Tendências do e-learning para este ano de 2016

As 6 Principais Tendências do E-learning.

Tem interesse em saber o que está por vir para o mundo do e-learning em 2016? Neste artigo, vamos apresentar as principais tendências para o mundo do EaD para este ano.

6 Tendências do E-learning para 2016.

Tomando um olhar mais atento as tendências da tecnologia atual, podemos obter um vislumbre do que está por vir na Indústria do e-learning. Gamificação, automação e capacidade de resposta são apenas alguns dos temas “quentes” que todos nós vamos estar falando ao longo de, e nos próximos anos. Manter-se atualizado pode garantir que seus cursos online sejam sempre relevantes e compreensíveis para os alunos modernos e pode melhorar a sua estratégia de formação online dentro da empresa.

1) Gamificação.

O uso de técnicas de gamificação no aprendizado vem sendo cada vez mais popular nos últimos anos. Tudo aponta para o fato de que estas técnicas representarão uma parte contínua dos treinamentos online. As empresas estão começando a ver as vantagens em desenvolver uma estratégia de magificação, especialmente quando o seu público de alunos não é um grupo motivado ou engajado. Geralmente estas técnicas envolvem o uso de conquistas, pontuação, ou placares que “provocam” os estudantes a oferecer o seu máximo. Também é comum oferecer os conteúdos divididos em níveis de dificuldade que os seus alunos devem completar. Cada nível focado na num tópico ou assunto chave da disciplina. Mesmo que você não tenha experiências com game design, ainda é possível apostar em algumas táticas, através do uso de templates de cursos, temas ou bibliotecas de avaliações.

2) Padrões de Cursos Automatizados.

Automações são um conceito novo no mundo do e-learning. As ferramentas de automação de cursos online oferecem templates, temas e outros elementos online. Este ano, estes processos alcançaram um novo patamar. E o que isso significa para profissionais do EaD? Uma drástica redução de custos nos cursos online e no tempo de produção. Uma boa notícia é que, cada vez mais, estes softwares oferecem a opção de integração com outros softwares, o que facilita a utilização destes.

 3) Tecnologias de Treino “Vestíveis”.

Google Glass, Oculus Rift e o Apple Watch são apenas 3 dos dispositivos vestíveis espalhados pelo mundo. Estes dispositivos “vestíveis” oferecem aos estudantes a oportunidade de interagir com os assuntos importantes de uma maneira mais dinâmica. Além disso, o e-learning fica mais acessível e seus alunos mais engajados, mesmo quando estes alunos não tem tempo para participar de treinamentos formais. Num futuro próximo, estudantes poderão explorar os ambientes de treinamento virtual a imergir em jogos de aprendizado focado. A realidade aumentada tem o poder mudar drasticamente a industria do e-learning e transformar completamente a natureza dos treinamentos online. Existem também as simulações 3D e ferramentas de cenário que podem fazer o processo de design dos cursos online ainda mais fácil e menos custoso. Com o avanço da tecnologia moderna, o uso da realidade virtual nos treinamentos pode estar mais perto do que você imagina.

4) Big Data.

No cenário do e-learning em 2016, o Big Data é uma grande oportunidade, pois oferece aos desenvolvedores a habilidade de melhorar os cursos online, personalizar as atividades desenvolvidas no ambiente online, e ter diversos insights sobre os comportamentos e as preferências dos estudantes. Utilizando ferramentas de análise direcionadas para LMS, é possível refinar sua estratégia no e-learning e garantir que cada aspecto do seu curso online esteja focado na estratégia de sua empresa. Existem diversas outras ferramentas de feedback que você pode utilizar, como pesquisas, fóruns e avaliações. Além disso, as ferramentas de análise de big data proporcionam estatísticas concretas sobre as experiências vividas por seus alunos em seu ambiente online. Antes de escolher sua ferramenta LMS, certifique-se de esta oferece as ferramentas de feedback necessárias para você focar nas áreas chave durante o processo de design dos seus cursos online.

5) LMS Responsivo.

Um curso responsivo é aquele que fica acessível em qualquer plataforma ou dispositivo, sem perda de qualidade. Basicamente, um ambiente responsivo adaptar seus elementos para os diferentes tamanhos de tela e resolução. Isto garante que cada participante possa ter a mesma experiência e os mesmos benefícios do curso online, independente do ambiente usado para o acesso. Na procura por uma ferramenta LMS, lembre-se de escolher uma que seja responsiva e que ofereça ferramentas de personalização de layout, isto ajuda a manter a identidade visual de sua empresa, sem perder a qualidade dos seus cursos online.

6) Sistemas na Nuvem.

Tudo fica mais prático na nuvem, e talvez este seja o motivo pelo qual as principais ferramentas de LMS trabalham com plataformas hospedadas na nuvem (cloud-based). Os treinamentos corporativos suportados na nuvem vem sendo cada vez mais utilizados e são um diferencial para este ano de 2016. A segurança de informação é um grande problema dos ambientes online e, com a tecnologia cloud e seus algoritmos de criptografia, é possível aprimorar os mecanismos de proteção dos dados. As empresas que utilizam serviços cloud tem uma redução no curso dos seus treinamentos online e conseguem deixar os seus materiais mais acessíveis para os seus empregados. Além disso, também é possível escalar seus processos com maior facilidade, uma vez que não há a preocupação com instalações para armazenar os dados.

Você já está incorporando estas práticas em seu ambiente online? Se não, então talvez seja uma boa ideia apostar nestas dicas para o ano de 2016. Afinal de contas, estar por dentro das tendências do e-learning e sempre procurar pelas “ferramentas do momento” é sempre uma boa prática.
[cta id=”1748″ vid=”0″]

Categorias