câmera semi profissional

Câmera semi profissional: uma lista para escolher a sua

Equipamentos fotográficos geralmente causam algumas confusões quanto às nomenclaturas. Em um parâmetro geral, equipamentos como a câmera semi profissional é um dos que causam mais dúvidas. Afinal, com tantas opções disponíveis no mercado, como diferenciar os modelos?

A câmera semi profissional se diferencia das profissionais por questões técnicas. As profissionais e semi profissionais têm a lente intercambiável, ou seja, podem trocar as objetivas de acordo com a necessidade. Já as superzoom são câmeras compactas mais robustas. Possuem um sensor um pouco melhor do que as digitais compactas, mas não têm a qualidade de imagem que uma semi profissional ou profissional tem.

Veja também: câmera para gravar vídeo: qual a melhor para os seus vídeos

câmera semi profissional

Como escolher a câmera semi profissional ideal?

Atualmente no mercado existe uma variedade de câmeras de entrada, também conhecidas como câmera semi profissional. Em termos técnicos, equipamentos neste nível possuem um sensor mais sensível à luz. Ou seja, pelo sensor da câmera ser maior, mais luz entra e a qualidade da imagem é superior de câmeras compactas ou de smartphones. Além de que o material usado para a produção dessas câmeras é melhor comparado aos outros tipos de câmera.

Para saber qual câmera semi profissional é a ideal para você, é necessário pensar em como ela será utilizada. Câmeras digitais são mais indicadas, visto que é mais fácil e prático transferir os arquivos. Além do que, hoje é mais raro encontrar câmeras analógicas.

Para escolher o modelo ideal, pense em alguns pontos:

  • Vai ser utilizado apenas para fotografar ou também para gravações?
  • O cenário tem muita ou pouca luz?
  • Caso use para gravações, é necessário um visor versátil?
  • Entre outros.

Depois dessas questões respondidas, é possível ter um panorama maior do que buscar. Por exemplo, para quem precisa de uma câmera semi profissional para usar em gravações. Quando não há tanta luz disponível, as semi profissionais dão conta ou senão objetivas com a abertura maior podem ser necessárias.

Quando utilizadas para gravação, as câmeras com um visor versátil podem ser uma opção interessante. Esse tipo de visor não é fixo, a tela é móvel e pode ser colocada em diferentes posições que podem facilitar a visão.

Câmeras semi profissionais disponíveis no mercado

As empresas que mais fazem sucesso com a qualidade da câmera são a Nikon e a Canon.

Câmera semi profissional Nikon

  • A câmera de entrada da marca Nikon que mais vem recebendo elogios é a D5200. Com 24 megapixels, 32 pontos de foco e visor móvel, é ótima para quem está iniciando na área e precisa fotografar ou filmar.
  • Uma versão mais nova a D7200, com kit (lente + corpo de câmera) que já vem com a lente 18-140mm. Também tem 24 megapixels e 51 pontos de foco, que dão mais liberdade de escolha do lugar em que será focado. Além de também ter o visor móvel.
  • O modelo D7100 é um intermediário entre a D5200 e a D7200. Também tem 24 megapixels, 51 pontos de foco, mas o visor é fixo. Para quem pretende usar para gravações o visor fixo pode ser um ponto fraco.

Câmera semi profissional Canon

  • Na Canon a câmera de entrada que mais fez sucesso é a T5i, com 18 megapixels e 9 pontos de foco. O visor é móvel e touchscreen, o que pode ajudar e facilitar o uso, principalmente para quem está começando.
  • O modelo com mais elogios é a Canon 7D Mark II, que tem 20 megapixels e 65 pontos de foco.
  • O modelo intermediário entre esses dois é a Canons 7D, com 18 megapixels e 19 pontos de foco.

 

O valor dessas câmeras variam de acordo com o modelo e acessórios que possuem. Mas – em média – para uma câmera semi profissional o valor mínimo é a partir de R$2.000,00. Portanto, analise bem e veja qual opção se encaixa melhor com suas necessidades.

 

EADSummit

Eadsummit


Categorias