herospark-midi-banner-venda-seu-produto-digital

O modelo Canvas é um quadro para organização estratégica. Acima de tudo, permite uma visualização intuitiva e visual do modelo de negócios da empresa, o que oferece diversas vantagens no momento de traçar planejamentos para lançar ou aprimorar um produto.

Ou seja, se você está no processo de criação de um negócio digital, ou de transformações na sua empresa, o modelo Canvas pode te ajudar a clarear as ideias. Conheça tudo sobre esse método aqui!

O que é o modelo Canvas

O modelo Canvas, ou Canvas Business Model, é um quadro pré-formatado que representa os elementos fundamentais de uma empresa. Ele analisa o seguinte:

  • Parceiros;
  • Atividades;
  • Recursos;
  • Oferta de valor;
  • Fontes de custos;
  • Fontes de receita;
  • Segmento de clientes;
  • Estrutura de custo.

Por isso, é útil para criar um novo projeto ou para entender quais partes da gestão de um negócio estão funcionando bem e quais ainda precisam de ajustes.

Uma vantagem importante deste método de organização é que ele facilita a comunicação entre membros de uma equipe, já que os conceitos são simples e de fácil visualização. Entre as suas vantagens estão:

  • Agilidade para definir estratégias;
  • Flexibilidade e facilidade de compreensão;
  • Visualização estratégica de partes da empresa;
  • Objetividade;
  • Estímulo à criatividade;
  • Comunicação simplificada.

Em síntese, é um esboço para registrar ideias, validar hipóteses e definir estruturas, que pode ser empregado para planejar um novo negócio, ou para avaliar uma empresa já em andamento.
Por essas razões, pode sofrer alterações com o passar do tempo e deve estar ancorado em um modelo de negócios sólido.

O que é um modelo de negócios?

Segundo Alexander Osterwalder, o modelo de negócios é a descrição de como uma organização gera valor. Aliás, foi ele quem criou o modelo Canvas Business Model.

Definir um modelo de negócio torna mais simples entender como a sua empresa funciona. Afinal, pelo detalhamento de cada fase da empresa, a organização fica integrada como um todo.

Nesse sentido, fica mais fácil definir como a empresa cria, distribui e captura valor.

Alguns exemplos de modelo de negócio são as franquias, o freemium, modelos de assinatura, entre outros. Todos se beneficiam do uso do modelo Canvas.

Como se faz um Canvas?

Para criar seu modelo, você precisa criar um quadro com algumas categorias e preencher com as palavras-chave que melhor representam a sua empresa. Nesse sentido, as categorias são agrupadas dentro destes temas:

Por fim, é importante se manter sempre atualizado sobre cada uma delas para poder atualizar o Canvas e o modelo de negócios sempre que for necessário.

Como preencher o quadro do modelo Canva

  1. Parceiros-chave: momento de pensar em fornecedores e parceiros que ofereçam vantagens competitivas à empresa.
  2. Atividades-chave: são as ações mais importantes que devem ser executadas. Aqui, o preenchimento varia muito de acordo com o segmento da empresa, mas podem ser divididas em produção, vendas, logística, entre outras.
  3. Recursos-chave: descrição de tudo que a empresa precisa para funcionar. Só para ilustrar: computadores e internet; conhecimentos específicos; plataformas para vendas; equipe qualificada, entre outros.
  4. Proposta de valor: por que os clientes devem escolher sua empresa? Esta é a sua proposta de valor, o diferencial que o seu serviço oferece.
  5. Relacionamento com clientes: descrição de como a empresa se comunica. Qual é a linguagem utilizada, em quais canais está presente e quais são as estratégias para atendimento em cada uma delas.
  6. Canais: canais são todos os momentos em que o cliente tem contato com a sua empresa. Desde o momento em que a descobrem no Google, até as formas de entrega e de contato no pós-vendas.
  7. Segmentos de mercado: trata-se da definição do público-alvo. Por exemplo, está envolvida aqui a definição de quem é o avatar/persona que seu negócio espera atingir.
  8. Estrutura de custos: São todas as despesas, custos e investimentos necessários para que o negócio prospere. É interessante dividi-las entre fixos e variáveis.
  9. Fontes de receita: representam como (e quanto) a empresa espera receber pelos seus serviços. Deve ser calculado em relação à estrutura de custos.

As respostas não precisam ser detalhadas logo de cara. No primeiro momento, conceitos-chave são o suficiente. Inclusive, é por isso que se recomenda que o Canva seja apenas uma das ferramentas dentro do planejamento empresarial.

Se ainda ficou com alguma dúvida sobre como preencher o Canva, veja este vídeo sobre como criar o seu quadro:

Ferramentas para montar o Canva

O Canvas pode ser feito com papel e caneta ou no computador, depende de como você e sua equipe absorvem melhor a informação.

Assim, o importante é ter uma boa visualização do quadro e poder fazer alterações sempre que for necessário.

Você pode pendurar uma cartolina na parede para desenhar o quadro, e preencher com post-its. Assim, conforme for necessário atualizar, é só retirar os velhos e acrescentar os novos.

Se preferir fazer no computador, pode desenhar o template em algum programa de edição de imagens ou utilizar templates e ferramentas disponíveis na Internet.

Além disso, o Sebrae oferece uma ferramenta gratuita de Canvas Business Model para quem quer desenvolver suas ideias ou reformular um modelo que já existe.

Por fim, existem outros modelos de templates disponíveis para download na internet. Veja qual mais se adequa à sua empresa e comece a planejar!

Esperamos que este guia te ajude a tirar a sua ideia do papel, ou transformar o seu negócio digital para melhor! Recomendamos que conheça também a HeroSpark, pois o blog está repleto de boas dicas para gestores e produtores de conteúdo, além de ser uma plataforma com diversas ferramentas úteis para produtores digitais

herospark-bottom-banner-venda-seu-produto-digital

Categorias