alguém que tenha o mínimo de conhecimento sobre aquela área para que ela seja capaz de apontar algum erro que você deixou passar por estar viciado naquele mesmo conteúdo.

 

Considerações finais e dicas

Comece com tudo, pegue as informações que você tiver, estruture bem o seu curso utilizando uma das metodologias acima para que você consiga entregar o curso de acordo com a primeira proposta e coloque o seu curso online, faça ele funcionar.

Será que mudança é igual evolução? Muitas vezes não, um exemplo é você deixar de colocar aquele feedback do seu aluno e mudar algo no seu curso que na verdade estava bom, ou seja, tome cuidado, pois muitas vezes aquilo que você achou que poderia melhorar já estava bom e o que deveria ser modificado ficou igual. O legal é pensar primeiramente no usuário final, veja o que ele gostaria que o seu curso oferecesse a ela e não na mudança que você acha que deveria acontecer.