10 dicas para a produção de vídeo online

Está cada vez mais comum utilizar o vídeo como forma de comunicação por ser muito versátil e dinâmico. Seja para assuntos mais sérios ou mais leves, essa ferramenta consegue levar a mensagem para o seu público sem muitas delongas. Basta ter em mente qual será o tema a ser abordado e um bom roteiro. E o melhor: não precisa ser um super profissional para começar a fazer seus vídeos. Anote suas ideias e comece a colocá-las em prática, pois tudo é questão de boas técnicas e muita prática.

Se você já tem um blog, já percebeu que textos são ótimos para transmitir um determinado tipo de conhecimento. Mas, em determinados momentos eles ficam tão extensos que é possível que seus leitores desistam no meio. Isso não quer dizer que seu texto está ruim e sim que esse conteúdo poderia ser abordado de uma outra forma. Hoje em dia temos nossas vidas tão atribuladas que parar por um tempo para ler torna-se uma atividade um tanto quanto penosa. E o vídeo serve para passar informação de forma mais tranquila, mas sem perder a seriedade.

Sabe aquela frase: uma imagem vale mais do que mil palavras? Ela é verdadeira. O vídeo consegue trazer o bom dos dois mundos: o conteúdo e artifícios audiovisuais. Então, se você estiver em processo de produção não se esqueça de ficar atento a relevância de seu conteúdo e de sua estética. Mas fique calmo que falaremos mais sobre isso em nosso artigo, então separe seu caderno e caneta e vamos as dicas.

Dicas para produção de vídeo online

vídeos

Duração

Quando estiver produzindo seu vídeo observe a duração total dele. Apesar serem mais atrativos, o interesse do seu público diminui com o tempo, então aposte em vídeos curtos.

Não confunda vídeo curto com baixa qualidade. É possível, sim, fazer os dois. Basta trabalhar bem a mensagem que você quer passar . Para saber se a mensagem foi passada da forma certa, veja se é possível resumir a ideia em uma frase. Dessa forma, você sabe que foi objetivo e passou a mensagem necessária sem rodear demais em outros assuntos.

Se a duração ainda te preocupa, pense na possibilidade de fazer uma série de vídeos sobre determinados temas. Assim, você mantém a objetividade, mas sem perder a qualidade.

Dica: para que sua gravação tenha dinamismo fale o conteúdo principal logo no começo, desse jeito seu público já sabe o que esperar. Depois aprofunde o vídeo com detalhes. Lembre-se de sempre trabalhar com novidades, pois assim você prende a atenção do seu público com coisas interessantes.

Humanize seus vídeos

Nós, seres humanos por excelência, nos identificamos com o que está mais próximo de nós: outros seres humanos. Então, independente dos assuntos que você aborda em seu vídeo, conte histórias de pessoas que se conectem com o tema. As pessoas se identificam com histórias, isso causa uma relação mais próxima, fazendo com que a visão de glamour do vídeo não seja um impedimento.

Portanto, passe emoção, seja espontâneo e sorria sempre que puder dentro do assunto.

O local é muito importante

Separe um local em que você usará apenas para gravações, isso facilitará o processo como um todo. Não precisa ser nenhum estúdio luxuoso, pode ser uma sala (ou parte dela), mas que seja apenas para gravações. Observe de onde vem a luz e como é a iluminação artificial, isso fará toda a diferença na qualidade do seu vídeo. Não posicione a câmera contra a luz ou de frente a uma janela, isso resultará em uma imagem escura.

Outro ponto que deve ser observado no local é que ele precisa ser silencioso. Imagina que você grava e no fundo fica um burburinho de conversa? Além de ficar com o áudio prejudicado isso passa falta de profissionalismo. Para saber se o local que você irá gravar é o adequado, pense nesses pontos:

O local possui espaço suficiente para o protagonista e os equipamentos sem que fique muito apertado? Tem movimentação de pessoas no local? Se tiver, o ideal é que no momento da gravação as pessoas não passem atrás da câmera.

Se você não tiver os equipamentos, certifique-se que o local tem iluminação adequada.

Dica: faça gravações de teste para ver se está tudo ajustado. Veja a questão da qualidade da imagem e de áudio e se houver algum problema corrija-o para ter um resultado final melhor.

Roteiro

Antes de você começar a fazer o roteiro do seu vídeo, planeje como você imagina que seria ele pronto. Pense em pontos importantes a serem abordados e, com esse planejamento, comece a criar seu roteiro.

Para criá-lo, basicamente, você precisa separar de forma que siga uma ordem cronológica. Em um arquivo detalhe as cenas do seu vídeo, o posicionamento da câmera, as legendas, efeitos e falas. Sendo assim, você tem uma segurança maior no momento de gravar e caso perca a linha de pensamento já sabe onde olhar para voltar a inspiração.

Portanto, tenha sempre em mãos o roteiro e nada de improvisar.

Lembre-se do CTA

Batemos sempre na tecla que o conteúdo é a parte mais importante do seu vídeo, e é. Mas o CTA (call to action ou chamada para ação) é o que fará seu público se tornar LEAD.

Pense bem em como você fará o CTA, tente criar uma ligação entre o conteúdo e o que você está oferecendo. Lembre-se de oferecer algo que seja na mesma linha do seu vídeo, assim fica mais fácil de casar a linha de pensamento sem ficar muito forçado.

Direcione seu público a conteúdos que você possui como e-books, seu site/blog ou mesmo para se cadastrar em seu newsletter. Assim é possível ter o retorno que você espera com seu vídeo.

Câmera

A câmera faz diferença na qualidade da imagem final. Mas se você não tem tempo nem dinheiro para investir em equipamentos, fique calmo. É possível gravar vídeos de boa qualidade mesmo sem câmeras profissionais.

Se você não tiver nenhuma câmera, pode utilizar seu smartphone, por exemplo. Os celulares de hoje possuem uma tecnologia avançada na câmera, tendo uma boa qualidade de imagem. É possível, sim, fazer vídeos de boa qualidade com equipamentos que você já possui. O importante é ter em mente, no caso de você não ter tempo nem dinheiro, usar os equipamentos que você mais tem familiaridade. Para quando puder investir em novos equipamentos saber como manusear, pelo menos, o básico.

Caso você queira saber mais sobre câmeras, veja qual a melhor escolha para seus vídeos em nosso artigo completo.

Quer saber como gravar vídeo em seu celular usando aplicativos? Leia: aplicativo para gravar vídeos: listamos os 13 melhores para você utilizar em seu Smartphone.

Microfone

O áudio é de extrema importância e você deve tomar muito cuidado com ele. É possível que seu público assista um vídeo com a qualidade da imagem nem tão boa. Mas, é muito difícil que assista a um com a qualidade de áudio ruim, isso se dá porque fica extremamente complicado de entender.

Se for uma imagem de uma gravação for ruim, seu público pode fazer outras coisas enquanto assiste (fazer anotações ou procurar por mais informações no seu site, por exemplo). Contudo, com o áudio de baixa qualidade isso não se adequa.

As câmeras, geralmente, possuem um microfone integrado, porém eles não são tão bons. Pois captam o áudio de todo o ambiente (inclusive de ruídos). Nesses casos você pode utilizar seu celular como gravador. Caso já esteja usando-o como câmera é possível pensar em duas opções:

Usar o fone direto no celular que está sendo usado como câmera para que o microfone fique mais perto da boca. Assim o áudio fica mais direcionado, melhorando sua qualidade.

Ou você pode usar outro celular para gravar, assim você tem a certeza que o áudio foi gravado e estará de boa qualidade para a edição.

Se você quiser investir em um microfone para profissionalizar mais seus vídeos, veja nosso artigo sobre o microfone ideal para sua videoaula.

Otimize seu tempo

Com seu local já escolhido, tente mantê-lo organizado. Caso isso não seja possível, organize seu estúdio antes de começar a gravar. Desse jeito você otimiza seu tempo e não precisa fazer paradas desnecessárias para arrumar algum equipamento.

Pense na disposição de câmera, microfone, luz e o posicionamento do apresentador. Isso fará com que seja mais fácil achar um enquadramento e foco, sem ter de toda hora mexer em algo para reorganizar.

Dica: tenha sempre em mãos seu roteiro, isso ajudará em momentos em que der um branco no conteúdo. Se você achar necessário pode prender o roteiro próximo a câmera, assim quando precisar pode olhar sem dar muito na cara. E, caso você ache melhor, existem aplicativos que simulam um teleprompter (ferramenta muito utilizada por apresentadores, em que o roteiro é passado em uma tela para que seja acompanhado na leitura).

Pense na edição

A edição serve para deixar o vídeo mais dinâmico e fácil de consumir. E todas as gravações necessitam de uma edição, seja para qual tipo de mídia será designado. Mesmo que você tenha familiaridade com a câmera. Pois existem momentos que paramos para pensar, erramos a fala ou mesmo o equilíbrio de branco não estava correto.

Se você é usuário novato pode utilizar o movie maker que é uma ferramenta de fácil uso para quem está começando. Se já possui um conhecimento prévio, pode utilizar a própria ferramenta que o YouTube disponibiliza para a edição ou o Adobe Première. Veja com qual ferramenta que você mais se adapta para facilitar o processo.

Atente-se ao SEO

Apesar de vídeos serem ótimos, o SEO não consegue ler seu conteúdo. Dessa forma não é possível ter seu site ou curso ranqueado pelo Google apenas por sua videoaula.

Para dar uma atenção maior ao SEO, pense em títulos que sejam relevantes e despertem o interesse em seu público. E, é claro, o título precisa estar diretamente ligado ao conteúdo. É possível, também, pensar em conteúdos além do vídeo para agregar seu material. Seja transcrevendo o que foi falado em seu curso, textos complementares ou mesmo comentários.

Dica: tente resumir seu vídeo em uma frase e com ela crie um título chamativo, assim você converterá muito mais. Dessa forma você poderá ganhar peso extra com isso.

Agora que você já anotou todas as nossas dicas para colocá-las em prática, vamos fazer uma síntese para que você tenha uma melhor compreensão:

  • Nada de vídeos muito longos, seu público perde o interesse com o tempo. Lembre-se menos é mais.
  • Para evitar a robotização do conteúdo passe emoção e conte histórias.
  • Dê uma atenção maior no local em que será feito a gravação. Deve ser um espaço reservado para isso.
  • Pense e crie o roteiro para que seja suporte de sua linha de pensamento.
  • Crie um chamado para a ação para converter seus clientes.
  • Se você não tiver uma câmera ou não puder investir em uma inicialmente, use seu smartphone.
  • Tenha muito cuidado com o áudio. Utilize seu celular (e o fone) para fazer a gravação. Assim seu áudio sai com uma qualidade melhor.
  • Tempo é dinheiro, então otimize-o. Antecipe as coisas para que posteriormente você não perca seu tempo.
  • Edite seu vídeo para deixá-lo mais dinâmico.
  • Trabalhe o SEO para que seu negócio seja ranqueado e tenha notoriedade.

Conclusão

E que tal agora colocar a mão na massa? As dicas servem para que você tenha um parâmetro de por onde começar. Mas você só terá certeza de que precisa de mais informações ou aprofundamentos em determinadas fases do processo quando produzir. Assim, o progresso de suas gravações vai acontecendo com o tempo. A cada produção você verá a melhora da qualidade e da familiarização com ferramentas e equipamentos.

Então, separe seus equipamentos, um local adequado e pense na mensagem em que você quer passar. Estude bastante sobre o tema que você irá abordar e pense nas possibilidades de adaptação do conteúdo (seja em formato de vídeo ou texto para o SEO).

Viu como produzir conteúdo em vídeo não é um bicho de sete cabeças? Basta ter um pouco de paciência para aprender a cada produção. Gostou de nossas dicas? Deixe um comentário falando o que achou. E se tiver alguma dúvida, mande para a gente que vamos esclarecer!

CTA ebook cursos online

ebookcursos-online


Categorias