método gtd

Melhore a produtividade aplicando o método gtd em seu dia a dia

Quer melhorar e potencializar a sua produtividade, mas não sabe por onde começar? Conheça o método gtd e deixe ele mudar a sua vida para melhor.

O método tem esse nome por ser a abreviação de “Getting Things Done”. Em português, essa frase foi traduzida como “A arte de fazer acontecer”. Nesse método de organização e produtividade, o objetivo é focar no desestresse, aprendendo a esvaziar a mente. O gtd ensina os melhores jeitos de fazer isso, de maneira eficaz – e, com resultado, diminuindo as tensões e estresses do dia a dia.

Por fim, aqueles que investem nesse método saem no lucro, pois se tornam pessoas mais focadas e produtivas. Com isso, as empresas também passam a contar com funcionários mais efetivos, engajados e satisfeitos. Para saber mais sobre o assunto, aprender sobre o gtd e como aplicá-lo na sua rotina, confira esse artigo até o final.

– Você também pode se interessar por: Saúde corporativa: porque a saúde dos colaboradores deve ser uma pauta frequente nas empresas

método gtd

Conhecendo a metodología gtd, criada por David Allen

O método gtd foi criado por David Allen, um americano, um consultor e instrutor de produtividade. Ele ficou ficou amplamente conhecido por desenvolver esse método de gerenciamento de tempo. Com as pessoas lidando cada vez mais com informações e tarefas a serem feitas diariamente, o “Getting Things Done” conquista muito espaço no ambiente corporativo. São inúmeras as empresas que investem em desenvolvimento dos seus colaboradores – e esse método pode ser o próximo investimento para a sua corporação.

Importante tanto para o âmbito pessoal quanto para o profissional, o método gtd é uma ferramenta chave para uma qualidade de vida maior. Você pode adquirir o livro completo, em português, com todas as instruções para seguir perfeitamente o método. Porém, aqui explicaremos de maneira resumida como conhecer e aplicar as principais ações no seu dia a dia.

Quando é a hora de aplicar o método gtd?

Você é aquela pessoa que tem muitas tarefas para fazer diariamente e, quando percebe, já passou muito tempo – e ainda existem coisas a serem feitas? Então esse método é pensado para você.

As empresas já perceberam que ser um profissional produtivo significa aproveitar melhor o seu tempo. E isso nem sempre significa fazer mais. A produtividade significa: estar 100% presente e dar o seu melhor durante esse tempo. Para conseguir fazer isso, a pessoa deve ter o foco e a atenção voltados exclusivamente para aquela ação. E, para conquistar esse estado, é preciso saber esvaziar a mente. É nesse ponto que o gtd entra em ação.

Os 5 grandes passos do gtd

Para colocar em prática esse método, David Allen descreve que é preciso seguir 5 passos principais. São eles:

1. Coletar / Capturar

Aqui, o objetivo é tirar da cabeça todas as lembranças, pensamentos e ideias relacionadas das coisas que devem ser feitas e passá-las para um lugar mais confiável. Ou seja: esvaziar a mente.

Nesse momento, você não precisa tomar nenhuma decisão. Apenas deixar a mente tranquila. Você pode passar esses pensamentos para um bloco de papel, bloco de notas, ou usar um aplicativo de anotações. Se você optar por usar um aplicativo, uma sugestão é: Conheça os recursos e saiba como usar o evernote para melhorar sua rotina

2. Esclarecer / Processar

Nesse momento é preciso esclarecer tudo o que foi capturado no exercício anterior. Aqui, você ainda não irá executar nenhuma ação, mas poderá definir o que fazer. Selecione cada item do exercício anterior e pense: devo fazer alguma ação?

Quais dos pensamentos ali presentes demandam uma ação da sua parte, e quais não dependem exclusivamente de você?

David Allen também ensina que somente ações que podem ser resolvidas em 2 minutos devem ser feitas. Se isso não for possível no momento, coloque-as na lista de anotações. Essa lista também pode ser feita via post-it, aplicativos, bloco de notas, entre outros.

3. Organizar

Organizar todas as ideias e pensamentos. Para isso, uma sugestão de David Allen é fazer uma lista/checklist, que possa ser acessada na hora e momento certos. Também pode ser utilizado um calendário, que facilita – e muito – na hora de enxergar as tarefas a serem feitas. Nesse calendário, você pode definir:

  • Grandes projetos: aqui, você pode colocar aquelas ações que acontecem em várias etapas. Os projetos mais longos;
  • Ações cotidianas: aqui você pode ressaltar aquelas ações que não possuem datas específicas, mas que devem ser feitas. Por exemplo: você precisa comprar algo em uma farmácia. Então, já aproveite a próxima vez que sair para fazer isso e otimize o seu tempo;
  • Atenção especial: aqui cabem os itens que não dependem apenas de você para serem realizados. Também devem ser especificadas as tarefas que você precisa delegar para alguém.

Você pode anotar tudo isso em um calendário e colocar lembretes. Também, sempre que possível, deixe uma hora do seu dia para possíveis atrasos e/ou imprevistos.

4. Refletir e revisar

É a hora de revisar e refletir sobre todo o método e sistema feito anteriormente. Atualizar as informações ali presentes e visualizar por diferentes perspectivas. De maneira concreta: veja novamente o seu calendário e/ou check list semanal. Nesse momento você pode riscar aquilo que já foi feito e aproveitar para planejar as ações da semana seguinte, por exemplo.  

5. Colocar em prática

Ou seja: engajar de maneira eficiente. Saber exatamente aquilo que você está fazendo naquele momento. Usar suas listas e calendários como base e dedicar o tempo previsto para cada ação.

Nesse momento, é importante ter ciência que aquela ação a ser realizada é a mais importante a ser feita no momento. Estar 100% presente ali, sem preocupações ou distrações com outros assuntos. Aqui, no engajamento, se tem a certeza que está tudo sendo feito como deveria, sob controle.

Praticando o método gtd

Esse sistema é um ciclo. Quando bem feito, garante maior produtividade e aproveitamento do tempo. Além disso, auxilia a relaxar a mente e fazer com que haja um maior controle de horários e ações a serem feitos. Uma dica que auxilia bastante a ter sucesso nesse método é sempre ter um bloco de notas a mão, assim você escreve ali o que precisa ser feito e deixa a sua mente livre e despreocupada. Essas anotações podem também ser feitas via celular e aplicativos, como dito anteriormente.

Lembre sempre que o método gtd pode ser adaptado de acordo com a sua rotina – e você deve pensar nas ações diárias uma vez por dia. Também deve analisar o calendário uma vez por semana.

O que você achou de aprender sobre esse método? Está pronto para colocá-lo em prática? Compartilhe conosco!

CTA Produtividade

banner ebook produtividade


Categorias