EVP

EVP: saiba a importância da proposta de valor ao empregado

Algo que se tornou um grande desafio das instituições é atrair e, principalmente, manter os seus principais talentos. É neste cenário que nasce o EVP. A sigla é o diminutivo para Employee Value Proposition. Traduzindo, seria algo como “proposta de valor ao empregado”. O objetivo do EVP é funcionar como uma estratégia efetiva de atração e retenção de talentos.

Antes, os profissionais precisavam das empresas; agora, são as empresas que precisam de colaboradores capacitados. É mais ou menos isso que atesta o artigo War for talent, divulgado em 2007 pela empresa de consultoria empresarial americana, McKinsey & Company. E, mais do que nunca, essa máxima representa a realidade das companhias.

O maior patrimônio de uma empresa são os seus colaboradores

Contratar pessoas qualificadas é um dos pontos chave para se obter uma vantagem competitiva no mercado atual. Para isso, a empresa deve investir e criar a imagem de sua marca de forma cuidadosa. Mas se manter apenas no discurso não traz resultados, é preciso colocar em prática as suas promessas e o que sua imagem representa. Por isso é importante investir em técnicas certeiras para motivar o seu funcionário. É aqui que entra o EVP.

Confira alguns métodos que devem ser levados em consideração para criar um bom EVP.

  1. Oportunidades: oferecer um plano de carreira estável e bem estruturado com a possibilidade de crescimento profissional. Investir no desenvolvimento dos funcionários com treinamentos e projetos desafiadores que visam o constante aprimoramento do colaborador.
  2. Boa reputação: trabalhar com temas que envolvam responsabilidade social, ética, diversidade e respeito. Sempre reforçar a importância destes assuntos, tanto para aqueles que trabalham na empresa, quanto para os seus consumidores e futuros colaboradores. É importante deixar clara a sua posição de mercado ao apoiar esses assuntos. Mas, novamente, não basta apenas falar, a sua empresa precisa executar.
  3. Treinamentos: disponibilizar treinamentos para o seu colaborador visando o desenvolvimento técnico da carreira dele. Isso vai elevar a autoestima do seu funcionário, fazendo com que ele se sinta valorizado pela sua empresa, além disso, você terá um profissional melhor preparado em sua companhia.
  4. Trabalho em equipe: É preciso ter muita atenção com o patrimônio humano da empresa. É importante que o ambiente de trabalho seja descontraído e que os funcionários tenham um bom relacionamento entre si, independentemente do cargo. Para isso, é preciso contar com uma boa liderança e gestão de pessoas. A equipe de recursos humanos pode trabalhar ao lado do time de comunicação para gerar um clima empresarial favorável para o trabalho.
  5. Recompensas: oferecer salários bons e condizentes com as funções exercidas pelos colaboradores. Plano de saúde com cobertura odontológica, convênio com academias e até mesmo transporte privado também se encaixam neste tópico;
  6. Outros diferenciais: oferecer viagens de trabalho como recompensa por metas, estar situado em uma localização de fácil acesso, investir em inovações e reconhecer o esforço dos profissionais também é importante.

Essas atitudes atraem a atenção, tanto dos seus profissionais, quanto de futuros talentos. Vale lembrar que o EVP é algo que deve ser vivenciado no dia a dia da empresa. O colaborador deve se sentir valorizado com as atitudes diárias, e não apenas em datas especiais.

EVP

Engajamento: o principal benefício do EVP para a empresa

Apesar de EVP significar “proposta de valor ao empregado”, a empresa também se beneficia, e muito, quando investe no método. E o principal ganho dessa ferramenta é o engajamento. Falando assim pode até parecer pouco mas engajamento é tudo.

Heger, em sua pesquisa de 2007, verificou que a satisfação do empregado está muito vinculada com o EVP. Ele demonstra que o engajamento do colaborador está diretamente ligado ao seu apego com o trabalho. Além disso, profissionais engajados com a empresa a indicam como um bom lugar para se trabalhar, pois suas experiências ali são positivas.

Veja também: como construir um clima organizacional estável e de sucesso.

Ainda, quando o emprego é estimulante e mantêm o profissional engajado, ele é o primeiro a defender a organização, pois se sente parte dela. Isso faz com que o colaborador deseje manter o seu emprego e oferecer esforços extras para que a empresa tenha mais sucesso.

Mas o EVP também traz outros benefícios para a empresas. Por exemplo: aquilo que a sua instituição oferece ao funcionário, ele transmite para os clientes e também para o mercado. Quando os colaboradores estão satisfeitos, todos ao seu redor percebem isso. Essa ação funciona como um eco, reverberando aos colegas, concorrentes e futuros talentos.

Como criar uma boa estratégia de EVP?

Para a criação do EVP é preciso se perguntar e, principalmente, saber responder os seguintes tópicos:

  1. Você conhece bem a sua empresa? Quais são suas forças e fraquezas? Como seus colaboradores comparam a sua organização com as concorrentes? Sua empresa oferece salário e benefícios competitivos? Qual o seu diferencial?
  2. Conhece os seus colaboradores? O que sua empresa oferece aos seus trabalhadores e seus concorrentes não? O que os mantém motivados? Por que eles gostam de trabalhar para você? Quais atributos da organização são mais valorizados por eles – e o que eles não gostam na empresa?
  3. Conhece o mercado de atuação/concorrência? O que seus concorrentes oferecem aos colaboradores e sua empresa não? O que faz com que os profissionais que estão procurando emprego se candidatem a suas vagas – e não às vagas concorrentes?
  4. Estratégias e ações estão alinhadas? As promessas feitas aos colaboradores/futuros empregados estão sendo cumpridas? O discurso é consistente e existe na realidade do dia a dia da empresa?
  5. As propostas estão atualizadas? É feita a manutenção constante do EVP e ela condiz com o mercado atual? Os treinamentos estão sendo eficazes?

Principais cuidados a serem tomados ao desenvolver um EVP

Assim como existem as estratégias a serem seguidas para obter sucesso no EVP, é preciso tomar cuidado com alguns temas:

  • Pouca diferenciação dos seus concorrentes: Não apresentar grandes diferenciais para contratar e/ou manter bons profissionais;
  • Falta de consistência: Prometer algo e entregar um resultado não condizente com o que foi dito;
  • Falta de conhecimento em geral: Não conhecer seus colaboradores, público, mercado, área de atuação…

Por fim

Agora é a hora de investir no EVP

Toda a empresa possui uma proposta de valor ao empregado, mesmo que não perceba isso – ou não faça de forma consciente. Porém, ao saber da importância dessa ferramenta para o crescimento da instituição, se torna mais do que necessário investir nessa área.

O que diferencia uma companhia de outra é a qualidade do EVP oferecido aos seus funcionários e futuros talentos. Assim, a empresa com o melhor EVP contará, consequentemente, com os melhores profissionais – e, assim, isso irá refletir em seu mercado e consumidores. Contar com um patrimônio humano capacitado, leal a empresa e engajado é uma grande vantagem competitiva para as organizações – e, é difícil de ser imitado, afinal, cada empresa é uma empresa e possui suas particularidades. Quais são as suas?

CTA Ebook produtividade

banner ebook produtividade


Categorias