Já pensou em fazer um canal no Youtube ou trabalhar profissionalmente com a ferramenta, vendendo seus infoprodutos?

Depois de definir seu nicho, tipo de conteúdo e criar os primeiros roteiro, pense nas técnicas de SEO para Youtube que você vai usar para otimizar seus vídeos para os mecanismo de busca.

Mas quais são as técnicas de SEO para Youtube que devo utilizar, você pode estar se perguntando.

Os profissionais de marketing aprenderam que não podiam simplesmente publicar um grande volume de conteúdo na web.

Também era preciso que esse conteúdo fosse de alta qualidade e otimizado de maneira que o tornasse possível de ser descoberto pelos mecanismos de pesquisa.

E esse conteúdo foi em grande parte limitado à palavra escrita. Anos depois, esse não é mais o caso. Uma estratégia de conteúdo abrangente inclui trabalhos escritos como blogs e e-books, além de mídias como podcasts, recursos visuais e vídeos.

Esse último item – o vídeo – continua em ascensão. De acordo com o State of Inbound 2017, os profissionais de marketing classificaram o vídeo como um grande disruptor.

E com o surgimento de outros formatos de conteúdo, surge a necessidade de otimizá-los para a pesquisa. Um lugar cada vez mais importante para fazer isso é no YouTube, que é um site de distribuição de vídeos usado pelas massas.

Mas como isso funciona? Quais são as etapas necessárias de SEO para Youtube para otimizar um canal?

Nós descrevemos algumas dicas importantes abaixo de SEO para Youtube pra você começar a aplicar hoje no seu trabalho.

7 dicas de SEO para Youtube na otimização de pesquisas

1) Título

Quando procuramos vídeos, uma das primeiras coisas para a qual nossos olhos são atraídos é o título.

Isso geralmente determina se o espectador clicará ou não para assistir ao seu vídeo. Portanto, o título não deve ser apenas atraente, mas também claro e conciso. Também ajuda se o título corresponder ao que o espectador está pesquisando.

Uma pesquisa realizada pela Backlinko descobriu que vídeos com uma correspondência exata de palavra-chave no título têm uma pequena vantagem sobre aqueles que não o fazem.

Aqui está uma representação linear dessas descobertas:

seo-para-youtube-titulo

Título de correspondência exata | Fonte: Backlinko.

Então, enquanto “usar sua palavra-chave alvo em seu título pode ajudá-lo a se classificar para esse termo”, explica Brian Dean, autor do relatório do Backlinko, “a relação entre títulos e classificações de vídeos ricos em palavras-chave é” fraca, na melhor das hipóteses.

Por fim, certifique-se de que seu título seja relativamente curto. Recomenda-se limitá-lo a 60 caracteres para evitar que ele seja cortado nas páginas de resultados.

2) Descrição

Uma coisa de cada vez: de acordo com o Google, o limite de caracteres oficiais para as descrições de vídeos do YouTube é de 1.000 caracteres.

E, embora seja aceitável usar todo esse espaço, lembre-se de que seu espectador provavelmente veio ao seu canal para assistir a um vídeo e não para ler uma história.

Se você optar por escrever uma descrição mais longa, lembre-se de que o YouTube exibe apenas as primeiras duas ou três linhas de texto, o que equivale a cerca de 100 caracteres.

Depois disso, os espectadores precisam clicar em “mostrar mais” para ver a descrição completa.

É por isso que sugerimos o carregamento antecipado da descrição com as informações mais importantes, como CTAs ou links cruciais primeiro.

Quanto a otimizar o vídeo em si, não faz mal adicionar uma transcrição do vídeo, especialmente para quem tem que assisti-lo sem volume.

Dito isso, a pesquisa do Backlinko também não encontrou correlação entre as descrições que foram otimizadas para uma determinada palavra-chave e as classificações para esse termo.

seo-para-youtube-descricao

Palavra-chave na descrição | Fonte: Backlinko.

Brian Dean toma cuidado no relatório de não encorajar uma descrição otimizada, no entanto. “Uma descrição otimizada ajuda você a aparecer na barra lateral de vídeos sugeridos”. Ele destaca “que é uma fonte significativa de visualizações para a maioria dos canais.”

3) Tags

A Academia de Criadores de conteúdo oficial do YouTube sugere o uso de tags para que os espectadores saibam sobre o que é seu vídeo.

Mas você não está apenas informando seus espectadores – você também está informando o próprio YouTube. Dean explica que a plataforma usa tags “para entender o conteúdo e o contexto do seu vídeo”.

Dessa forma, o YouTube descobre como associar seu vídeo a vídeos semelhantes, o que pode ampliar o alcance do seu conteúdo. Mas escolha suas tags com sabedoria.

Não use uma tag irrelevante, pois você acha que isso gerará mais visualizações. Na verdade, o Google pode penalizá-lo por isso.

E semelhante à sua descrição, comece com as palavras-chave mais importantes, incluindo uma boa combinação daquelas que são comuns e mais longas (como as que respondem a uma pergunta do tipo “Como eu?”).

4) Categoria

Depois de enviar um vídeo, você pode categorizá-lo em “Configurações avançadas”. A escolha de uma categoria é outra maneira de agrupar seu vídeo com conteúdo semelhante no YouTube.

Pode não ser tão simples quanto parece. Na verdade, a Academia de Criadores do YouTube sugere que os profissionais de marketing realizem um processo abrangente para determinar em qual categoria cada vídeo pertence.

É útil, escreve o guia, “pensar sobre o que está funcionando bem para cada categoria”, respondendo perguntas como:

  • Quem são os principais criadores de conteúdo da categoria? Por que eles são conhecidos e o que fazem bem?
  • Existem padrões entre o público de canais semelhantes dentro de uma determinada categoria?
  • Os vídeos de uma categoria semelhante têm qualidades de compartilhamento, como valor de produção, tamanho ou formato?

5) Thumbnail ou imagem miniatura/de capa

A thumbnail do seu vídeo é o principal item visualizado pelo público ao percorrer uma lista de resultados de vídeos.

Juntamente com o título do vídeo, essa miniatura envia um sinal ao espectador sobre o conteúdo do vídeo e afeta o número de cliques e as visualizações que o vídeo recebe.

Embora você possa sempre escolher uma das opções de miniaturas geradas automaticamente pelo YouTube, é altamente recomendável fazer o upload de uma thumbnail personalizada.

A Academia de Criadores de Conteúdo informa que “90% dos vídeos com melhor desempenho no YouTube têm miniaturas personalizadas”.

É recomendado o uso de imagens com 1280×720 pixels, representando uma proporção de 16: 9, salvas como 2MB ou menores em .jpg,. arquivos gif, .bmp ou .png.

Se você seguir esses parâmetros, poderá ajudar a garantir que sua miniatura apareça com qualidade igualmente alta em várias plataformas de visualização.

É importante observar que sua conta do YouTube precisa ser verificada para enviar uma imagem em miniatura personalizada. Para fazer isso, acesse www.youtube.com/verify/ e siga as instruções listadas.

6) Arquivos SRT (legendas e closed captions)

Como muitos dos outros textos que discutimos aqui, legendas e closed captions podem impulsionar a otimização de pesquisa do YouTube, destacando palavras-chave importantes.

Para adicionar legendas ou closed captions ao seu vídeo, você terá que fazer o upload do arquivo da transcrição de texto compatível ou do arquivo de legendas sincronizado.  

Para o primeiro, você também pode inserir diretamente o texto transcrito de um vídeo para que seja sincronizado automaticamente.

Adicionar legendas segue um processo semelhante, no entanto, você pode limitar a quantidade de texto que deseja exibir. Para tanto, acesse seu gerenciador de vídeos e clique em “Vídeos”, depois em “Gerenciador de vídeos”.

Encontre o vídeo ao qual deseja adicionar legendas ou legendas ocultas e clique na seta suspensa ao lado do botão “Editar” e clique em “Legendas/CC”. Você pode selecionar como deseja adicionar legendas ou legendas ocultas.

O Google forneceu ótimas instruções sobre como fazer isso no vídeo abaixo:

7) Cards e Telas Finais

Cards

Você já viu um pequeno ícone circular branco com um “i” no centro, aparecendo no canto ou em uma barra de texto translúcida pedindo para você se inscrever quando assiste a um vídeo?

seo-para-youtube-cards

O ícone de cards no canto superior direito da tela

São os famosos Cards, que a Academia de Criadores descreve como “notificações pré-formatadas que aparecem em computadores e dispositivos móveis e que podem ser configuradas para promover sua marca e outros vídeos em seu canal”.

Você pode adicionar até cinco cards em um único vídeo e existem seis tipos:

  1. Cards que direcionam os espectadores para outro canal.
  2. Cards de doação para incentivar a captação de recursos em nome de organizações sem fins lucrativos.
  3. Financiamento por fãs para solicitar que seus espectadores ajudem a apoiar a criação de seu conteúdo em vídeo.
  4. Cards de link, que direcionam os espectadores a um site externo, plataformas aprovadas de crowdfunding ou uma plataforma aprovada de venda de mercadorias.
  5. Cards de pesquisa, que colocam uma questão para os espectadores e permitem que eles votem em uma resposta.
  6. Cards de vídeo ou de playlists, com links para outro conteúdo do YouTube desse tipo.

Para instruções detalhadas sobre como adicionar um cartão ao seu vídeo, siga estas etapas oficiais do Google no vídeo abaixo:

Telas finais

As telas finais exibem informações semelhantes às dos cards, mas, como você deve ter adivinhado, elas não são exibidas até que o vídeo termine e são um pouco mais detalhadas visualmente.

Um bom exemplo é a sobreposição com uma imagem do livro e um link visual para ver mais no vídeo abaixo:

seo-para-youtube-tela-final

Fonte: Vídeo canal Jamie Oliver no YouTube.

Há várias instruções detalhadas para adicionar telas finais, dependendo do tipo de plataforma para a qual você deseja projetá-las, bem como dos diferentes tipos de conteúdo permitidos para elas pelo YouTube. O Google descreve os detalhes de como otimizar todas essas considerações aqui.

É importante observar que o YouTube está sempre testando as telas finais para tentar otimizar a experiência do espectador.

Por isso, há momentos em que “sua tela final, conforme designada por você, pode não aparecer”. Considere esses fatores ao decidir entre usar cards ou telas finais.

Com uma grande audiência conquistada no canal, o próximo passo é criar cursos pagos para ganhar dinheiro com um infoproduto, por exemplo.

Além de todos os recursos apresentados, os cards e as telas finais podem ser ótimas táticas para criar chamadas para ações de venda.

Você pode criar o seu curso na EADBox e usar o Youtube como ferramenta para criar vídeos que divulguem e esclareçam dúvidas sobre seus infoprodutos ou que deem dicas úteis para seu público.

Vale a pena otimizar

Esses fatores podem parecer um pouco complicados e demorados, mas lembre-se: o tempo que as pessoas passam assistindo ao YouTube em suas TVs mais do que dobrou de ano para ano.

Há um público a ser descoberto lá e, quando você otimiza com as técnicas certas de SEO para Youtube, suas chances de ser descoberto aumentam.

Naturalmente, tudo começa com um bom conteúdo, portanto, certifique-se de que seus espectadores tenham algo de alta qualidade e relevante para assistir quando encontrarem você.

Como você otimizou seu canal com SEO para Youtube? Deixe-nos saber nos comentários.

Planejamento de cursos online

Planejamento de curso


Categorias