Small-business-growth-e1407761689831

Guia Completo e Prático Sobre Trilhas de Aprendizagem

As trilhas de aprendizagem são caminhos alternativos e flexíveis para promover o desenvolvimento das pessoas.

No âmbito da educação corporativa no Brasil o tema trilhas de aprendizagem tem sido recorrente, porém não é novidade, principalmente para empresas que mantém projetos consolidados de desenvolvimento de competências.

O assunto é tão importante que não vamos abordá-lo apenas pelo viés informativo, mas sim expor porque a funcionalidade “trilhas de aprendizagem” é tão benéfica para atingir um objetivo de negócio específico.

Nesta primeira etapa você vai conhecer o que são as trilhas de aprendizagem, porque e como utilizar, e quais resultados possíveis de se obter com essa sistemática. E para conferir a aplicabilidade das Trilhas de Aprendizagem em Universidades Corporativas publicaremos outro artigo na terça, 02 de agosto, fique ligado !

O tema ganhou destaque porque as trilhas de aprendizagem representam uma estratégia de aprimoramento inovadora e eficaz, que propicia ao colaborador o aprendizado contínuo através de múltiplas formas de aperfeiçoamento pessoal e profissional, integrado ao seu planejamento de carreira.

Para superar as dificuldades na operacionalização das trilhas, especialmente quanto à aderência dos colaboradores, é necessário refletir e entender como surge o interesse do indivíduo em aprender determinado tema, como o ambiente de trabalho e estilo de gestão promovem a aprendizagem, e o sistema de formação e avaliação fornecidos ao aluno.

Com relação ao sistema de formação, temos um guia prático pra te auxiliar, a seguir!

 

O que são trilhas de aprendizagem

   trilha de aprendizagem para cursos online 

 

As trilhas de aprendizagem são um conjunto integrado e sistemático de ações de desenvolvimento que recorrem a múltiplas formas de aprendizagem.

O objetivo é produzir conhecimento necessário para o desenvolvimento de competências – o que engloba conteúdo teórico, habilidades e atitudes – requeridas para o desempenho dos diferentes níveis ocupacionais no dia-a-dia profissional. Continuamente, estas competências aprimoradas é que viabilizarão o alcance dos objetivos estratégicos de negócios da entidade.

Quando se fala em um conjunto sistemático, quer dizer que as trilhas de aprendizagem são sequências de atividades elaboradas em diferentes mídias com o objetivo de serem complementares entre si e de construírem o conhecimento a respeito de um tema.

Em resumo, se pudéssemos definir em uma frase, diríamos que são experiências de aprendizagem planejadas para tornar o processo de absorção de conhecimento mais efetivo e adequado aos diferentes perfis de profissionais.

Características

Diferente das grades de treinamento que tem ordem de obrigatoriedade e geralmente estão vinculadas ao desempenho de um cargo específico, a sistemática das trilhas de aprendizagem propõe conciliar as necessidades da organização com as aspirações de seus membros.

Como o método confere autonomia às pessoas, cada um concebe sua trilha de aprendizagem a partir de suas conveniências, necessidades, ponto de partida e objetivo que deseja alcançar. Com isso é possível integrar o planejamento de carreira às expectativas da organização

 

O grande mote das trilhas de aprendizagem é dar suporte ao profissional, que é próprio protagonista da formação e qualificação. Alguém que almeja por oportunidades de capacitação e necessidades de aperfeiçoamento poderá criar seu mapa de aprendizagem, o seu itinerário formativo, e caminhará na sua própria trilha.

 

Alguns bons exemplos de recursos para a criação de trilhas são: participação em cursos, encontros, seminários, congressos, intercâmbios no exterior, participação em comunidades virtuais de práticas e aprendizagem, estágios, reuniões de trabalhos, diversos tipos de conteúdos (livros, vídeos, sites, revistas), entre outros.

Os exemplos aqui listados provam que as trilhas de aprendizagem constituem de fato um grande sistema integrado de técnicas e estratégias em prol da aprendizagem.

trilha do conhecimento curso online

 

Uma breve passagem pelo conceito de aprendizagem

As competências profissionais são desenvolvidas por meio da aprendizagem, evidentemente. Este processo de aprendizagem pode ser decorrente de ações formalmente estruturadas pelas organizações ou de práticas informais adotadas pelos próprios empregados para promover a aquisição de conhecimentos, habilidades e atitudes no trabalho.

 

Em uma empresa o processo de aprendizagem pode ocorrer em 3 níveis:

  • Indivíduo: é onde primeiro acontece o processo de aprendizagem, carregado de emoções positivas ou negativas e que se dá por meio de caminhos diversos (trilhas);
  • Grupo: a aprendizagem pode ser um processo social compartilhado pelas pessoas do grupo.
  • Organização: representa um alto nível de integração institucional, pois o processo de aprendizagem individual, partilhado pelo grupo passa a ser expressa na estrutura, nas regras, nos procedimentos e nos elementos simbólicos.

 

Percebe-se que o processo de aprendizagem se assemelha a um ciclo contínuo: a partir do desenvolvimento de novas habilidades e aptidões, altera-se a compreensão dos indivíduos sobre a realidade. Quando incorporados, modificam os modelos mentais das pessoas, que adquirem mais sensibilidade. Este processo permanentemente de mudança, que se dá por meio da mobilização contínua, caracteriza uma aprendizagem constante.

De um modo geral, a aprendizagem organizacional é composta por uma série de momentos individuais que os colaboradores vivenciam no dia-a-dia das organizações, o que os faz adquirir conhecimentos, modificar atitudes, hábitos e comportamentos, e, por fim, desenvolvem uma nova consciência.

Assim, as trilhas de aprendizagem ampliam a capacidade de aprendizagem de organizacional, pois a empresa, ao investir continuamente no desenvolvimento do indivíduo está também em contínuo processo de desenvolvimento e têm melhores condições de se adaptar às exigências do ambiente no qual está inserida.

 

Treinamento X Aprendizado

trilha de aprendizagem

As concepções tradicionais sobre programas de formação têm como referência a construção de grades de treinamento para promover o desenvolvimento profissional.

O termo grade foi proposital, pois traz uma carga semântica de estar, “preso a uma programação”, ou seja, obrigatoriedade de seguir um roteiro elaborado por um terceiro, muitas vezes contra sua vontade ou em necessidade naquele conteúdo.

Ora, os indivíduos não são iguais, mas a forma com que os treinamentos são oferecidos a todos os colaboradores nos leva a considerar que eles teriam os mesmos objetivos, aspirações, motivações e competências.

Veja, sinteticamente, as principais diferenças entre treinamento e aprendizado através do quadro a seguir:

VARIÁVELTREINAMENTOAPRENDIZADO
VISÃO DO PROCESSODE APRENDIZADOÉ um processo estritamente racional;Depende, em grande medida, da metodologia adotada;O instrutor desempenha um papel fundamental;Ocorre, frequentemente, desconectado da realidade;

 

Ocorre, principalmente, através da absorção de conhecimento explícito.

Processo ativo e laborioso, que envolve todos os sentidos do corpo; Envolve um indissociável processo mental e emocional;Processa-se, em grande medida, no subconsciente, daí a importância da intuição;Resulta da resolução de tensões e liberação de angústias, principalmente quando envolve avanços importantes; 

Depende das experiências, tentativas e erros de cada indivíduo; é um processo social que depende da interação com outros;

 

Está associado a mudanças de comportamento.

 

MÉTODO UTILIZADO PELAS EMPRESASProgramas formais de treinamento;Treinamento individual através de diferentes mídias.Mesmos do paradigma do treinamento, mais:Aconselhamento;Aprendizado em equipe;Benchmarking;Compartilhamento de ideias e conhecimentos através de contatos informais; etc.
CONTEÚDO DOS PROGRAMAS FORMAISEspecialidades funcionais e técnicas gerenciais.Especialidades funcionais e técnicas gerenciais;Estratégias de trabalho.
FONTES DE APRENDIZADOInstrutores, Profissionais internos e externos.Todos os funcionários da empresa;Várias fontes detentoras de conhecimento internas ou externas à empresa.
RESPONSABILIDADEPrimordialmente da empresa.Compartilhada entre funcionário e empresa, mas, claramente, dependente dos funcionários.
AVALIAÇÃO DO RESULTADOPré-testes e pós-testes;Satisfação dos alunos; avaliação formal do grau de aprendizado do conteúdo ensinado.Compartilhada entre funcionário e empresa, mas, claramente, dependente das iniciativas e atitudes dos funcionários.

 

Considerando a comparação acima, o treinamento tem sido substituído nas empresas pelo aprendizado, de modo a contemplar novas formas de se relacionar com o conhecimento, pois a aprendizagem ocorre de múltiplas formas e em todos os ambientes da organização, formais e informais.

CTA Demonstração 2

Banner_Demonstração_Eadbox


Razões para utilizar as trilhas de aprendizagem num projeto de educação corporativa

A complexidade e a dinâmica do ambiente organizacional geram diversificadas necessidades de competências, com a demanda tão alta de especialidade, é um desafio prover aos empregados oportunidades frequentes de aprendizagem.

Por isso as trilhas de aprendizagem são caminhos alternativos e flexíveis para promover o desenvolvimento das pessoas, que pode envolver momentos formais e informais.

O desenvolvimento das trilhas ocorreu porque nem todos os profissionais são iguais em termos de aprendizagem. Cada indivíduo tem níveis diferentes de motivação, aspiração profissional e objetivos de carreira, experiências prévias e, principalmente, maior ou menor facilidade de aprendizagem.

É nessa conjuntura que se aborda o modelo educacional denominado trilhas de aprendizagem como uma alternativa às tradicionais grades de treinamento, oferecendo uma variedade maior de recursos de aprendizagem

 

Os profissionais de RH concordam significativamente que as organizações devem buscar estratégias inovadoras que atendam aos seus objetivos organizacionais e, ao mesmo tempo, que respeitem as aspirações individuais e assegurem aos seus trabalhadores autonomia na escolha do melhor caminho a percorrer no desenvolvimento de suas competências.

 

Tudo isso mostra-se vantajoso porque o aprendizado é um processo contínuo que precisa do envolvimento e atitude do indivíduo que aprende, o que, novamente frisamos, o indivíduo deve ser o protagonista no processo de aprendizagem. A sistemática de trilhas de confere autonomia às pessoas no seu processo de aprendizado.

 

Vários aspectos favoráveis na utilização das Trilhas de Aprendizagem podem ser listados, tais como:

– aprendizado contínuo;

– clareza do caminho a percorrer;

– autodesenvolvimento; direcionamento no planejamento de carreira; e

– multiplicidade de opções que potencializam o processo de aprendizagem.

 

Não desanime se perceber que na operacionalização das trilhas de aprendizagem há pouca aderência por parte dos colaboradores. Ainda que isto possa ser considerado um aspecto crítico, visto que o modelo pressupõe a participação ativa do indivíduo no seu aprendizado, as melhores organizações são aquelas que descobrem como despertar nas pessoas o empenho e a capacidade de aprender.

 

Como utilizar as trilhas de aprendizagem em uma organização

 trilhas de aprendizagem

 

Pontos chave na concepção de trilhas de aprendizagem e desenvolvimento de competências

Como comentamos, as trilhas se pautam por caminhos alternativos e flexíveis para promover o desenvolvimento das pessoas, e por conta disso devem envolver níveis e graus diferenciados de aprendizagem e conhecimento Ao definir uma ação a ser seguida para o crescimento profissional, na prática, está sendo construída uma trilha.

Para estruturar os níveis de complexidade das trilhas, você deve se pautar no grau crescente de habilidades cognitivas, sempre partindo da mais simples para a mais complexa em termos de profundidade do aprendizado.

 

Os pontos chaves que queremos compartilhar com você são:

  • Conheça seu público, em relação ao perfil profissional, experiências prévias, gaps de conhecimento e necessidades de treinamento e desenvolvimento.
  • Conceba as atividades para diferentes estilos de aprendizagem, formatos de conteúdo e abordagens. Interessa a você saber mesclar cursos online e vídeo aulas, jogos educacionais, fóruns e grupos de discussão, artigos para aprofundar os temas, infográficos, enfim, todas as ferramentas que estiverem disponíveis.
  • Crie um blend de atividades que abranja ações formais e informais, síncronas e assíncronas, individuais e em grupo. O gestor de educação, neste ponto, deve buscar condições, parceiros e infraestrutura dentro da organização.
  • Uma trilha não é só uma sequência de cursos e atividades. É uma experiência contínua, diversa e complementar de aprendizagem, e pensar o ambiente onde ela acontece é essencial para que ela ocorra de forma eficaz.

Resultados Esperados

Considerando todo o guia, nas tabelas adiante há uma relação das vantagens das trilhas de aprendizagem.

 

VANTAGENSPermite padrão de qualidade e nivela os conhecimentos necessários na organização.
O empregado tem mais condições de visualizar o que ele precisa fazer para chegar aonde deseja.
Aprendizagem estruturada, customizada e contínua.
Maior rendimento da produtividade.
Autonomia do processo de aprendizagem do colaborador que pode definir aonde quer chegar e o que lhe é interessante desenvolver para esse objetivo.
Desenvolvimento de habilidade e competências, aproveitamento dos perfis de trabalho.
Possibilitam ao empregado identificar quais as possibilidades de carreira em sua área de atuação.
Visão do desenvolvimento a longo prazo.
 Permite traçar meta de aprendizagem.

 

 

Considerações finais

O uso das trilhas de aprendizagem traz inúmeros benefícios; e para alcançar os resultados esperados se apoie em soluções estruturadas e combinadas, e isto tudo exige um alto investimento da organização, tanto de tempo na análise, desenho e desenvolvimento, quanto financeiro.

Então, a sugestão e que as trilhas de aprendizagem sejam adotadas principalmente para o desenvolvimento de competências identificadas como críticas na organização e que possuem um alto número de profissionais envolvidos.

O mais apropriado para esta abordagem é o desenvolvimento a longo prazo. A velocidade não traz vantagens neste caso, pois as organizações devem estar atentas as estratégias para turnover e mobilidade vertical na estrutura. Sem esta esquematização, uma empresa teria muitos mais profissionais qualificados do que promoções disponíveis. A consequência seria o descontentamento das pessoas e a fuga para o mercado de trabalho.

Este foi o primeiro artigo sobre trilhas de aprendizagem que apresentou a parte da definição, vantagens e método. Abordaremos na Parte II a utilização das trilhas nas universidades corporativas.

 

Soluções da EadBox para desenvolver trilhas de aprendizagem

A EadBox desenvolve projetos de trilhas de aprendizagem para grandes empresas, temos um mix de produtos e serviços ferramentas e apoio consultivo para este tipo de projeto. Conheça o menu trilhas na plataforma eadbox aqui e aqui.

 

Nosso software de gestão educacional – LMS– permite criar e acompanhar o desenvolvimento de trilhas para seus colaboradores de forma eficiente e completa, oferecendo ambientes formais e colaborativos, atividades em diferentes mídias e ações cada etapa de desenvolvimento. O aluno da trilha pode visualizar seu desenvolvimento passo a passo, consolidar os conhecimentos adquiridos e sua aplicação nas atividades do dia a dia.

 

Sem dúvida, com as trilhas de aprendizagem tutores e alunos ficam cada vez mais engajados e alinhados, como você pode conferir! Entre em contato com um consultor da eadbox se você acha que Trilhas é o que você precisa !

CTA Trial

Banner_Testar-Grátis-Eadbox

Categorias