Interações no E-learning

3 Tipos de Interações Que Você Deve Conhecer no E-learning

Certamente, a maioria de nós, uma vez participou de uma sessão longa e chata de treinamento (presencial ou virtual), onde os alunos são meramente observadores passivos e lhe são dadas poucas ou nenhuma oportunidade de participar. A verdade é que este tipo de instrução dificilmente faz um impacto sobre o público. Para uma aprendizagem eficaz e retenção você precisa interação. Isto é o que torna a experiência mais interessante e valioso para o aluno.

Por isso, é importante manter estes três tipos de interação em mente. Elas são essenciais para a aprendizagem e o engajamento de acordo com M. G. Moore:

  •  Entre aluno-aluno
  •  Entre aluno-instrutor
  •  Entre aluno-conteúdo

Aprender a teoria sobre estas interações é uma coisa, aplicá-las na prática é outra. Além disso, segundo Moore, muitos programas de e-learning cometem o erro fatal de se concentrar em apenas um tipo de interação e ignorar o resto.

Aprenda mais sobre os tipos de interações no e-learning e garanta o sucesso em seu projeto EaD.

1) Entre aluno-aluno

Este tipo de interação acontece entre dois alunos ou entre um grupo de alunos que estudam o mesmo curso. Isso pode acontecer com ou sem a participação de um instrutor.

Interação social desempenha um papel importante na forma como as pessoas aprendem e é algo que muitos profissionais de e-learning tendem a esquecer (ou ignorar). Estudos descobriram que a interação aluno-aluno leva a uma maior aprendizagem e a um alto engajamento nos cursos. Isto ocorre porque os alunos são motivados a aprender quando eles estão em um grupo. Eles já não se sentem isolados e se beneficiam a partir do feedback de outras pessoas.

Faça um plano para a interação aluno-aluno em seu curso, considerando a colaboração dos alunos e o compartilhamento de informações, construindo um senso de comunidade para os outros estudantes que participam do curso. Não basta incentivá-los a compartilhar seus insights, é necessário criar um ambiente de aprendizagem onde eles podem participar, oferecer resposta, desenvolver um retorno afetivo e se comunicar, focado mensagens. Isto promove relacionamentos poderosos entre os alunos e lhes permite compreender melhor o seu material.

Plano de Ação:

Capacite os alunos a interagir uns com os outros, mesmo à distância através de novas tecnologias. Você pode começar com fóruns de discussão, ferramentas de telecomunicações, tais como e-mail e chat, e as ferramentas de colaboração social. Por exemplo, proporcionar um fórum só de estudante, onde os alunos podem discutir seus interesses ou você mesmo pode agendar sessões de chat na qual eles possam participar para discutir um tópico específico.

2) Entre aluno-instrutor

Este tipo de interação acontece quando um instrutor fornece informações, fornece feedback ou simplesmente incentiva ou orienta o aluno. Também ocorre quando um estudante faz as perguntas para o instrutor ou se comunica com ele sobre o curso.

O instrutor, então, serve como um guia, um facilitador, um perito ou um suporte, dependendo da situação. Neste caso, o instrutor deve estar presente durante todo o curso, principalmente enquanto os alunos interagem uns com os outros. Ao fornecer um feedback contínuo para os alunos, o instrutor pode esclarecer questões, reforçar os pontos cruciais e auxiliar na interpretação correta de um assunto, estimulando o interesse e motivação dos alunos.

O instrutor no e-learning, não toma o “centro do palco”, ele torna-se um guia. Isso efetivamente traz a mensagem de que o instrutor está disposto a ajudar os alunos a aprender e apoiá-los até o fim do curso.

Plano de Ação:

  • Promover a interação aluno-instrutor de maneira a aumentar o diálogo entre o professor e o aluno (oferecer várias maneiras diferentes para eles entrarem em contato. Por exemplo, fornecer o endereço de e-mail, contas de mídias sociais e o número de telefone).
  • Monitorar o desempenho e a participação do aluno no curso.
  • Oferecer um feedback rápido (Responda aos alunos, logo que possível, de preferência dentro de 24 horas.)
  • Fornecer informação clara e detalhada aos alunos.

3) Entre aluno-conteúdo

Essa interação ocorre quando os próprios estudantes obtém informações diretamente dos materiais de aprendizagem. Isso acontece sempre que eles interagem com o texto ou estão profundamente absortos com o conteúdo.

Estudos consideram a interação aluno-conteúdo como uma das mais importantes, visto que é neste momento que a aprendizagem ocorre. Depois que os alunos acessam os materiais de aprendizagem, tais como multimídia, palestras e folhetos, eles devem ser capazes de montar o seu próprio caminho ao longo do curso. Devem ser capazes de fazer uma pausa, voltar, repetir e seguir partes para continuar o curso e dominá-lo.

Plano de Ação:

Alcance este tipo de interação, dando opções para os alunos sobre como eles querem consumir conteúdo, oferecendo conteúdos em diferentes formatos – incluindo texto, áudio ou vídeo. Dê-lhes pausas ou testes para testar a sua compreensão da matéria. Além disso, certifique-se de que os materiais podem ser facilmente acessados, seja na tela de algum dispositivo ou em forma impressa. Crie tarefas desafiadoras que force os alunos a interagir com o conteúdo e explorar o tema em maior detalhe, para isso, utilize recursos como testes, pesquisas na web, cenários para análise, estudos de caso. Em outras palavras, diversifique o aprendizado.

Estas são os principais tipos de interação que ocorrem dentro do mundo do e-learning. Seu desafio agora é entendê-los e explorá-los, sempre visando o engajamento do seu aluno dentro do curso online.

Categorias