Dicas entregar o que o aluno ideal deseja

Dicas para entregar o que o seu aluno ideal deseja

Entender o que o seu aluno ideal busca em uma vídeo aula, saber o que ele espera e conseguir entregar um conteúdo relevante é um desafio.

O mercado de Ensino à Distância está crescendo cada vez mais no Brasil, e um dos fatores que fazem determinados produtores de conteúdo se tornarem um sucesso é que eles sabem o que o seu aluno ideal espera de suas vídeo aulas.

 

Confira no texto abaixo dez dicas para entregar o que o seu aluno ideal espera.

 

Faça Diferente

Alunos que estão buscando conhecimento com cursos de ensino à distância buscam uma maneira diferente de aprender. Você precisa prender a atenção dele durante a aula inteira. Lembra daquelas aulas que você passava olhando no relógio contando os segundos para acabar, mas era obrigado a continuar na sala de aula? Agora o seu aluno pode fazer isso com um simples clique, e se isso acontecer será péssimo para a imagem do seu curso.
Uma boa aula termina com alunos querendo saber cada vez mais sobre o tema, portanto, enquanto você prepara sua aula, questione o que você quer que os seus alunos aprendam e como você vai transmitir isso de uma maneira dinâmica.
O segredo para uma boa vídeo aula é fazer com que os seus alunos tenham o conteúdo fixado quando terminarem de assistir a sua aula, sabendo que aprender alguma coisa que vão poder utilizar no dia a dia. Para isso, vale a pena lembrar das técnicas que os cursinhos pré-vestibulares se utilizam, como músicas ou frases engraçadas para fazer com que os alunos decorem as fórmulas ou sequências de eventos.

 

Não basta apenas informar

Fazer com que os seus alunos questionem e tenham um senso crítico sobre o conteúdo que você está transmitindo é uma maneira de fazer com que ele compreenda melhor o assunto que é abordado. Utilizar questionamentos para e direcionar o aluno ideal para o caminho das respostas surte mais efeito do que simplesmente oferecer a ele a solução do problema.
Um professor que consegue fazer com que o aluno desenvolva o uma linha de raciocínio e um senso crítico é muito mais valioso do que outro que simplesmente cede o conteúdo mastigado. Desenvolver o raciocínio e incitar o seu aluno vai fazer com que ele tenha mais ferramentas para solucionar outros problemas do dia a dia neste tema.

 

Saiba quem é o seu aluno ideal

Conhecer o seu aluno é fundamental para entregar para ele uma boa experiência. Saber qual é a sua classe social, qual a área que atua, seu grau de instrução no tema da sua vídeo aula, os seus desejos, metas e aspirações vai fazer com que você esteja alguns passos a frente dos seus concorrentes. Para isso utiliza-se uma técnica de marketing de criação de personas, que são personagens semifictícios que vão te ajudar a visualizar qual é o seu público. Clique no link abaixo e acesso a ferramenta EadBox Aluno Ideal, para traçar o perfil dos seus alunos.

 

CTA Aluno ideal

criar persona do aluno ideal e planejamento digital


Entender a idade do seu aluno também é essencial. Uma pessoa de 20 anos possui referências diferentes de pessoas que possuem 40 anos de idade, por exemplo. Até mesmo a velocidade de aprendizado muda, fazendo com que você altere a maneira de lecionar, acelerando ou diminuindo o ritmo da sua vídeo aula, seja durante a gravação ou na edição.

 

Imagem e credibilidade

O modo com o qual você irá se apresentar para o seu aluno ideal é muito importante, os primeiros e últimos 30 segundos de cada aula são um termômetro, é neste tempo que eles vão compreender algumas questões fundamentais sobre o seu estilo.
Durante este tempo, que normalmente é utilizado para apresentação e despedida, o aluno vai captar qual é a sua essência, quem você realmente é. Ele vai se questionar qual é o seu estilo de aula, se você é mais direto ou mais explicativo; o que esperar dessa vídeo aula e quanto da atenção ele vai precisar dispensar para compreender o conteúdo que você está passando. A roupa que vestirá; a vinheta de abertura, os elementos de edição, tudo isso será avaliado pelos seus alunos, isso sem que necessariamente você tenha começado a falar. E só então eles vão analisar, mesmo que inconscientemente, a velocidade que você fala e como você gesticula.

 

Seja direto

Simplificar o conteúdo de uma maneira que seja fácil para o seu aluno compreender o que está sendo passado é essencial. Mas veja bem, simplificar não quer dizer que você vai passar por cima de um tema ou outro, ou alguns conceitos que são essenciais para o tema. Utilize exemplos e analogias à vontade para explicar questões mais complicadas para facilitar o entendimento. Utilizar termos complexos não vai ajudar o seu aluno a compreender o tema, muito menos fazer com que você tenha uma imagem de alguém com mais conhecimento. Lembre-se que um bom professor é aquele que sabe ensinar, não apenas que sabe o conteúdo.
Procure não enrolar ou fugir do tema, os consumidores de vídeo aulas são focados. Eles escolhem este meio de aprendizado justamente pelo conteúdo ser sintético e completo. Usar o tempo da sua aula para fazer piadas ou contar fatos pessoais que não possuam relação com a matéria só vai deixar o seu aluno desinteressado, em vez de criar uma conexão com você.

 

Foque no que dá resultado

Segundo estudos, o impacto de uma aula é constituído por 55% de estímulos visuais, 38% de estímulos vocais e 7% de conteúdo verbal. Ou seja, apoiar-se única e exclusivamente no conteúdo que você possui, sem ter uma dinâmica, pode fazer com que seus alunos percam o foco facilmente.
Uma maneira de burlar isso é trabalhar com elementos na edição que façam com que os alunos sejam estimulados cada vez mais com recursos visuais, não apenas com o jeito que você gesticula. Por exemplo: se você está dando uma vídeo aula sobre a importância da iluminação na fotografia, utilizar um vídeo exemplificando a diferença dê uma luz incidindo em um rosto movimentando a luz de baixo para cima vai fazer com que este aluno tenha uma melhor noção da aplicação deste conceito do que simplesmente você falando. Trabalhar a entonação de voz junto com estímulos visuais vai fazer com que todo o seu conteúdo seja passado de uma maneira mais amigável, de mais fácil absorção.

 

Pratique

Como em qualquer outra área, a prática leva à perfeição. Conforme você for praticando a suas vídeo aulas e gravando novos conteúdos, a sua capacidade interpretação do conteúdo interação com os alunos e a habilidade de levantar questionamentos vai ficar cada vez melhor. A prática também vai ensinar a você o timming exato para trocar o conteúdo fazendo uma ponte com o próximo tópico.
Antes gravar a sua vídeo aula, experimente fazer um ensaio de frente para o espelho cronometrando quanto tempo você vai levar para passar todo conteúdo, fazendo anotações para pequenos ajustes que você entenda serem necessários durante o tema. Uma vantagem de utilizar uma ferramenta do ensino à distância é que você consegue se utilizar da edição para corrigir estes pequenos problemas, para dar uma dinâmica maior para a sua aula.

Webinar

O webnair, além de ser uma ferramenta excelente para captação de leads, também pode ser utilizado para gerar um relacionamento com o seu aluno. Utilizar um webnair como estratégia para o meio e fundo do Funil de vendas para sanar as dúvidas dos seus prospects pode fazer com que você deixe claro na mente de cada um deles quais serão os tópicos a serem trabalhados em sua vídeo aula.
Alinhar a expectativa do aluno com o conteúdo que você transmitirá é essencial para que ele tenha uma boa avaliação da sua aula. Imagine que a sua vídeo aula é sobre mecânica automotiva, mas o conteúdo que você vai abordar é destinado para iniciantes, por exemplo: como trocar a vela do carro. As pessoas que já possuem um conhecimento mais avançado do que o lecionado não vão se interessar pelo conteúdo, achando ele fraco por simplesmente saberem mais deste tema do que o que vai ser apresentado na aula. O mesmo vale para o inverso, se a pessoa ainda não aprendeu a trocar uma roda ou calibrar um pneu, ela vai precisar de mais conhecimento específico para absorver o maior conteúdo possível do seu curso.

Planejamento de aula

Montar um plano de aula colocando os temas que serão abordados em seu curso é fundamental para que você tenha uma visão geral do conteúdo que será abordado. Você precisa colocar no papel os objetivos que serão propostos na aula e também os pontos fundamentais que o seu aluno precisa saber o final do curso. Ajustar a fundamentação teórica; recursos didáticos, ou seja, os materiais que você utilizará para lecionar; material de apoio, para que seus alunos possam se aprofundar ainda mais no tema; e uma avaliação final com os principais pontos que foram abordados visando a fixação do conteúdo dos seus alunos são itens que você precisa desenvolver em seu plano de aula.
Separar o tema da sua aula em subtemas é uma saída interessante para que você não se perca no conteúdo e ele acabe se tornando genérico demais. As vídeo aulas são conteúdos que são consumidos sob demanda, os alunos que se interessam por ela sabem exatamente o que querem e o que precisam absorver do seu conteúdo.

 

CTA Ebook Promover

Banner_Ebook-Planejar-promover-cursos-online_Eadbox

Postura na frente das câmeras

O mais importante em uma vídeo aula é que você seja claro e preciso ao passar o seu conhecimento ao aluno, e a postura em frente às câmeras é essencial para isso. Você precisa estar confortável ao olhar e falar para a câmera. Vale lembrar que para produzir vídeo aulas não é preciso necessariamente ter um diploma acadêmico, mas pequenas noções sobre planejamento de aula são essenciais.
O conhecimento de um apresentador ou de um ator não é obrigatório, por mais que você esteja trabalhando em frente a uma câmera, mas quanto mais você se soltar e sentir-se confiante a olhar para lente mais natural vai soar o seu conteúdo e maior a probabilidade dos seus alunos absorverem seu conteúdo.
É importante ressaltar que por mais que a sua atuação em frente às câmeras seja importante para o aluno ideal, o personagem principal nesta “peça” não é você, é o conteúdo. Você é um coadjuvante necessário para introduzir o enredo para a plateia. Fazer com que esta peça seja um sucesso de bilheteria está em suas mãos.

 

CTA Trial

Banner_Testar-Grátis-Eadbox

Bônus surpresa

O ser humano em geral possui uma característica peculiar, na qual você precisa utilizar em seu favor. Todos nós adoramos nos sentir especiais, presenteados, e até mesmo levar vantagem em alguns aspectos. Por exemplo: se você se propõe a dar uma vídeo aula sobre edição de vídeo, deixando bem claro que o conteúdo que você vai passar é sobre como fazer cortes e colocar trilha sonora e ao final do curso você ensinar a fazer uma abertura ou colocar um efeito visual como bônus, seus alunos vão se sentir privilegiados.
Por mais que isso já estivesse previsto em seu plano de aula desde o começo, o efeito de surpresa causa um efeito positivo. Por mais que ele não fosse adquirir a vídeo aula para ver apenas este conteúdo, é algo que vai agregar em seu conhecimento e que ele recebeu “de graça”.
Inclusive, você pode utilizar esta estratégia para prender o seu público, explicando o conteúdo do seu curso dizendo que ao final dele você ainda ganha um bônus surpresa.

Categorias