manual de implantação de franquias

Manual de implantação de franquias: entenda como fazer e sua importância

Toda empresa, independente do seu porte, tem um manual em que está toda a política de funcionamento, normas e regras.

Para franquias esse processo não é diferente, existe o manual do franqueado que contém orientações para gestão de cada franquia.

Na verdade, uma manual de implantação de franquias é dividido em vários outros manuais.

E essa documentação pode causar algumas dúvidas, já que no caso de franquias, como dissemos, pode haver mais de um tipo de manual, como manual do franqueado, de marketing e vendas e outros.

Tudo depende do tamanho da rede, quantidade de funcionários e modelo de negócio. Por isso, não tem como fazer uma franquia sem saber como fazer um manual de implantação de franquias.

Portanto, se você quer saber o que é e a importância de um manual de faranquia, continue lendo nosso post.

Você desvendará todos os segredos de uma manual de implantação de franquias.

Veja também: a importância das feiras de franquias.

 

manual de implantação de franquias

Manual de implantação de franquias: o que é e como criar um manual desse tipo

1- O que é um manual do franqueado?

O manual é um dos documentos mais importantes de uma empresa.

É a partir dele que toda a estruturação e forma de atuação é definida.

Portanto é o documento que está em constante atualização. Já que tem o alinhamento de todo o processo e faz com que alguns processos que não deram certo no passado não sejam colocado em prática novamente a esmo.

Dessa forma, o manual é responsável por boa parte do sucesso de uma empresa.

O manual do franqueado é elaborado pelo franqueador que detém todas as informações chave da franquia, sendo o principal responsável por atualizar e coordenar todo o processo.

Conheça os tipos de manuais que podem ser elaborados e veja qual mais se adequa com o seu negócio.

Leia também: plataforma ead: aplicação real em uma franqueadora.

2- Manual de implementação

O manual de implementação é responsável por conter informações administrativas de uma franquia, ou seja, todo o passso a passo até a inauguração de fato.

O documento deve conter desde a questão da arquitetura da franquia até a contratação da equipe.

Apesar de ser um manual de muitas expectativas pré-inauguração, é um dos mais importantes, pois contém todo o esqueleto e plano do negócio.

Portanto, é o documento que deve ser feito com muito cuidado e detalhamento, pois será o norteador da empresa como um todo.

3- Manual Operacional

Esse manual é elaborado a partir de uma experiência piloto com a franquia matriz.

Nele todo o processo operacional deve ser detalhado, para que mesmo a distância o franqueado consiga manter a mesma qualidade de serviço e produto.

Dessa forma, o franqueado consegue manter uma linha de funcionamento operacional de acordo com o que foi estabelecido pela matriz.

4- Manual de marketing e vendas

Todo negócio precisa ter um padrão de divulgação, seja para mídia ou quando entrar em contato com o público através da equipe de vendas.

Para isso o manual de processos de vendas serve, é a política do conjunto de técnicas que podem ser utilizadas de acordo com o padrão pré estabelecido.

Assim como toda empresa tem um padrão de identidade visual a ser seguido, as franquias seguem este mesmo esquema. Todo marketing para franquias deve seguir o padrão para que não saia da linha que já é seguida.

Dessa forma, mantém-se a identidade da empresa, fazendo com que o público reconheça a marca com mais facilidade.

Agora que você já sabe a importância do manual do franqueado e como fazer um manual de implantação de franquias, comece a elaborar um para sua empresa.


Categorias