Microlearning

Microlearning: a ferramenta ideal para o treinamento corporativo

O microlearning é uma metodologia de ensino que entregar pequenas doses de conteúdo para alunos com uma orientação bem específica. Os alunos estão no controle do que e quando estão aprendendo. Por ser uma forma mais direta e curta de ensino, tem ganhado cada vez mais espaço nas estratégias de ensino corporativo, já que os benefícios de tal método são inúmeros.

O crescimento da percepção da importância da educação corporativa vem casando com a crescente do microlearning. Afinal, com esta metodologia é possível transmitir conteúdos de maneira rápida, ágil e objetiva. A aceitação é alta e agreda imediatamente à rotina do colaborador e da empresa. Isso permite um aprendizado rápido do colaborador, bem como a aplicação prática, trazendo resultados praticamente imediatos.

Estima-se que em 2025, a geração milênio (nascidos entre 1985 e 2000) sozinha, será cerca de 75% da força de trabalho no mundo. Ou seja, um terço de todos os trabalhadores terá nascido nos últimos quinze anos do século XX. A média de atenção desta geração é de 90 segundos, segundo estudos recentes. Se organizações pretendem atrair, desenvolver e reter talentos, precisam se adaptar ao seu público-alvo.

Levando em conta tal fato, a forma de abordagem de conteúdos do microlearning supre tal necessidade. Por proporcionar materiais curtos e objetivos o método tem ganhado força entre as estratégias de educação corporativa.

Quais as características do microlearning

O primeiro aspecto do método é a designação de um objetivo de aprendizagem para cada curso. É preciso que o módulo a ser estudado seja grande apenas o suficiente para ensinar um recurso, técnica ou metodologia, por vez. O objetivo é manter o aluno o mais concentrado possível em um único conhecimento, a fim de garantir que ele será absorvido. Quanto mais objetivos você tentar introduzir em um curso, mais longo ele será. Em última análise, você vai perder o foco de seu público.

Para ajudar na absorção dos conteúdos e dinamizar sua transmissão, você pode utilizar vídeos. Esta é a segunda característica do microlearning. Com os constantes avanços da tecnologia e da internet, o acesso a vídeos e plataformas de ensino a distância, como a EadBox, foram popularizados. Isso ajuda na propagação das informações e na agilidade do processo da comunicação interna. Usar vídeo é uma forma de atingir um público que de maneira crescente procura novas formas de aprender e se desenvolver. Uma plataforma ead não conta apenas com vídeos, você pode utilizar textos de apoio, podcasts e até infogames para atrair a atenção deste público.

Um dos mantras desta metodologia é o uso do tempo. A estatística de que a geração milênio mantém o foco da atenção em algo por apenas 90 segundos é a razão para isso. Não deixar dissipar o espectador. Vídeos de microlearning, segundo especialistas, devem ter até quatro minutos. A ideia é ir sempre direto ao assunto.

Veja também: As 6 Principais Tendências do E-learning.

O microlearning garante a certificação do aprendizado

E como saber se o objetivo de aprendizagem foi cumprido? Está e mais uma cara do microlearning, a certificação do aprendizado. Quando se constrói o conteúdo é preciso pensar em como garantir que a aprendizagem ocorreu. Não é preciso aplicar uma prova para testar os conhecimentos, mas é necessário que se crie ferramentas para experimentação e uso de tal conteúdo. A melhor maneira de garantir tal absorção de conteúdo é aliando a teoria à prática. Exercitar o que está sendo passado de maneira a proporcionar o uso do conhecimento adquirido.

Afinal, a aprendizagem não deve ser um evento único. Em vez disso, deve ser um processo evolutivo e adaptativo que crie uma experiência única e personalizada para cada aluno.

As ferramentas para o sucesso do microlearning

Este é um método que propõe agilidade e assertividade. É uma metodologia de ensino flexível que permite incorporar diferentes aspectos em suas aulas. Uma marca da geração milênio são os vídeo games, esta é a geração que praticamente nasceu vendo o desenvolvimento deste universo. Por conta disso, esta geração está integrada ao universo dos games. Por isso, uma das estratégias de atração deste modelo é a gamificação das aulas. Além de atrair a atenção, ensina de maneira mais leve e orgânica, já que também diverte.

A criação de testes criativos e a busca por simulações de cenários reais, em que os participantes vão ter a possibilidade de se deparar com cenários possíveis em suas rotinas de trabalho também é uma estratégia. A busca das empresas hoje é, acima de tudo, qualificar o seu colaborador. Desta forma ele vai saber tomar decisões e ter autonomia dentro dos valores e ações da companhia. Portanto, simulações de cenários reais são muito aplicados para, de fato, testar o aluno.

Outra estratégia utilizada é a da busca de conteúdos extras, que são agregados às aulas tradicionais. É importante que a aula não seja a única fonte de conhecimento do funcionário. A ideia do microlearning é ensinar conteúdos específicos e direcionados, portanto, um eventual aprofundamento é necessário para um maior entendimento. Os conteúdos de microlearning são formas também de incentivar o colaborador a buscar tal aprofundamento. Isto gera benefícios para a atividade do colaborador e, consequentemente, para a empresa.

Veja também: Por que ter um LMS Responsivo.

Como o microlearning se encaixa com a realidade corporativa?

À medida que a tecnologia evolui, ela toma papel cada vez maior na educação corporativa. A necessidade constante de renovação de ideias e competências pelas empresas tem feito elas acelerarem seus processos de capacitação. É preciso capacitar profissionais, mas não se tem muito tempo para isso, e tal falta de encaixe pode gerar uma desvantagem competitiva para a empresa.

Por isso o Microlearning é considerado por muitos como a estratégia ideal para a adoção e manutenção de um projeto de educação corporativa. Sua agilidade, as possibilidades de aquisição rápida e eficaz de conteúdos e a capacidade de testar e dispor do conhecimento de maneira instantânea tem atraído cada vez mais adeptos ao modelo, que é amplamente empregado em plataformas de ensino a distância, como a da Eadbox.

CTA Ebook Colaboradores

Banner_Ebook-5-Maneiras-de-motivar-e-engajar-colaboradores_Eadbox


Categorias