Começando com E-learning

Entre nesse maravilhoso mundo do EAD

A demanda por serviços de e-Learning está empurrando muitos freelancers e conhecedores para iniciar sua própria startup. Apesar de sua experiência em e-Learning , os CEOs destas startups devem estar cientes de que a sua função de trabalho não mais se limita ao de um CTO ou um CLO em uma organização. Conhecer e dominar seus nichos de e-Learning, com serviços especializados e de ferramentas de EAD não é apenas o suficiente para a criação de uma startup de e-Learning bem sucedida. Crescimento a longo prazo e lucratividade é bem gerida quando você segue algumas dicas .

8 Dicas para iniciar uma empresa de e-Learning

  1. Queime a sua paixão por eLearning, não o seu dinheiro

    Quanto mais você se dedicar, mais benefícios você podera colher. A maioria das empresas de eLearning confiam somente em rede com profissionais da indústria de EAD. No entanto, lendo blogs sobre o assunto, participando de eventos de desenvolvimento de profissional de eLearning ou até mesmo patrocinando conferências eLearning pode gerar um novo pool de clientes. Gastar dinheiro em marketing online ou qualquer outro meio no mercado pode não ser útil se você não é reconhecido na indústria de eLearning. Portanto, para um começo bem sucedido, manter uma boa comunicação e networking, ajuda a você e a novos parceiros a crescer rapidamente.

  2. Cada idea de eLearning é válida, mas apenas poucas passam o teste decisivo

    O seu produto é uma solução nova de eLearning ou um reforço a um produto já existente? Fazer algumas perguntas é valido, mesmo antes de criar o seu modelo de negócio. A etapa final do teste decisivo é criar o time que você quer. A questão aqui é como contratar as pessoas que compartilham a mesma paixão pelo eLearning. Uma vez que você sentir que todas as perguntas foram respondidas, você pode entrar em contato com um consultor eLearning para colocar o seu projeto em prática.

  3. Uma boa ideia de eLearning busca um bom investidor

    Networking é a principal fonte para encontrar seus parceiros de investimento. Uma vez que você começar a demonstração seu produto dentro de círculos de negócios, os investidores de alta qualidade vão encontrar uma maneira de chegar até você. Nos últimos anos o ELearning tem crescido rapidamente, é uma boa hora para colaborar e fazer crescer o seu empreendimento no ensino a distância crescer de forma eficaz. Algumas boas idéias de crescimentos para startups estão agora a implementar portal eLearning, suporte LMS, LMS na nuvem e serviços de autoria.

  4. Caminhe lentamente e sabiamente

    A última coisa que você quer fazer com a sua startup de eLearning é para ir à falência. Os riscos financeiros associados com a aprendizagem do negócio são bastante complicados. Embora haja um bom mercado para eLearning, é do seu interesse garantir que você gaste apenas sobre as operações básicas. Conhecendo as variáveis de gastos fará seu negócio prósperar. O marketing da filial, o patrocínio de conferências, e webinar são algumas das novas maneiras de aproveitar ao máximo o seu investimento limitado.

  5. Terceirizar serviços de eLearning economiza em custos com contratações

    Não contratar até que você tenha um fluxo de caixa saudável. A maioria das startups eLearning são feitas a partir do zero por freelancers em nome individual. Calcular seus gastos com cuidado e contratar alguns freelancers/profissionais lhe dará uma ampla gama de opções e especialidades. Manter uma boa relação estratégica com freelancers eLearning pode ajudar a sua startup a crescer e expandir em longo prazo. Hoje, a maioria das operações não-essenciais podem ser terceirizados, oferecendo uma significativa redução de custos.

  6. Negociação não vai matar seu negócio

    Não tenha medo de negociar o preço do seu produto ou serviço. Sempre tenha alguma flexibilidade em seu contrato. Seja o parceiro do projeto, certifique-se de manter o tempo, custo, qualidade e produtividade. Não negociar certos requisitos podem cair pesado em seu orçamento e você também pode acabar com a subcontratação em seu projeto. Na indústria ELearning é muito comum ver mudanças de requisitos e falta de pessoal do meio para compreender plenamente esses requisitos.

  7. Espere até você contratar funcionários em tempo integral

    Equipe em tempo integral acrescenta muito valor ao seu negócio, no entanto contratação não lhe dá qualquer vantagem competitiva, a menos que você esteja fazendo realmente o dinheiro. A contratação vem com muitas restrições legais e você pode sentir o escoamento de lucros facilmente com mais operações. A contratação de estagiários e freelancers podem ajudar a sua startup a entrar em forma. Uma vez que você esteja confiante de que o seu negócio de eLearning possa dar lucros para contratar pessoal operacional, você pode fazer o movimento com sabedoria. Contratar as pessoas que compartilham a mesma paixão ou seja, semelhante a crescer e fazer a sua startup rentável e destacada no mercado.

  8. Comece com um grande produto ou serviço eLearning

    Muitas startups de eLearning ganharam impulso com a crescente demanda por aprendizagem online(EAD). Produtos e serviços ELearning em mobile learning e aprendizagem em nuvem é muito bem recebida pelo mercado. Engenharia Courseware, serviços de apoio relacionados e LMS são algumas outras fontes pioneiras a lançar seu negócio. Faça a sua startup de eLearning ser visível e bem reconhecida dentro da indústria de educacional.