Corporativo

6 Tendências do E-Learning Corporativo – Parte 2

Continue aumentando o nível de engajamento e reduza o turnover em sua organização.

Veja a parte 1 deste post clicando aqui

 

  1. Expansão da Aprendizagem ao Público Externo   nos dias atuais é notório as empresas estenderem a oferta de e-Learning ao público externo, além do quadro de seus funcionários, isto porque lidam diariamente com fornecedores, revendedores, parceiros e clientes que também se interessam em adquirir conhecimento através da rede. E uma forma global onde isso também se aplica é chamada de Open Course Online, mais conhecidos no Brasil como Moocs, onde os indivíduos concretizam uma formação ou obtêm certificação por meio de Instituições de ensino on-line que oferecem cursos abertos ao público (gratuitos). Exemplos são Cousera, Udemy e Udacity. Empreendedores que compreendem a dinâmica de expandir seus cursos ao público externo geram receitas advindas dos materiais armazenados e já utilizados pelo quadro de colaboradores da empresa, o que reduz tempo e investimento.

 

  1. Crescimento e Difusão do Mercado LMS (Sistema de Gestão da Aprendizagem) fornecedores de softwares (programas) voltados para o e-learning aliados a especialistas na área de recrutamento e seleção de pessoas adentraram nesse mercado e fizeram a indústria crescer significativamente nos últimos anos. Um LMS atende a qualquer empresa ou instituição de ensino que deseje aplicar treinamentos com base em ferramentas tecnológicas de forma rápida e eficiente. Este aumento nas ofertas de e-learning reflete mais concorrências, o que é positivo, uma vez que há mais produtos e serviços oferecidos.

 

CONCEITOS:

 

  • O que é um LMS (Sistema de Gerenciamento da Aprendizagem) sob o ponto de vista corporativo? É uma plataforma que verifica as métricas (monitora acessos) e gera relatórios relacionados ao desempenho dos colaboradores, e que permite que a aprendizagem seja autodirigida, e avaliada periodicamente. Mas conta também com a facilidade de incluir videoaulas para um aprendizado interativo durante os treinamentos on-line, entre outros recursos, porém, convém optar pelo padrão SCORM (Conjunto de normas técnicas para produtos de software e-learning) na produção de conteúdos enriquecedores para cursos on-line.

 

  1. Dados do Google Analytics existe uma tendência chamada big data, que significa megadados em português, a qual atrai muitos setores de negócios e se aplica também ao e-Learning corporativo, pois se baseia no armazenamento de dados e na velocidade com que estes são analisados. Ou seja, as empresas de e-Learning obtêm um rápido retorno sobre o seu investimento. E o Google Analytics é uma ótima ferramenta para acompanhar o tráfego de um site ou plataforma de cursos on-line. Tal recurso num sistema de gerenciamento de aprendizagem (LMS) permite monitorar a participação dos usuários e rastrear métricas específicas como tempo de conclusão das atividades, e ainda saber em que parte do conteúdo, por exemplo, ocorre algum problema de atraso, assim é possível reduzir o downtime (tempo em que o computador fica parado ou trava). Nas empresas de Call Center e as de treinamento on-line é muito comum o ROI (retorno do investimento) por meio do big data, refletido através de um CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente), VoIP (Comunicação de voz sobre redes IP) e LMS (Sistema de Gerenciamento de Aprendizagem).

 

Como você pode perceber, essas tendências são fundamentais para garantir a qualidade dos serviços e produtos ofertados por uma empresa de e-Learning Corporativo, porque envolve praticidade no desempenho das tarefas e maximiza o retorno dos investimentos, e consequentemente, agrega mais valor à empresa e maior competitividade frente a um mercado em permanente ampliação, como é o caso das Startups da Educação no Brasil que elaboram seus projetos utilizando a gamificação a fim de tornar o aprendizado mais dinâmico e menos tradicional e acelerado.

Confira a parte 1 deste post clicando aqui

banner ebook

Categorias