A CEO da Humantech Gestão do Conhecimento, Juliana Back, fala sobre a revolução causada pela educação a distância nos métodos de ensino e aprendizagem. Além disso, ela vai apresentar algumas tendências que vem ganhando força e que prometem bombar daqui pra frente. Isso porque com a necessidade urgente de aperfeiçoar técnicas, cada vez mais gente tem optado por essa modalidade de ensino. Então nada melhor do que ficar atento a toda essa movimentação!

E-Learning e a educação a distância

Dentre as modalidade de EaD, o e-learning tem se destacado por conta da influência do ambiente digital no dia a dia das pessoas. Mas antes de qualquer coisa, é bom deixar claro que e-learning e EaD não são a mesma coisa, os conceitos estão diretamente relacionados, mas não podem ser considerados sinônimos.

De acordo com a Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), o EaD é um tipo de processo educativo que reúne processos de ensino e aprendizagem por tecnologia nos formatos semipresencial e a distância, nos âmbitos de ensino, pesquisa e de extensão, promovem competências como colaboração, trabalho em equipe e comunicação.

Já o e-learning é fruto do desenvolvimento da educação a distância e das tecnologias digitais, é uma das modalidades de EaD que utiliza as mídias eletrônicas como base, principalmente a internet. Utilizando seu alto poder de disseminação de informações por meio das diversas plataformas multimídias.

Agora com as definições bem claras, vamos passar pelos principais conceitos de e-learning até chegar na ligação dessa modalidade de ensino com as estratégias de marketing de conteúdo e de gestão de conhecimento:

A educação a distância foi uma verdadeira revolução nos métodos de ensino, afinal ela rompeu barreiras geográficas e permitiu que os processos ocorressem fora da sala de aula; com a era digital a educação a distância ganhou novas proporções, com mais recursos para professores e alunos, além de métodos cada vez mais eficientes para facilitar o aprendizado.

As vantagens do e-learning são tão grandes que se tornaram aliadas de empresas, pois elas ajudam na criação e disseminação do conhecimento, além de ser uma ferramenta estratégica que gera integração entre as áreas e possibilita inovação, tudo isso encurtando distâncias e garantindo economia de tempo e recursos. Com o e-learning não há necessidade de viagem para a realização de um curso, do aluguel de salas, equipamentos ou contratação de instrutores presenciais, e como consequência as empresas ganham agilidade na distribuição de informações e podem ampliar a oferta de treinamento e do público atendido sempre que achar necessário, sabe por quê? Porque os cursos e-learning ficam hospedados em uma plataforma LMS (ambiente projetado de acordo com uma metodologia pedagógica que simula todo o contexto da sala de aula), o LMS gerencia atividades educacionais permitindo integração multimídia com a utilização de diversos recursos de linguagem, e o seu objetivo é apresentar o conteúdo de forma organizada e sistemática, proporcionando integração entre o usuário e o tema proposto.

Como todo o conteúdo fica disponível online e pode ser acessado a qualquer hora e qualquer lugar, ele garante flexibilidade no acesso aos cursos por permitir que cada estudante defina o seu ritmo de aprendizagem.

Com esse método, os alunos podem achar que por não ter a presença de um tutor, podem fazer o curso de qualquer jeito e não receberão a devida atenção dos especialistas, pelo contrário, com o e-learning o processo de aprendizado pode ser acompanhado inclusive de forma mais eficaz, porque o LMS não só armazena os cursos, mas também gerencia todo o conteúdo e registra as atividades realizadas pelos usuários e o desempenho deles em cada uma, gerando estatísticas para análise dos responsáveis. Assim é possível identificar os pontos fortes e fracos de cada participante e com base nisso direcionar os materiais mais adequados para o seu aprendizado, sem contar que podem ser realizadas discussões sobre os temas propostos por meio de ferramentas como chat e fóruns.

Oengajamento é outra grande vantagem do e-learning, que possibilita simulação de contextos tipicamente corporativos e a imersão dos participantes nestes contextos. Potencializando o aprendizado e consequentemente os resultados pretendidos pela empresa.

 

CTA Aluno ideal

criar persona do aluno ideal e planejamento digital

 

Um conceito importante dentro da educação é a andragogia, ciência que auxilia os adultos no processo de aprendizagem e contém princípios fundamentais para produção de qualquer curso direcionado para esse público. Ou seja, mais que conteúdo, ela coloca os participantes em foco, isso significa que o facilitador deve participar do planejamento efetivo dos cursos para criar estratégias de aprendizagem adequadas aos participantes e que estejam de acordo com os objetivos do curso. Nesse sentido, estratégias que envolvem estudos de caso, dramatizações, simulações e auto avaliações mostram-se mais efetivas no aprendizado de adultos, e dessa forma o tutor adquire novo papel no ensino, tornando-se um facilitador da aprendizagem. Isso porque não se trata apenas de transmitir conteúdo, o objetivo é orientar os participantes para que eles tenham mais independência e que consigam formar as conexões do aprendizado. Para isso é importante citar dois aspectos importantes:

  • Experiência e reflexão – defendem que para que haja uma aprendizagem real. É necessário que a pessoa passe por uma experiência e reflita sobre o que foi vivenciado, por isso é importante que o facilitador promova experiências de aprendizado, geralmente concretizadas em experiências práticas, estrategicamente elaboradas durante o planejamento do curso, para renovar adquirir ou aperfeiçoar habilidades. Lembrando que essas habilidades precisam ter relação ao tema abordado e devem estar conectadas com os objetivos deles. Depois de experimentar é hora de refletir sobre a experiência, normalmente estimulada por meio de perguntas, como um quiz ao final do treinamento.
  • Mudança e treinamento profissional – leva em consideração a relação entre os dois elementos. A verdade é que todo o treinamento é realizado para gerar mudanças, e é preciso desenvolver uma nova mentalidade das pessoas para que essas mudanças aconteçam. A lógica é: uma mudança de mentalidade promove uma nova percepção do mundo, e como consequência, as pessoas começam a agir diferente. E é exatamente isso que as empresas buscam quando desenvolvem cursos para seus profissionais. Ou seja, mudanças de atitudes para conseguir novos resultados.

Por fim, se um curso de e-learning não oferecer uma mudança, uma reflexão sobre o que foi passado e para que seja colocado em prática, os objetivos estabelecidos não serão alcançados. Os adultos aprendem melhor em ambientes informais, confortáveis, flexíveis e cabe ao facilitador criar esse clima propício a educação deles.

Outra vantagem do e-learning é a possibilidade de trabalhar com diferentes formatos, como textos, infográficos, e-books, vídeos e animações. Além disso, também possibilita o uso de recursos que tornam o aprendizado mais interessante, com a técnica de gamification (derivada da palavra game, mas a ideia é utilizar os recursos dos jogos para tornar o processo de ensino mais atrativo e eficaz). Usando essa técnica, os participantes ficam mais motivados a dar continuidade às lições e tornam-se realmente engajados com a aprendizagem.

Na prática gamification funciona assim: imagine o funcionamento básico de qualquer jogo, de um modo geral todos eles têm uma jornada que estimula os participantes a completarem tarefas e passarem as fases. Essa jornada é um dos elementos engajadores responsáveis por inserir os participantes em uma história contextualizada, mantendo o foco nos estudos. Outro elemento importante é a disponibilização de um ranking no qual são computadas as pontuações e premiações de todos os participantes, gerando uma certa competitividade entre as pessoas. O objetivo não é criar um ambiente negativo, mas estimular uma disputa saudável, utilizada como aliada no engajamento das pessoas, afinal a competição é um elemento presente na essência humana e por isso aumenta a tensão na atividade que utiliza esse princípio. Além disso, pode funcionar como um estimulador no trabalho de equipe, dependendo das tarefas propostas, e como resultado é possível construir um novo ambiente corporativo, uma equipe mais unida e qualificada.

A flexibilidade é outro fator que se aplica nos treinamentos nos mais diversos tipos de negócio, por isso é uma excelente alternativa para as empresas como um todo, micro, pequenas, médias e grandes corporações ou mesmo para departamentos específicos. O e-learning pode facilitar o treinamento de profissionais de rede de franquias ou mesmo a fidelização de clientes no e-commerce, no ambiente digital, na rotina das pessoas um dos fenômenos que se pode observar é o aumento na busca de informações. As pessoas querem entender melhor o que consomem, e é exatamente nesse aspecto que o e-learning pode ser uma importante alternativa para suprir essa curiosidade, assim a empresa pode oferecer cursos de curta duração sobre a área que atua, com materiais relevantes para o público alvo.

 

CTA ebook cursos online

ebookcursos-online

 

Tendências dessa tecnologia para os próximos anos

Portais EaD: o princípio é o mesmo dos portais de notícias, a diferença é que ao invés de notícia esses portais reúnem materiais educativos online nos mais diferentes formatos, como artigos, podcasts e vídeos. A boa notícia é que os ambientes podem ser aproveitados no ambiente corporativo tanto para estimular a educação dos colaboradores quanto para auxiliar no processo de gestão do conhecimento. A grande vantagem dos portais educativos é o fato de serem uma verdadeira fonte de conhecimento para os profissionais e ainda serem aproveitados para os potenciais clientes, oferecendo a eles materiais mais completos e de alta qualidade, como e-books e infográficos. Além disso, podem ser porta de entrada para os cursos e treinamentos, isso porque esses ambientes podem conter um espaço especial e que são disponibilizados todos os cursos da empresa, permitindo que os profissionais e visitantes possam acessá-los.

Big Data: é caracterizado pelo uso da tecnologia para o processamento de grande quantidade de dados, e isso beneficia as empresas de diferentes formas, porque possibilita que elas compreendam melhor o seu público-alvo. Além disso, é possível criar um histórico de interação e de outros detalhes interessantes. E o que isso tem a ver com o e-learning? Tudo. O Big Data é um dos responsáveis por permitir uma avaliação mais precisa do desenvolvimento dos participantes, dessa maneira os tutores conseguem direcionar melhor os materiais para cada um deles. Esse direcionamento é feito a partir do Big Data, que coleta e analisa todas as informações gravadas automaticamente pelos estudantes na plataforma LMS. Assim os cursos tornam-se cada vez mais eficazes e todos os dados gerados em relação ao comportamento e o desempenho do usuário permitem que a empresa transforme essas informações em novos projetos e é claro em resultados melhores.

Transmitido do conteúdo ao usuário: no modelo tradicional, o conhecimento é transmitido de forma padronizada para todos. Os participantes recebem o mesmo material com as mesmas informações, porém as pessoas aprendem de formas diferentes e possuem uma bagagem diferente, e isso deve ser considerado para que a empresa consiga resultados desejados com os cursos.

Imagine como seria produtivo proporcionar uma experiência de aprendizado focada exatamente nas necessidades dos usuários, isso existe e tem o nome de aprendizagem adaptada ou <>adaptative learning, que busca focar na vivência do usuário e na familiaridade que ele tem com o tema. Isso é possível com uma plataforma de e-learning que tem essa flexibilidade e depois com a realização de testes de conhecimento que identifiquem que o participante tenha ou não domínio para ter o seu plano de aula estruturado. Aqui o foco é adaptar a grade do curso de acordo com o que o usuário realmente precisa, considerando os pontos fortes e fracos. Nos modelos tradicionais de ensino os alunos só descobrem qual será o tema quando chegam na sala de aula, mas e se fosse possível aproveitar de outra maneira esses encontros presenciais? Certamente o aprendizado seria potencializado, de modo que teoria e prática estariam em harmonia.

Sala de aula invertida: a ideia é entregar todo o material teórico aos participantes do curso por meio virtual, antes dos encontros presenciais, dessa forma quando as pessoas se reunirem já teriam uma ideia do assunto que será abordado na aula e podem utilizar esse encontro para aprofundar o conteúdo e promover discussões e experimentos para um melhor aprendizado.

M-Learning ou mobile learning: com o objetivo de promover a interação e o aprendizado por meio dos objetivos móveis, com essa técnica otimiza-se o tempo dos participantes de modo que eles possam aprender sempre que estiverem livres, independentemente se eles estão no transporte público, a caminho de casa ou no aeroporto esperando pelo horário de voo. Isso é possível por meio de plataformas responsivas.

B-Learning ou blended learning: estudo de formação em que se utiliza tanto o ambiente digital quanto o meio tradicional para promover o aprendizado, assim embora grande parte do conteúdo seja transmitido a distância, a grade do curso inclui atividades presenciais obrigatórias e pode ser usada em parceria com a sala de aula invertida. Em outras palavras, parte da grade é realizada presencialmente e outra parte em uma plataforma online, é isso que muitas universidades estão fazendo ao oferecem disciplinas obrigatórias ministradas com a metodologia e-learning.

Conteúdo audiovisual: vídeos no estilo webinar e animações, são sem dúvida uma das formas mais fáceis de transmitir conhecimento. Principalmente quando temos informações completas, e como resultado os participantes ficam mais engajados e motivados com o aprendizado, aumentando a chance de sucesso do curso. Parte disso acontece pela possibilidade de utilizar recursos de edição, para que o material seja mais atrativo e estimulante, com o dinamismo necessário para prender a atenção das pessoas por mais tempo. Daí a importância de elaborar um bom roteiro associado ao contexto, imagens e uma edição diferenciada.

A educação a distância pode ser fundamental para crescimento da sua empresa, no que se refere a gestão de conhecimento e ao marketing de conteúdo. As áreas podem ser conectadas para proporcionar resultados melhores e mais eficientes nas empresas, e o e-learning pode ser a ponte entre elas.

Para entender melhor, imagine o contexto empresarial de forma mais ampla, diariamente uma grande quantidade de dados são produzidos pelos diversos setores envolvendo clientes, colaboradores e gestores do processo. Esses dados geram informações importantes para o crescimento de toda a empresa e elas por fim devem ser organizadas e direcionadas de forma correta e estratégica para se transformarem em conhecimento corporativo. Todo esse conhecimento é constituído pelas habilidades teóricas e práticas, e também pela experiência adquirida pela vivência. A função da gestão do conhecimento é exatamente organizar e distribuir esse conhecimento para melhorar os resultados e por isso é uma disciplina indispensável na realidade dos negócios. Esse conhecimento pode ser aperfeiçoado e distribuído por meio de cursos de reciclagem ou treinamento para que os mais novos e menos experientes consigam se inserir com mais facilidade na rotina da empresa e aprender com os mais experientes da empresa.

Outra vantagem da gestão de conhecimento com o e-learning é a possibilidade de simular na plataforma situações típicas do ambiente de trabalho. Assim o conhecimento se torna mais real para os participantes e ainda existe a possibilidade de re-aproveitar o mesmo curso para outros grupos, porque ele fica hospedado na plataforma LMS criada para a própria empresa. O principal objetivo dessa estratégia é trabalhar o relacionamento entre o cliente e a empresa a partir da oferta de conteúdo relevante e que realmente faça diferença na vida das pessoas. Por isso a ideia é oferecer conhecimento sobre a área que a empresa atua para que seu público alvo satisfaça a curiosidade ou a necessidade de informação sobre determinado tema e comece a enxergar a marca como referência no mercado.

Com isso é possível aumentar a chance das pessoas se tornarem clientes, se fidelizarem e ainda indicarem a sua marca para outras pessoas. O sucesso das ações de marketing de conteúdo depende do trabalho minucioso de cada etapa da jornada do consumidor, considerando desde a primeira visita do público nos canais digitais da empresa, até o momento em que ele se torna fiel e embaixador da marca.

A gestão de conhecimento deveria ser utilizada na jornada do consumidor, pois proporciona uma vantagem no mercado e pode ser feito também com auxílio do e-learning. Além de oferecer conteúdo em textos, e-books, infográficos e vídeos, a empresa também pode produzir conteúdo de curta duração para potenciais clientes, distribuindo as informações por níveis de dificuldades e envolvimento com a marca.

Dessa forma mais do que fechar vendas, os negócios ganham credibilidade e começam a ser vistos como uma referência em sua área de atuação. Lembre-se: promover conhecimento é a forma mais eficaz de conquistar clientes e investir no crescimento da empresa. Diante de tudo isso, fica fácil perceber que o e-learning é uma forma bastante eficaz de estimular a educação continuada dos colaboradores, desenvolver treinamentos corporativos e mesmo educar os clientes. A flexibilidade e a possibilidade de utilizar materiais em diferentes formatos, torna a experiência mais atrativa e interativa, de forma que as pessoas ficam mais engajadas.