aumentar a produtividade

Como aumentar a produtividade da sua empresa de forma eficaz

Aumentar a produtividade de sua equipe de trabalho é algo que todas as empresas buscam, razão pela qual costumam investir em constantes treinamentos. O que muitas não imaginam é que os treinamentos feitos por EAD podem ser mais interessantes e eficientes para ajudar nesta tarefa.

Neste texto, vamos apresentar diversas dicas para aumentar a produtividade da sua empresa com o EAD e quais ferramentas você pode utilizar para melhorar seu negócio.

Como o EAD pode ajudar a aumentar a produtividade da sua empresa?

Realizar treinamentos a distância além de melhorar resultado da empresa, ajuda a aumentar a produtividade e consequentemente a melhora dos resultados.

Agora você deve estar se perguntando: por que realizar um treinamento a distância, se toda a metodologia está estruturada no presencial? Bem, separamos quatro tópicos para mostrar a eficácia do EAD em relação ao ensino presencial.

Economia

A primeira vantagem, e uma das mais óbvias quando se fala em ensino a distância, é a economia. Para realizar um treinamento presencial, muita coisa está envolvida. Dependendo da distribuição da sua equipe, por exemplo, será necessário deslocar o pessoal para um outro ambiente. Além disso, é preciso separar um horário específico na agenda de todos, o que muitas vezes pode ser complicado por conta da rotina de trabalho. É necessário, ainda, ter um espaço suficiente para atender o tamanho da sua equipe, o que pode resultar em gastos com aluguel, transporte e hospedagem.

Tais custos não existem no EAD. Basta ter um ambiente em que possam ser gravados ou transmitidos os vídeos. Assim, os custos são enxugados e há uma grande economia.

Ganhe em escala

O presencial enfrenta barreiras físicas, seja no tamanho do auditório ou, então, para empresas com colabores em diferentes cidades. Mesmo que a sala escolhida para o presencial seja enorme, a eficácia diminui. Já que a ação para um grupo de 10 pessoas, por exemplo, é diferente em relação a grupos maiores. Além disso, quando você tem o material em vídeo, ele pode ser reutilizado quantas vezes for preciso, desta forma é possível aumentar a produtividade de seus colaboradores. Assim, é possível atingir muito mais pessoas, já que o número de colaboradores podem mudar.

Tal ação é muito eficaz quando abordamos, por exemplo, redes de franqueados. Se toda vez que uma franquia for aberta for necessário marcar um treinamento presencial, recaímos na questão de custo e, também, da logística. Porém, se o treinamento foi construído por meio de EAD, basta passar o módulo de treinamento para o franqueado, independentemente de onde ele está.

Melhoria contínua da qualidade

Outra vantagem do ensino a distância é sempre ter a oportunidade de melhorar o treinamento ofertado. Quando a aula é estruturada em forma de vídeo, fica mais fácil corrigir problemas e falhas. Basta alterar um módulo ou refazer uma das aulas, evitando, assim, mexer em toda a estrutura do treinamento. No presencial isto é muito mais complicado, pois teria que ser feito tudo de uma vez só.

Desta forma, é possível reaproveitar o treinamento em dois times diferentes. Você pode construir a aula com informações gerais e, sempre que necessário, incrementar com conteúdo específico para cada equipe treinada. Viu como aumentar a produtividade da sua empresa não é um bicho e sete cabeças?

aumentar a produtividade

Coleta de feedback

Um ponto muito interessante é a facilidade em receber o feedback do treinamento. No presencial, por exemplo, para saber o que os colaboradores acharam da aula, é necessário envolver links ou ações manuais. Isso causa um ‘choque’, uma vez que foge da estrutura do ensino, obrigando o aluno a preencher algo a mais. Também fica complicado saber se o colaborador abriu o link de satisfação, o que faz com que o controle seja menos eficaz.

No EAD, você pode acrescentar uma pesquisa focada. Ou seja, pedir que o aluno dê a opinião sobre o treinamento logo após cada módulo de ensino, tornando o resultado segmentado e mais assertivo. Além disso, o colaborador vê o feedback como parte do treinamento, uma vez que está inserido em sua estrutura, diminuindo a evasão.

Agora que você já sabe como o EAD pode aumentar a produtividade da sua empresa, que tal aprender a colocar em prática?

Nivelamento

Quando um treinamento é construído, o objetivo é nivelar o aprendizado dos colaboradores. Como assim? Se você pretende ensinar algo, duas são as opções: as pessoas têm performances diferentes umas das outras e você quer que todos atinjam os melhores resultados ou todos estão com um desempenho ruim e você quer ‘nivelar por cima’. Resumindo, por meio do treinamento, buscamos a melhor performance possível para que os resultados sejam atingidos.

Compartilhamento de cases

É normal que as pessoas se deparem com problemas durante o processo de trabalho. Contudo, de vez em quando, algumas encontram saídas que outras não conseguem. Por isso, abrir espaço para que os colaboradores compartilhem experiências é muito importante. Essa troca de experiência pode ser feito por meio de fóruns ou transmissões ao vivo. Desta forma, você possibilita a troca de estratégias entre os próprios participantes do treinamento. Assim, fomenta discussões e faz com que os colabores busquem juntos as melhores soluções para os problemas.

Tal interação não é tão fácil de ser feita no ensino presencial, pois demanda tempo e organização. Já no EAD é possível fazer uma curadoria e destacar os melhores cases, podendo, até, inclui-los no processo de treinamento.
Esta ação é importante pois traz o colaborador para o centro do processo, fazendo com que ele se sinta especial e parte do treinamento.

Transmissões ao vivo

Coaching de gestores

Muitas vezes você possui uma pessoa extremamente experiente para dar um treinamento, mas que não possui horários para fazê-lo de forma presencial. No ensino a distância, é possível criar uma transmissão ao vivo com a pessoa e, se preferir, controlar a interação dos participantes. Ou seja, você pode restringir a transmissão, por exemplo, para os gestores da plataforma. Assim, eles podem repassar o conhecimento às suas equipes depois, seja por EAD ou presencialmente.

Chat

Uma das maiores vantagens da transmissão online é a existência de um chat. Os participantes podem enviar dúvidas e interagir com o responsável pelo treinamento. Para controlar, é interessante ter alguém que acompanhe esse material ao longo da transmissão, selecionando as dúvidas mais relevantes para serem respondidas ao fim da transmissão. Novamente, essa troca faz com que o participante se sinta parte da construção da aula.

O chat, se bem utilizado, além de auxiliar o treinamento pode aumentar a produtividade do treinamento como um todo.

Avaliação

Resultados segmentados

No EAD a agilidade da avaliação é muito maior. O aluno pode responder os questionários ao longo do treinamento, ao fim de cada módulo, por exemplo. Assim, os resultados são segmentados e é possível analisar como está sendo feita a assimilação do conteúdo. Caso seja identificada uma baixa performance, por exemplo, é possível já inserir o colaborador em um treinamento complementar. Tal ação é complicada de ser feita no ensino presencial, pois as avaliações correm geralmente ao fim do treinamento, impossibilitando a obtenção de resultados segmentados.

Métricas

A avaliação por módulo também permite a coleta de métricas mais específicas. É possível analisar os resultados com maior facilidade e, consequentemente, agir de forma correspondente. Desta maneira, as ações estratégicas podem ser montadas com base em dados,sendo fonte principal para melhorar e aumentar a produtividade da sua empresa.

Engajamento

Engajar os colabores é crucial, tanto no ensino presencial, quanto no feito a distância. Se os participantes não estiverem engajados, vai ser muito mais difícil treiná-los e fazer com que absorvam o conhecimento. Pode parecer bobo, mas não é. Você pode pensar que por ter feito um esforço e estar ofertando conhecimento gratuito, a pessoa entenda claramente o valor. Mas não é tão claro assim. O engajamento mexe com o psicológico e com a percepção de valor em relação ao que está sendo oferecido.

O que é sua organização para seus colaboradores?

Essa pergunta faz parte de endomarketing, ou, então, o marketing dentro da própria organização. Por que é importante entender a forma que os colaboradores enxergam a empresa? Se eles veem um abismo entre os gestores e a equipe que está sendo treinada, como uma ‘separação’, provavelmente seu treinamento terá suas chances de sucesso reduzidas. Não haverá engajamento, muito menos interesse. Se o time não enxergar o próprio valor e se unir dentro de um propósito, dificilmente os resultados serão os esperados.

Aliás, ter um propósito é muito importante, principalmente quando falamos sobre os profissionais da chamada Geração Y. Esses colaboradores são, em geral, mais conectados ao virtual. São pessoas que aprenderam a ter voz, a emitir opinião e a estabelecer interações mais diretas. Quando inseridos em uma organização, esses profissionais esperam o mesmo tratamento, sentem necessidade de fazer parte de algo.

Ou seja, quando os colaboradores desta geração estão fazendo um treinamento e lidam com a empresa, costumam se deparar com diversas questões. Entender qual é a importância dentro do treinamento é essencial, pois, assim, encontram motivação para integrar a equipe e desempenhar um trabalho com maior qualidade e consequentemente aumentar a produtividade.

Motivação

Participação significativa

Se os colaboradores sentirem que a participação é somente algo burocrático e que não surte efeito, o desempenho irá cair. A motivação está enraizada na participação, ou seja, as pessoas querem participar da construção do projeto. No EAD, é possível estabelecer esta relação de diversas formas. Fóruns, transmissões ao vivo, palestras rápidas, compartilhamento de conhecimento. Muitas são as maneiras de integrar o seu colaborador à equipe e fazer com que ele se sinta parte da empresa. Lembre-se: as pessoas buscam reconhecimento. Vivemos a era da colaboração e da quebra de barreiras.

Quebra da inércia cognitiva

Sabe quando alguém acha que sabe tudo sobre um assunto e, por isso, não tem a menor vontade em aprender mais? Isso é inércia cognitiva. E, infelizmente, tal pensamento acontece em qualquer sala de aula, seja ela presencial ou a distância. Se o seu colaborador tiver a impressão de que já sabe tudo sobre o que você está ensinando, não irá assimilar a informação direito. É o popular “entrar por um ouvido e sair pelo outro”.

Para evitar esse pensamento e quebrar a inércia cognitiva, uma dica é inserir uma reflexão. Não comece somente apresentando o tema do treinamento. Inicie com questionamentos a respeito do assunto a ser tratado e incentive o aluno a refletir sobre o conhecimento. Por exemplo, em uma aula de matemática, evite dizer que irá falar sobre trigonometria. Pergunte aos alunos se eles sabem do que se trata. Ao obter as respostas, é muito importante não invalidar a performance do aluno. Prefira apontar o que pode ser melhorado no que ele já sabe.

Mostre que o conhecimento é mais complexo do que parece. Desta forma, quem participa do treinamento irá entender o valor de aula e vai entender que há um motivo em aprender o que você está ensinando.

Formação de times

Coesão e teambuilding

O treinamento por meio do EAD possibilita a criação de times, ou seja, o teambuilding. Você pode separar os colaboradores em turma e apontar um tutor responsável por monitorar e acompanhar os resultados. Ao fazer essa segmentação, a coesão aumenta e acontece de forma mais efetiva.

Você pode estimular a colaboração entre os participantes e, ainda, fazer com que eles compartilhem as experiências adquiridas com as outras pessoas. Por meio da interação e da colaboração, o aluno se sente mais valorizado e integrado ao time. Além disso, no teambuilding é possível separar os grupos de acordo com os setores de trabalho. Assim, os resultados podem ser aplicados diretamente no cotidiano e as relações se tornam mais próximas, com uma sinergia melhor.

Certificação

Um item que aumenta o engajamento de quem está participando do seu treinamento é a certificação. Você pode estipular uma nota para que o colaborador seja aprovado no curso, oferecendo um reconhecimento pelo desempenho obtido. Além disso, a certificação pode ser utilizada no plano de carreira. Ao invés de você simplesmente deixar essa efetivação em aberto, é possível propor aos seus colaboradores um desafio dentro do treinamento.

O participante pode ser avaliado de acordo com a performance e, quem tiver a certificação estipulada, pode ser qualificado para a seleção feita. Essa ação facilita seu trabalho e faz com que o colaborador se sinta reconhecido e motivado.

Gamificação

Apesar de ser uma vantagem, a intenção do processo de gamificação não é tornar o treinamento divertido ou uma ‘brincadeira’. O intuito é estimular uma competição saudável, fazendo com que essa disputa seja para melhor e aumentar a produtividade. Você pode construir rankings lúdicos voltados ao psicológico, por exemplo, que abordam a valorização do colaborador. Assim, ele se sente mais motivado e pertencente a empresa.

Medindo e analisando resultados

Determinar indicadores chave de desempenho

Você já deve fazer isso no presencial, mas essa ação possui alguns poréns. A determinação de indicadores chaves não deve ser feita de qualquer forma. É importante entender qual é o modelo de negócio de cada organização e, a partir disso, decidir o que é válido para sua empresa. Por isso, é importante definir quais e quantos indicadores você terá.
Para entender o que é válido para seu negócio, é importante entender o que é sucesso para sua. O que sinaliza que um colaborador está obtendo sucesso? Trazendo essas perguntas, é mais fácil identificar quais são os seus indicadores.

Além disso, é essencial manter o foco e priorizar seus resultados. Uma estratégia boa é coletar os resultados ao longo do processo, ou seja, o indicador também pode mudar. Se você percebeu que um dos indicadores já foi suprido, pode trabalhar outro aspecto de baixa produtividade dentro da empresa.

Coleta de feedback

Segmentar

Novamente falamos sobre a importância do feedback. Aqui, a segmentação é crucial para conseguir entender os resultados do seu treinamento. Não pergunte ao treinando se ele gostou ou não do que aprendeu. Muitas vezes ele fica confuso, pois não tem uma opinião geral sobre o treinamento e, também, tem medo de dizer que achou algo ruim, por exemplo.

É muito mais interessante separar o feedback por pergunta. Questione, por exemplo, o que ele achou do material, da didática, o que pensa a respeito das avaliações, etc. Desta forma, você consegue resultados focados em aspectos diferentes do treinamento.

Medir corretamente

É importante medir os resultados de forma correta. Uma ferramenta importante de medição é a chamada Escala de Likert. Tal escala separa todas as perguntas objetivas por meio de cinco respostas, separadas em grau de opinião. Por exemplo, é possível avaliar por meio de “muito bom”, “bom”, “regular”, “ruim” e “muito ruim”.

Desta forma, na hora de analisar o resultado você consegue perceber quão bom ou crítico algo está, identificando com mais facilidade os problemas. Também é importante deixar um espaço aberto para que o aluno expresse opinião sobre algo não listado no questionário.

Correlacionar com resultados reais

Antes de tudo, entenda quais resultados você espera do treinamento. Assim, é possível cruzar dados e identificar se o que foi ensinado está surtindo efeito dentro do negócio, desta forma é possível analisá-los para aumentar a produtividade da sua empresa.

Por meio do EAD é possível construir relatórios periódicos com base no desempenho do aluno. Você pode identificar o resultado individual e, também, perceber qual é a frequência com que aqueles que estão em treinamento acessam as aulas, por exemplo.

Com esses relatórios em mãos, você pode fazer uma análise cronológica e identificar a evolução dos colabores. Além disso, pode acompanhar o desempenho dos resultados e perceber se está acertando ou errando.

Resumo

Os treinamentos em EAD, além de facilitar, melhoram e aumentam a produtividade da sua empresa. A plataforma possibilita ações e estratégias que, no ensino presencial, acabam sendo mais engessadas e complicadas de serem feitas. Por isso, para obter os resultados esperados, lembre-se:

  • Faça com que seus colaboradores se sintam parte da empresa e entenda o valor que possuem dentro do negócio;
  • Sempre que necessário, inclua treinamentos extras para melhorar o desempenho do treinado;
  • Submeta os participantes a avaliações, ofereça um reconhecimento;
  • Construa times: fomente discussões, fóruns e disponibilize transmissões ao vivo;
  • Dê voz aos participantes, faça com que eles se sintam motivados;
  • Nunca se esqueça da coleta do feedback, principalmente dos resultados segmentados;
  • E, principalmente, tenha em mente o que você quer atingir com os treinamentos e sempre trabalhe para obter os melhores resultados da sua equipe.

Agora que você já sabe como o ensino a distância pode te ajudar a aumentar a produtividade de seus colaboradores e da empresa. Que tal começar a colocar em prática e ter resultados cada vez melhores?

CTA Produtividade

banner ebook produtividade


Categorias