aprendizagem organizacional

Aprendizagem Organizacional: o que é e como aplicar5 min read

Quando é falado em capacitação profissional logo se pensa em treinamentos, palestras e afins, mas o que muita gente deixa passar é que o aprendizado também se dá de forma indireta. A aprendizagem organizacional é o conhecimento adquirido para o desenvolvimento profissional de modo formal e informal.

É claro que os treinamentos e capacitações são importantes e agregam conhecimento e desenvolvem os colaboradores. Contudo, experiências fora desse contexto contam tanto quanto. Imagine um dia de trabalho de um colaborador novo, ele faz o treinamento de integração nos seus primeiros dias. Após isso, apesar de ter tirado muitas de suas dúvidas, no momento de colocar suas habilidades em prática pode surgir uma dúvida em que um gestor ou líder o ajuda. Esse momento faz com que aquele aprendizado seja agregado ao que foi absorvido dentro dos treinamentos.

Leia também: comportamento organizacional: entenda o que é e a importância na equipe.

aprendizagem organizacional

O que é aprendizagem organizacional?

A aprendizagem organizacional é um conceito que vem sendo estudado pela área de administração nesses últimos tempos. O conceito visa explicar que cada indivíduo pode adquirir conhecimento através das mais variáveis formas. Sendo assim, um colaborador absorve conhecimento através de cada vivência e troca de experiência.

O processo de aprendizagem se dá de forma contínua, gerando novos conhecimentos e até mesmo para adquirir novas habilidades. A aprendizagem organizacional acontece no âmbito individual, portanto, acontece de acordo com o subjetivo de cada um e a forma como ele lida com as experiências cotidianas.

Talvez seja do seu interesse: processo de treinamento e desenvolvimento: conheça seus benefícios.

Case WiseUP

Como a aprendizagem organizacional acontece?

A aprendizagem pode acontecer de várias formas – direta e indiretamente. Veja algumas das que separamos para você entender melhor:

  • Aprendizagem por experiências profissionais

Nesse quesito o profissional aprende a partir de experiências vivenciadas dentro do  ambiente de trabalho, sejam elas positivas ou negativas. É com base nessas experiências que o colaborador consegue assimilar suas ações e criar estratégias para conseguir mudar sua forma de agir. Dessa forma, o colaborador evita agir de forma equivocada.

  • Aprendizagem pela cultura empresarial

Esse tipo de aprendizagem é embasada na cultura organizacional, visão, missão e valores da empresa. Os líderes e gestores agem de acordo com elas e transmitem-na para os colaboradores, fazendo com que eles aprendam a partir de observação.

  • Aprendizagem a partir de líderes

Com a forma de agir de líderes, os colaboradores absorvem os exemplos dados. Isso acontece também com a relação estabelecida entre líderes, gestores e colaboradores. Quanto mais abertos os líderes forem, mais condições de aprendizado eles criam.

  • Aprendizagem ativa

Esse tipo de aprendizagem é o mais comum de nosso cotidiano. Ela se dá a partir da realização de tarefas cotidianas. O colaborador realiza uma atividade e com essa experiência consegue novos aprendizados que agregam aos conhecimentos que ele já possuía.

  • Aprendizagem por compartilhamento

Isso acontece em momentos em que um colaborador, gestor ou líder aprende uma nova habilidade ou técnica e a passa a diante. Esse tipo de aprendizagem é uma das mais proveitosas, pois permite que pessoas com ideias diferentes possam aprender formas distintas de realizar algo.

  • Aprendizagem sistêmica

A aprendizagem sistêmica se dá na observação de processos coletivos e não somente individuais. Conhecendo a forma como o processo de determinadas atividades acontecem é possível entender onde e como ocorrem os gaps. Assim, o aprendizado é coletivo.

  • Benchmarking

O aprendizado por benchmarking também é uma forma de conhecimento coletivo. É feita a partir de uma análise de mercado, para assim, ser colocada em prática dentro da empresa. Observar práticas de empresas concorrentes e aprimorar processos internos da empresa.

Como as empresas se relacionam com a aprendizagem organizacional

No ambiente organizacional é impossível pensar no colaborador sem associá-lo ao desempenho que ele deve ter. Esse é o principal erro de muitos empresários e profissionais do RH, por vezes é vinculado o aprendizado com o desempenho. É claro que um acaba por levar ao outro, mas em definições são coisas completamente diferentes. Muitas vezes é feito um treinamento para o colaborador para que ele aprenda a exercer alguma função dentro da empresa, gerando – a curto prazo – um aumento no desempenho. A aprendizagem por outro lado é um conglomerado de conhecimento que juntos fazem com que o colaborador tenha mais referências ao realizar suas tarefas. Portanto, o aprendizado está mais ligado com funções e benefícios a longo prazo.

É com a aprendizagem organizacional que os colaboradores conseguem ter uma melhora significativa com suas relações interpessoais e profissionais. É importante ressaltar que a aprendizagem não se dá de forma linear, fazendo com que alguns colaboradores tenham uma linha de aprendizado muito mais rápida que outros. Isso acontece porque o repertório de alguns colaboradores pode ser mais complexo e avançado que de outros.

Pilares da aprendizagem

Para que a aprendizagem organizacional funcione de fato é necessário que os gestores e responsáveis pensem nos três pilares:

  • Ambiente e relações;
  • Estrutura;
  • Políticas e ações gerenciais.

É necessário que quem for gerir esse aprendizado tenha consciência de que o conhecimento se dá através de um conjunto de práticas, sendo uma dependente da outra para que seja compartilhado um aprendizado efetivo.

Portanto, é necessário que as organizações apostem em aprendizado a nível individual, ou seja, faça com que os colaboradores aprendam saindo de sua zona de conforto. Saindo do primeiro momento que o colaborador entra em contato com um problema e paralisa. Assim, ele já se habitua a lidar com essas situações. Consequentemente os modelos mentais dos colaboradores são moldados. Gerando uma maior capacidade individual para o autoconhecimento.

Com esses pequenos passos, os colaboradores começam a absorver de forma mais natural os conhecimentos e aprendizados. Isso faz com que eles comecem a compartilhar essas informações, cruzando formas diferentes de lidar com situações organizacionais. Isso, em larga escala, faz com que a empresa como um todo aprenda com as experiências individuais e compartilhadas.

Com a aprendizagem organizacional os colaboradores tornam-se mais engajados, confiantes e satisfeitos com o trabalho que realizam.

 

O post foi esclarecedor? Deixe um comentário com sua opinião.

Teste gratuito enterprise


Categorias