aprenda atenção do público em sua video aula

Aprenda a manter a atenção do público em sua videoaula

Passar o seu conhecimento adiante é um desafio, ainda mais em um universo online quando você não recebe o feedback imediato do interlocutor.

Conquistar uma audiência é algo complexo, mas existem alguns truques para fazer você manter a atenção do público em sua videoaula.

Por mais que o público que vá consumir o seu conteúdo já tenha adquirido seu curso, é importante se preocupar como ele vai receber a sua videoaula e quanto ele irá absorver do conteúdo passado. O feedback é essencial para que seu curso online seja um sucesso. A atenção é proporcional à absorção de conteúdo, ou seja, quanto mais engajado ele estiver em seu vídeo, mais ele irá aprender e, com isso, as chances dele fazer a propaganda boca a boca aumentam.

Como roteirizar sua vídeo aula

Ninguém merece aquele professor, que certamente você já teve, que fala do começo ao fim da aula no mesmo tom de voz e no mesmo ritmo. Pode não parecer, mas criatividade é a alma do negócio, faça uma aula pela qual você se interessaria do começo ao fim, imaginando ser o seu público alvo. Criar uma relação com a audiência é um jeito de manter ou retomar a atenção, seja por humor ou com surpresa.  

Quando você vai ao cinema tem aquele aviso antes de começar o filme: “mantenha o celular desligado”. Experimente utilizar este aviso no começo dos seus vídeos com uma frase impactante e um desafio, para fisgar o aluno logo de cara, como: “fique longe do celular durante esta vídeo aula, pois você vai se lambuzar com as maravilhas que vamos fazer na aula de culinária de hoje e pode acabar perdendo o ingrediente que vai mudar o seu conceito de delicioso”.

Identificar o perfil dos seus alunos é essencial para desenvolver o conteúdo e principalmente para prender a atenção deles. Se imagine dando um curso de culinária para jovens de 15 a 25 anos, boa parte deles nunca viu Ana Maria Braga na vida e as referências que for utilizar durante a aula para torna-la divertida não vão funcionar tão bem quanto as referências do canal do YouTube Ana Maria Brogui, que possui uma linguagem mais adequada a este recorte de público.

Leia também: Dicas rápidas para criar conteúdos para cursos online

O ser humano tende a ficar entediado muito fácil e quando isso acontece a atenção se volta para outro lugar, seja para os afazeres do dia a dia ou para o celular que insiste em piscar com notificações das redes sociais. Os professores de cursinho, principalmente, são ótimos em transformar situações chatas e de difícil absorção em coisas divertidas, que se tornam marcantes durante a aula. Um exemplo são aquelas fórmulas chatas de física: D=V.T, que, a não ser que você tenha se especializado nessa área, nunca vai saber do que se trata, mais vai lembrar que “Deus Vê Tudo” para montar a equação. Essas artimanhas quebram a expectativa do aluno de uma aula chata e cria uma nova experiência com uma ligação positiva com o professor, que vai ser lembrado por ele durante muitos anos.

Ter em mente quais os objetivos a serem alcançados com sua vídeo aula é essencial para ter a certeza que o seu aluno irá receber todo o conteúdo. Tendo em mente este planejamento, utilize-se do gerenciamento de expectativas. Como um bom mágico, tenha certeza que seu público esteja atento ao grand finale. Em uma aula de culinária, diga durante a preparação que você possui um ingrediente especial que vai dar um toque diferente no sabor, mas que esta especiaria é secreta e que você só irá passar ao final do vídeo.

Algumas séries utilizam-se do artifício de gerar uma expectativa para garantir que o espectador irá ficar até o final, como é o caso de How I Met Your Mother (Como Eu Conheci A Sua Mãe), no qual os roteiristas criam a expectativa e levam nove temporadas para contar como o personagem principal conhece a mulher da sua vida. Mas tenha certeza de entregar o que prometeu, os fãs de Lost receberam várias pontas soltas durante o decorrer da série e o final não entregou o que boa parte deles esperava. Trocando em miúdos, cuidado para que o seu “ingrediente especial que vai dar um toque diferente no sabor” não seja apenas sal a gosto.

O segredo da edição da videoaula

Seja no cinema ou na televisão, quando um enquadramento fica de 5 a 7 segundos sem movimento do objeto principal ou sem algo interessante acontecendo, as pessoas tendem a parar de prestar atenção. Repare nos próximos filmes e novelas que você for assistir, existe um jogo de câmeras para trocar a conversa de um personagem para outro ou uma troca de câmera com um ângulo diferente após três frases do personagem principal.

Isso também vale para a vídeo aula. Sabemos que em uma aula presencial, um professor falando do mesmo jeito do começo ao fim do vídeo torna as coisas chatas e maçantes. Na vídeo aula é a mesma coisa. Você não precisa de duas câmeras, apenas aproximar e afastar o enquadramento do seu rosto na edição com uma mudança no tom de voz vai ajudar a dar um novo ritmo para seu curso online. Se você souber editar (ou possui alguém que vai fazer este trabalho para você), abuse da pós edição. Utilize-se de geradores de caracteres e animações para que ele não fique linear.

Invista em qualidade

Por melhor instrutor que você seja, por melhor o seu conteúdo seja, por melhor que seja a sua sacada, você não vai conseguir prender seus alunos se a qualidade de captação de vídeo e áudio e até mesmo a edição forem ruins. Você corre o risco de perder a atenção dele logo no começo do curso, pois ele vai pensar da seguinte maneira (e temos certeza que você pensaria assim também): “nem a qualidade do vídeo é boa, não dá pra entender o que a pessoa está falando, esse cara não vai ter um conteúdo bom para me oferecer”.

CTA Ebook Promover

Banner_Ebook-Planejar-promover-cursos-online_Eadbox

Categorias