Cultura de Capacitação

Cultura de Capacitação de Colaboradores

Entenda um Pouco Mais Sobre Cultura de Capacitação de Colaboradores

Para promover uma cultura de capacitação dos funcionários, uma organização deve oferecer programas de educação, permitir que os funcionários se envolvam com a tomada de decisões e ter sistemas de recompensa adequados. Em outras palavras, as organizações que possuem uma cultura de capacitação de funcionários reconhecem a importância dos seus trabalhadores e se consideram as contribuições de seus funcionários como ativos de negócios importantes.

Benefícios

Ao capacitar os funcionários, muitas empresas estão usando o seu maior trunfo na busca de seu maior potencial e, em contrapartida, estão se tornando mais competitivas na economia global emergente. Em empresas que não possuem uma cultura de capacitação de funcionários, pode ser mais complicado para os funcionários para oferecer um feedback ou sugestões para a gestão. Isto significa que as empresas nunca ouvem o que pode ser bom, sugestões daqueles que são muitas vezes os mais próximos dos consumidores, clientes ou problemas – os funcionários.

Dificuldades

A implantação de uma cultura de capacitação de funcionários em uma empresa que atualmente tem um rigoroso sistema de gestão top-down, pode ser um desafio. Esta ação exige uma avaliação da cultura vigente, comitês ou grupos de trabalho dedicados à mudança da cultura atual, um novo treinamento, e, acima de tudo, gestores que irão abraçar a capacitação de funcionários. Quando as empresas escolhem uma estrutura de capacitação dos funcionários, elas também mudam seus processos de tomada de decisão, para que os funcionários e a gestão se acostumem com a nova estrutura. Além disso, segundo o site “Management Skills Advisor”, uma cultura de capacitação dos funcionários é baseada na confiança – e é preciso tempo para a confiança se desenvolver – e as organizações que não tem esta confiança podem enfrentar ainda mais desafios. Finalmente, vale lembrar que quando os funcionários tem mais liberdade para tomar suas próprias decisões, há sempre a chance de algo dar errado, mas isto pode ser evitado com gestão mais rigorosa.

Implementação

De acordo com Carolee Colter de “Cooperative Grocer,” você não pode mudar a cultura local de trabalho sem primeiro avaliar sua cultura atual. Colter sugere o uso de dados de pesquisa empregado ao lado de mais dados mensuráveis sobre questões como o volume de negócios e a produtividade. Você pode usar este relatório não só para determinar a área que deve ser corrigida em sua cultura local de trabalho atual, mas também como um benchmark para os próximos dados que você for coletar quando você mudar a sua cultura de trabalho. Em seguida, trabalhar com a administração para implementar mecanismos de feedback de funcionários, tais como caixas de sugestões, prêmios de funcionários e sessões de talk-back. Por fim, desenvolver maneiras que permitam que funcionários usem efetivamente suas ideias para fazer a diferença na organização. Por exemplo, treinamentos onde cada funcionário discute um interesse ou hobby e como esse hobby pode ajudá-lo a trazer inovações para a empresa.

Avaliações

Embora seja importante avaliar a sua cultura atual antes de tentar mudá-la, você também deve avaliar periodicamente a sua definição de “cultura de capacitação de funcionários” para garantir que as ações de sua empresa estejam realmente voltadas para a capacitação de funcionários. Por exemplo, você poderia, periodicamente, pedir para que os funcionários participassem de pesquisas anônimas que detalhassem o que eles sentem sobre a forma como suas opiniões são recebidas na empresa. Os gerentes também podem ser convidados a descrever como eles envolvem os funcionários em sua tomada de decisão. Depois de coletar esses dados, você pode compará-los com o seus relatórios anteriores, bem como analisá-los para quaisquer problemas que ainda precisem ser resolvidos.

Categorias