Clima Organizacional

Como construir um clima organizacional estável e de sucesso

Clima organizacional pode ser definido como o padrão de conhecimento, crença e comportamento humano. Ele depende da capacidade de aprender e transmitir conhecimento de uma companhia a seus colaboradores. Um conjunto de atitudes, valores, metas e práticas compartilhadas que caracterizam uma instituição ou organização. A maior parte das empresas se pergunta como construir essa cultura ao redor de um grupo de pessoas, pois é comum entre os níveis mais altos das corporações a ideia de que um clima organizacional bem implantado resulta em um ambiente corporativo favorável. Mas afinal, o que gera melhores resultados aos negócios?

O senso comum faz as pessoas procurarem respostas simples para a questão, como se tais fatores fossem imputados somente à contratação, escolha do pessoal ou à remuneração. Porém, tal noção está longe de ser traduzida em um fato. Basicamente, existem muitos elementos para se fazer de um clima empresarial o que ele é, e trazer sucesso com tal prática. Com o advento da internet e o desenvolvimento de plataformas de ead as empresas tem apostado nesta tecnologia. O ensino a distância é uma forma de disseminar a cultura organizacional.

A cultura empresarial é a realidade cotidiana da vida organizacional. Não é apenas missão, a visão, o saldo bancário ou o manual de pessoal. Embora todos estes elementos contribuam para criá-la, a cultura organizacional é muito mais do que isso. A cultura é o que se faz e diz, a maneira como nos comportamos, a maneira como nos tratamos uns aos outros. Isso também passa pelos nossos produtos, clientes, comunidade e a nós mesmos. Em essência, é a personalidade da empresa.

Veja também: Gestão do conhecimento na educação corporativa.

Criando um clima organizacional em sua empresa

Existem maneiras e maneiras de se construir um clima organizacional. Uma das principais receitas é a construção de uma cultura geral da organização, baseada em mérito, conhecimento e aptidão.

Quanto melhor for ensinado o que se procura na cultura organizacional, mais provável será que ela se torne a realidade. Descrever os processos da empresa e falar sobre as formas que o grupo deve trabalhar em conjunto é essencial. Como se transmite a experiência para o cliente e fornecedores também são fatores que auxiliam a formação da cultura organizacional.

É bom ensinar sobre partes da cultura atual em que se está trabalhando. Não há nada de errado em dizer algo como: “você pode notar que há pessoas que chegam um pouco tarde para seus turnos. Estamos trabalhando na construção de uma cultura que é mais oportuna. Minha expectativa é que você esteja no horário conforme o cronograma, independentemente do que outros ainda podem fazer. Estou procurando por você para ajudar a liderar o caminho para fazer esta melhoria cultural”. Tal exemplo, aplicado tanto no âmbito de uma contratação, como uma promoção interna, pode ajudar o aculturamento dos setores. Este pode ser o início da criação de um clima empresarial favorável.

Uma das melhores maneiras de ensinar a cultura em sua empresa é com o treinamento. Há algo sólido que ressoa quando as pessoas se sentem reconhecidas e sentem que tem capacidade para realizar seu trabalho. Tomar decisões embasadas ou mesmo tratar de situações difíceis são algumas delas. A sabedoria é um elemento experiencial do ensino que vai além das teorias, tomando um sentido de apoderamento. A cultura é o que está acontecendo, não apenas o que dizemos que deveria estar acontecendo. Neste caso o conhecimento ecoa dentro da corporação.

Participação e capacitação

Funcionários que recebem oportunidades para participar do processo de tomada de decisão e sentem-se capacitados para exercer influência na organização são à base de um clima organizacional bem estabelecido e de sucesso. O trabalho em equipe, os diálogos e a colaboração são, geralmente, a ênfase nas organizações.

Estas características também trazem um sentido de equidade. Ou seja, as pessoas sentem que são tratadas de forma justa, sem favoritismo. Elas também têm a percepção de que são valorizadas e apreciadas, graças às oportunidades oferecidas de crescimento profissional.

Estes sentimentos vêm de encontro com o treinamento e a capacitação. Os funcionários são tratados como indivíduos, cuidados e apoiados pela organização. Desta forma eles sentem-se livres para expressar suas opiniões e percepções. Com o avanço das tecnologias, da internet e das plataformas de ensino a distância, é cada dia maior o número de empresas que procuram por um ambiente virtual de aprendizagem. Os serviços desta natureza, como o oferecido pela Eadbox, tem um custo escalonado menor do que o tradicional. Estas novas correntes holísticas de gerenciamento dos recursos humanos tem ampliado a valorização e o investimento no capital humano.

Com conhecimento teórico e bagagem prática, os funcionários tendem a compartilhar abertamente seus conhecimentos. A troca de experiências e informações dentro da comunidade corporativa ajudam a fortalecer o clima organizacional. A partilha e a aprendizagem contínua uns dos outros é uma forma de promoção da corporação, bem como pessoal.

Veja também: Educação a distância: como ela melhora a comunicação na sua empresa?.

Quatro fatores essenciais do treinamento online

O treinamento online é focado em quatro bases fundamentais:

  1. Conteúdo personalizado: através do ead você consegue produzir conteúdos específicos para cada uma das suas equipes.
  2. Medir o conteúdo: você consegue medir a qualidade do seu treinamento. Os números vão ajudar você a balizar o seu conteúdo. Identifique onde os seus colaboradores possuem mais dificuldade e amplifique o treinamento.
  3. Mobile learning: o seu colaborador vai ter acesso ao conteúdo na palma de sua mão. Quanto mais acessível for o seu treinamento para o seu colaborador, maior será o aproveitamento dos seus cursos. Você consegue ter o seu conteúdo no bolso de cada um dos seus colaboradores.
  4. Baixo custo: com uma plataforma de ensino a distância a distribuição de treinamentos é escalável. O mesmo vídeo pode ser transmitido e repetido para milhares de colaboradores. Isso ajuda a cortar custos e ainda faz com que a comunicação da sua empresa fique alinhada.

Veja também: Microlearning: a ferramenta ideal para o treinamento corporativo.

Subjetividade e objetividade

O clima corporativo pode ser algo subjetivo, difícil de perceber à primeira vista. Entretanto, ele possui um impacto mensurável nos resultados dos negócios. Um clima positivo melhora o envolvimento individual, aumentando o desempenho e a produtividade, ao mesmo tempo em que melhora os resultados. Uma recente pesquisa da Gallup, empresa de pesquisa de opinião dos Estados Unidos, sobre o envolvimento das pessoas com as empresas que as empregam, constatou uma ligação clara entre engajamento e produtividade, rentabilidade e maiores ganhos por ação. Em tal pesquisa, foi avaliado o clima organizacional percebido pelos pesquisados, e em cerca de 95% dos casos avaliados o sucesso e apreciação das pessoas por suas companhias estava diretamente relacionado ao sucesso de seu trabalho.

Muitos funcionários colocam o trabalho em equipe e o reconhecimento no topo da lista de chaves para melhorar o clima no local de trabalho, mas cada clima de negócios depende dos objetivos. É preciso focar na análise do tipo de clima que cada empresa precisa, seja sobre inovação, clientes ou colaboração. A boa notícia é que o clima é algo que pode ser controlado e tem um efeito imediato.

E uma das formas mais usuais de se medir, estabelecer e gerenciar o clima organizacional é com o emprego de capacitação constante e treinamentos frequentes, já que tal prática ajuda a moldar os colaboradores de uma empresa no sentido de suas metas, valores e objetivos.

CTA Trial

trial


Categorias