Como fazer a análise SWOT de uma empresa

GUIA: aprenda definitivamente como fazer a análise SWOT de uma empresa4 min read

Tomar decisões não é um ato fácil, principalmente se o resultado delas impactar diretamente o seu negócio.

Quando há um problema que precisa ser resolvido e demanda uma análise mais profunda, é preciso pensar nos prós e contras nessa tomada de decisão.

Quando se percebe que os benefícios são maiores, é mais provável ter uma consciência mais leve ao fazer a escolha.

Dentro de empresas isso não é diferente, são utilizadas ferramentas de planejamento estratégico para uma análise minuciosa, para entender os reais impactos que cada decisão.

A análise SWOT, também conhecida como matriz FOFA, é uma das mais utilizadas.

Para conhecer um pouco mais da matriz SWOT (FOFA), acompanhe nosso post e aprenda definitivamente como fazer a análise SWOT de uma empresa.

Veja também: benchmarking: aprenda com as melhores práticas no mercado.

 

análise swot

 

Como fazer a análise SWOT de uma empresa?

A análise SWOT – matriz FOFA, no Brasil – é a sigla para análise dos seguintes fatores:

  • Forças (Strengths);
  • Fraquezas (Weakness);
  • Oportunidades (Opportunities);
  • Ameaças (Threats).

Muito utilizada na área de marketing para planejamento dos próximos passos da empresa.

Com a análise, é possível ter um diagnóstico completo da empresa, para decisões mercadológicas que vão desde explorar um novo nicho de mercado até lançar um novo produto ou serviço.

Fazendo a análise

Para fazer a análise, o ideal é que toda a equipe de marketing participe.

Isso faz com que os integrantes tenham uma interação e sentimento de pertencimento.

Para que a análise SWOT seja feita de forma eficiente, é necessário lembrar que os quadrantes são separados em dois grandes grupos:

  • Fatores internos – engloba as forças e fraquezas;
  • Fatores externos – engloba as oportunidades e ameaças.

Não tem como montar uma matriz SWOT de uma empresa sem ter isso em mente.

Fatores internos

Para analisar os fatores internos, é fundamental olhar para dentro da empresa.

Portanto, é importante analisar fatores chave para o sucesso do negócio, além de processos que não estão dando tão certo assim.

Cada tipo de negócio tem suas forças e fraquezas.

Por exemplo, para um restaurante fast-food, a rapidez e o preço são pontos essenciais para mantê-lo no mercado.

Então, analise os fatores mais importantes para sua empresa:

  • Localização;
  • Tempo de mercado;
  • Gestão;
  • Marketing;
  • Recursos Humanos;
  • Equipamentos;
  • Capital humano;
  • Entre outros.

Fatores externos

Depois de olhar para dentro da empresa, é essencial se atentar ao que está fora dela.

Não há como fazer uma análise SWOT de uma empresa sem esse olhar atento para fora.

Os fatores externos são todos aqueles que não dependem de ações da empresa para que haja uma transformação.

Para você entender melhor, os fatores externos na análise SWOT são divididos em duas categorias:

  • Microambiente – é o setor em que a empresa atua. Dentro dessa categoria estão, por exemplo, os clientes, fornecedores, concorrentes, entre outros. Se faz necessário analisar cada ponto para entender se representam uma oportunidade ou ameaça;
  • Macroambiente – são relacionados aos índices econômicos, sociais e culturais. É importante analisar o cenário político legal, econômico, demográfico, tecnológico, sociocultural e natural.

Depois que você conseguiu fazer a análise e preencheu todo o quadrante, é possível fazer uma observação mais detalhada.

O objetivo principal da análise SWOT é maximizar os pontos positivos da empresa e minimizar os pontos negativos.

A análise por si só não vale muita coisa além do conhecimento sobre a empresa.

É necessário, depois da matriz SWOT (ou FOFA) pronta, transformar os pontos levantados em estratégias.

Encontrar as fraquezas de uma empresa ou equipe pode não ser uma tarefa fácil e prazerosa, mas com certeza o resultado de um planejamento bem estruturado fará toda a diferença.

Agora que você sabe como fazer a análise SWOT de uma empresa, aplique em seu negócio.

E se você trabalha com EAD, não deixe de aproveitar nosso consultoria gratuita:

 

CTA Consultoria

consultoria ead


Categorias