aprendizagem virtual

Aprendizagem virtual, entenda como é o aprendizado no EAD3 min read

Estudar de forma remota já se tornou uma atitude comum. A aprendizagem virtual é cada vez mais valorizada. Pessoas de diversas áreas de formação podem se qualificar sem sair de casa e estudando de acordo com sua disponibilidade. Isso acontece porque a tecnologia oferece subsídios para promover bons cursos através de suas plataformas de ensino a distância (EAD).

A aprendizagem virtual pode envolver materiais multimídias, jogos, atividades para serem realizadas nos computadores ou a mão, entre outras opções. Porém, para o ensinamento ter bons resultados, é preciso ter um material de qualidade e investir em ambientes virtuais.
Essas ferramentas facilitam a interação e motivam o aluno a manter a atenção no curso.

Uma solução que vem sendo muito utilizada pelas empresas e instituições de ensino é o investimento no ambiente virtual de aprendizagem (AVA).

Leia mais: A aprendizagem nas organizações: o que é e como implantar

aprendizagem virtual

Conhecendo o ambiente virtual de aprendizagem (AVA)

O Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) é onde os alunos trocam informações e encontram os conteúdos para estudar. Como o próprio nome já sugere, tudo isso via plataformas de EAD.

O AVA auxilia na aprendizagem virtual, pois possibilita a utilização de vários recursos que proporcionam a melhora no ensinamento. Dentre eles os materiais multimídias – já citados anteriormente – fóruns e a interação entre alunos e professores, por exemplo. O AVA pode ser dividido em duas grandes partes:

Área pedagógica

Aqui é levado em consideração o conteúdo que será apresentado ao aluno. Também é definida a abordagem e a forma com a qual ele irá se relacionar com os ensinamentos e com o próprio AVA. Serão disponibilizados materiais extras? A interação será apenas entre alunos, ou os professores também estarão presentes? O foco é no ensino e como fazê-lo da melhor maneira para os envolvidos.

Área tecnológica

Para um AVA funcionar como deve, a parte tecnológica é de grande valia. Aqui é preciso pensar na área mais técnica: gerenciamento de cursos, matrículas, senhas, certificados, separação de turmas, acompanhamento de acesso, etc. Cabe à instituição definir qual é a
ferramenta de EAD que suporte melhor as exigências do curso que será oferecido.

O papel do professor no EAD

Apesar da aprendizagem virtual depender muito da dedicação do aluno, o professor/tutor também é de extrema importância. Seu papel é o de mediador no processo de ensino e cabe a ele entender como utilizar a tecnologia a seu favor e adaptar seu método de ensino.

A interação, tanto no modelo de ensino tradicional quanto no online, é de extrema importância. Para isso, é preciso contar com profissionais que saibam como ensinar de forma virtual. A utilização de vídeoaulas – já usada no formato de ensino presencial – é uma dica. Também deve-se atentar para a linguagem, interação e duração das aulas.

Independentemente de qualquer fator: o professor deve ser valorizado na aprendizagem virtual da mesma maneira que é na educação presencial.

Você também pode se interessar por: Como ser professor online: veja nosso passo a passo

A aprendizagem virtual é importante para empresas e alunos

Todas as instituições desejam contar com colaboradores mais qualificados. Por outro lado, profissionais que realizam cursos e estão sempre atualizados também saem frente a concorrência. Nesse sentido, utilizar a aprendizagem virtual para turbinar o currículo é de extrema importância. No fim, empresas e profissionais que investem em cursos EAD demonstram interesse e ganham pontos no mercado.

Já fez algum curso via EAD? Sua empresa investe nesse formato de educação? Conte para nós!

CTA ebook cursos online

Planejamento de curso


Categorias