mapa mental

O que é e como fazer um mapa mental?

O mapa mental é uma técnica utilizada com o intuito de facilitar o aprendizado e ajudar na memorização. Basicamente envolve um diagrama que representa ideias relacionadas a uma palavra-chave. Muitas pessoas não conhecem e nem imaginam o quanto o mapa mental pode facilitar o seu dia a dia.

A técnica é útil para várias finalidades e o mapa mental pode ser feito apenas com palavras ou misturar palavras e desenhos. A ideia é incluir elementos de forma intuitiva, fazendo com que se relacionem a um assunto principal.

Criado por Tony Buzan, um psicólogo e escritor inglês, a técnica foi desenvolvida com base no funcionamento do nosso cérebro. Pesquisas confirmam que essa forma de aprendizado é bastante efetiva, pois nosso cérebro memoriza pequenas partes de informação. E geralmente relaciona a outro tema, criando conexões. Ou seja, criamos nosso próprio mapa mental dentro de nossa cabeça.

Simplicidade é a palavra que resume a técnica do mapa mental. Pois toda a informação é colocada de forma sintetizada, através de desenhos ou palavras chave. Inclusive ele funciona como uma ponte entre o que está ali desenhado e a sua mente.

 

mapa mental

 

Vamos mostrar agora como você pode fazer um mapa mental e utilizá-lo em seu dia a dia:

O que você precisa para fazer um mapa mental

Primeiramente vamos listar o que você vai precisar para criar seu mapa mental. É possível fazê-lo tanto a mão quanto no computador. Então você pode precisar de:

  • Folha A4
  • Caneta
  • Lápis de cor ou giz de cera

Vai fazer seu mapa mental no computador? Não se preocupe, você não precisa ser um expert no Photoshop. Basta saber como desenhar retângulos e retas e inserir o texto ou imagens que deseja relacionar.

Vale comentar que a técnica é considerada mais efetiva quando feita a mão, pois você mantém seu cérebro mais atento e em alerta enquanto produz o mapa mental. Ainda assim, nada impede que o mapa mental seja feito no computador.

Agora que você já tem os materiais que precisa é hora de colocar a mão na massa:

Como fazer um mapa mental

Fazer um mapa mental não é assim tão complicado e você precisará seguir apenas três passos para montar o seu. Além de trabalhar com conteúdos que você tem dificuldade para memorizar, a técnica pode ser utilizada como um lembrete do que você precisa falar ou fazer.

Vamos ver agora quais são os passos a serem seguidos:

1º Passo: Determine o tema principal

Qual será o tema do seu mapa mental? Você irá falar sobre um tema mais geral ou algo mais específico? Independentemente do que seja, o primeiro passo é determinar em cima de qual tema você deseja traçar seu mapa mental. Qual será o seu assunto principal. Pode ser um conteúdo que você tem dificuldade em aprender ou algo que sempre acaba se esquecendo.

O ideal é apostar em algo que você tem certa dificuldade para memorizar ou aprender. Assim contará com o mapa mental para mudar essa situação. Acredite, até as compras do mercado podem ser descritas através dessa técnica.

2º passo: Busque informações do tema

Apesar de facilitar o aprendizado, traçar um mapa mental não significa que você não precisará buscar informações e estudar mais sobre o tema. Pesquise o máximo possível de informações e então separe algumas palavras chaves que estejam relacionadas ao assunto.

O ideal é definir nesse momento se seu material de pesquisa vai conter apenas textos, se terá desenhos, áudio, vídeos e tudo o mais. Além da pesquisa é interessante organizar as informações obtidas e ir separando palavras-chaves que resumam o conteúdo.

Nessa etapa não tenha medo de consultar outras pessoas e pedir a opinião delas sobre o assunto. Quanto mais conteúdo você tiver em mãos mais completo e rico ficará o seu mapa mental.

Pense que o mapa mental pode ser visto também como um resumo, com a diferença de que trabalha com imagens, cores e palavras e não apenas com um texto.

3º passo: Desenhe o seu mapa mental

Chegou a hora de desenhar o seu mapa mental. Prepare o papel e as canetas e dê início ao seu desenho. No centro da folha coloque a palavra-chave central, aquela que define o tema o qual você está trabalhando. Destaque esse desenho ou palavra chave com alguma cor e faça um círculo em volta. Assim você saberá que as cores se relacionam a esse assunto e o terá deixado em destaque.

Em seguida desenhe pequenas ramificações, linhas que ligam essa palavra central a outras palavras. Vá colocando desenhos ou escreva aquilo que você acredita que mais se relaciona ao tema central que está desenvolvendo. Pense em outra forma de destacar essas palavras secundárias.

Trace linhas mais finas partindo das ramificações, especificando ainda mais cada uma dessas palavras ou desenhos que você colocou ali. Invista nas cores também, para ajudar na memorização.

Veja também: 4 passos para um aprendizado efetivo.

Benefícios de usar um mapa mental

Depois de conhecer mais sobre a técnica e aprender como aplicá-la, você ainda tem dúvidas quanto a aplicar a técnica do mapa mental? Pois saiba que ela gera uma série de benefícios que vão muito além do aprendizado:

Aprendizado mais efetivo: Pois é preciso dedicar tempo para pesquisar o tema e então determinar as palavras chave ou imagens que irão ajudar na memorização.

Aumenta o foco: É preciso atenção e dedicação ao fazer o mapa mental. Ou seja, você acaba se esquecendo das distrações e se concentra apenas em seu desenho.

Facilidade em memorizar: Você está lidando com uma técnica que trabalha exatamente da mesma maneira que o seu cérebro. Isso significa dizer que a memorização de um conteúdo se torna muito mais rápida e prática.

Economia de tempo: Ao invés de ficar lendo diversos conteúdos por várias vezes, você lerá uma única vez e de lá irá retirar palavras que considera importantes.

Conclusão

O mapa mental é muito útil para ajudar na memorização e no aprendizado. Como envolve uma técnica que funciona da mesma forma que o cérebro, entender o que está ali sendo ensinado fica muito mais fácil.

 

CTA Produtividade

banner ebook produtividade


Categorias