reduzia

Criar conteúdo para cursos online é fácil

Produzir e criar conteúdo para cursos online se tornou algo desmistificado, passou a ser algo comum e que muitas pessoas estão colocando em prática. Cada vez mais as pessoas estão buscando aperfeiçoamento e conhecimento via plataformas digitais, e o mesmo acontece com as empresas que procuram uma melhora constante de seus funcionários.

Produzir seu próprio conteúdo pode ser mais trabalhoso do que terceirizar esse serviço, mas você consegue fazer com a mesma qualidade e ainda por cima deixar sua marca durante o processo. Ninguém nasce sabendo empreender, mas com o tempo e a prática você conseguirá fazer isso melhor do que ninguém.

 

Se você entrou para ler este Artigo, também vai gostar do Webinar Como Criar Cursos Online Gastando Pouco;

perdomoenilson

Um dos primeiros passos para começar a criar conteúdo é saber quais são as plataformas disponíveis para inserir seu conteúdo e quais fatores devem estar presente na sua criação. Para um melhor resultado, é importante que a plataforma de sua escolha consiga suportar uma estrutura de vídeos completa e profissional, tenha ótima transmissão de vídeos em tempo real e sistema de gestão de aprendizagem, como por exemplo, o LMS (Learning Management System), e também seja capaz de suportar personalização, capacidade de integração, fóruns e certificação automática.

ferramentas2

 

Ferramentas

Todas essas ferramentas são importantes para gerar conteúdos online, entenda melhor cada uma delas:

Estrutura de vídeos completa e profissional: é importante ter uma estrutura capaz de trabalhar com videoaulas, para isso é fundamental que a plataforma possua uma excelente base para o funcionamento de vídeos de forma simples e profissional;

Transmissão de vídeos em tempo real: essa é uma ótima oportunidade para explorar assuntos mais específicos, avaliar opiniões, tirar dúvidas e estimular a interação entre aluno e o professor;

LMS completo e intuitivo: o Learning Management System (LMS) é um sistema de gestão de aprendizagem e com ele é possível disponibilizar diversos recursos que colaborem para o entendimento dos seus alunos. Se esse sistema for de fácil compreensão e mais intuitivo melhor ainda;

Personificação: customize a sua plataforma, coloque cores, crie logo, conteúdos e estrutura para gerar melhor interação com seus alunos. Se você souber trabalhar bem com o visual da sua plataforma em conjunto com o treinamento online, é capaz de influenciar de forma positiva no sucesso de aprendizagem dos alunos;

Integrações em uma plataforma de EaD: é fundamental que a plataforma seja capaz de adaptar às demandas e necessidades de seus clientes com a interação de sistemas e aplicativos externos. O ideal é que a plataforma seja adaptada ao cliente e não o inverso;

Fóruns: esse é um elemento indispensável quando se trata de ensino à distância, pois ele incentiva o compartilhamento de informações e conteúdos relevantes entre os alunos e professores, o que estimula a troca de experiência e melhora o ambiente. Dessa forma fortalecendo a necessidade de debates e discussões sobre os temas tratados no curso;

Certificação automática: gerar certificados de forma automática pode fazer com que você economize tempo e dinheiro. Você pode criar parâmetros personalizados que sejam cumpridos pelo aluno e o mesmo recebe o certificado de forma automática pelo sistema, isso pode ser verificado a partir de desempenho em avaliações e frequência.

 

10 ferramentas para gravar e editar suas vídeo aulas

 

Além dessas ferramentas, também é necessário a utilização de algumas mídias interativas, como por exemplo, as videoaulas. Se elas forem produzidas de forma eficaz, é possível que os alunos criem maior interação devido aos estímulos audiovisuais. Sendo possível agregar gráficos, animações, slides e sons para aumentar a interatividade, motivação e o engajamento dos alunos ao conteúdo.

O ponto chave do conteúdo ser apresentado de forma online é a flexibilidade oferecida, pois o aluno pode estudar a hora que quiser, podendo interromper e voltar aos seus estudos no momento que achar apropriado.

Outro ponto positivo de ser um aprendizado personalizado é que esse tipo de ensino aceita que cada um aprenda de uma maneira diferente, uns são mais rápidos que os outros, alguns precisam de mais referências para entender determinado conceito e para assimilar o conteúdo apresentado e outros precisam de algumas técnicas para  um conteúdo específico, isso mostra que cada um absorve o conteúdo de uma maneira.

Ou seja, podemos afirmar que com as videoaulas é mais fácil e simples absorver conteúdo, por isso muitas empresas e instituições optam por esse sistema, pois oferece possibilidade de expandir a atuação da instituição e ampliar o número de alunos.

 

 

Dicas de gravação

Young beautiful hipster woman with an old retro camera.

Para que a produção de vídeo seja feita de maneira correta e com qualidade, segue algumas dicas de como gravar suas videoaulas, transmissões ao vivo e webinars:

 

– Utilize uma linguagem apropriada com o seu aluno

Antes de gravar uma videoaula lembre qual é o seu público alvo e use a linguagem adequada para se comunicar com ele. Muitas vezes se você utilizar gírias ou um vocabulário muito técnico e refinado pode acabar comprometendo a qualidade da sua videoaula, além de não atingir o seu público ou a faixa etária pré-definida. Não deixe isso se tornar um obstáculo entre você e seu público.

 

– Seja sempre objetivo

Se coloque no lugar dos alunos e tente focar nas informações que deseja transmitir enquanto estiver produzindo o conteúdo. Não enrole durante a transmissão do vídeo, seja claro, objetivo e direto e assim conseguirá engajar seus alunos do curso online com esse conteúdo.

 

– Escolha um ambiente agradável e silencioso

Cuide com os ruídos, pois é fundamental ter cuidado na hora de gravar um vídeo ou fazer uma transmissão ao vivo. Procure gravar suas videoaulas em lugares calmos, silenciosos e em horários de pouco movimento para que não haja ruídos ao fundo da gravação e com isso não coloque em risco a qualidade de seu conteúdo. Se o áudio estiver ruim é provável que você acabe desestimulando o aluno a continuar, verifique se o volume esta bom ou se é necessário fazer alguma alteração antes do inicio da gravação, seja prevenido.

 

–  Tenha cuidado com o fundo do vídeo

Procure gravar em um local com fundo limpo e organizado, fuja da bagunça. Procure sempre prestar atenção ao fundo que você está gravando, isso é de extrema relevância para a produção de conteúdo para cursos online. Isso porque o aluno pode acabar se distraindo com as formas dependendo da cor ou formato (menos é mais), podendo ameaçar o processo de aprendizagem. Lembre-se: muitas vezes a empatia gera bom senso, coloque-se no lugar do aluno.

 

– Pense na iluminação

Uma boa iluminação é fundamental para a produção de conteúdo do seu curso online, mais especificamente as videoaulas. A luz é algo que é necessário prestar muita atenção, pois a luz natural é muito diferente da artificial, logo será necessário investir em um equipamento básico ou contar com o clima para a produção do vídeo.

Além dessas dicas é importante pensar em quais equipamentos são necessários para essa produção, que não são muitos. Basicamente você vai precisar de um microfone, uma câmera e um computador, porém cuide na hora de realizar a compra. Também é importante conhecer alguns programas que fazem gravações e edições de vídeo.

Ao escolher uma câmera você tem duas opções e a sua decisão vai depender de quais recursos você vai utilizar para produzir os vídeos. Você pode comprar uma profissional que pode sair um pouco mais cara, porém com melhor qualidade, lembrando que ela é peça essencial para realizar as gravações. A outra opção é comprar uma semiprofissional, que pode garantir uma qualidade quase tão boa quanto a profissional, mas os preços são bem mais baixos.

No caso do microfone, não conte com o da câmera, pois pode não ser bom o suficiente. Muitos microfones de câmeras não são para gravações desse nível, o áudio pode ficar muito baixo e abafado e muitas vezes até incompreensível. Para que não tenha problemas, invista em um microfone bom, preferencialmente um microfone de lapela devido ao custo benefício e por captar somente a voz da pessoa que fala próximo ao aparelho, o que basta para esse caso específico.

Depois de passar por todas as etapas da produção do conteúdo online acima, é importante pensar com muito cuidado sobre o tema escolhido. Isso faz toda a diferença em qualquer situação, ainda mais quando é um conteúdo online no qual deve-se fazer com que o aluno fique focado a maior parte do tempo e consiga entender o que esta sendo ensinado.

 

Crie Video-Aulas profissionais sem sair de casa 

 

Produção

criando-logotipos-do-inicio-ao-fim-shutterstock_144561377

 

Agora é hora de pensar na etapa mais importante, a produção do conteúdo. Vamos por etapas:

 

1 – Análise de conteúdo

A primeira etapa envolve decidir quais informações seriam mais relevantes para o curso e qual será alcançado através de uma verificação de conteúdo. Ao colocar todo o conteúdo em uma planilha, os produtores podem facilmente determinar qual conteúdo excluir, qual deve ser atualizado, e qual deve ser reorganizado para tornar o conteúdo ainda mais rentável. Alguns conteúdos podem até inspirar novas ideias.

Após organizar os conteúdos, é importante dividir em relevantes e adicionais, assim eles podem ser adicionados de acordo com as necessidades, quando os alunos já estiverem acostumados com o novo conteúdo e quiserem aprender coisas novas os materiais já estarão prontos, só é necessário realizar nova postagem.

Dessa maneira você evita ficar sobrecarregado tendo que criar conteúdo novo de uma hora para outra, garanta seu conteúdo e mostre que você possui toda a informação necessária para concluir o curso sem preocupação.

 

2 –  Objetivos de aprendizagem

Determinar os objetivos de aprendizagem é fundamental para te ajudar a definir o que será incluído e o que será excluído do conteúdo de seu curso online. Esses objetivos de aprendizagem funcionam como um guia para começar a pensar como será a ordem e estrutura do seu curso. Infelizmente muitas vezes deixamos isso de lado e focamos somente na produção de conteúdo, uso da mídia social e da tecnologia.

Para saber se os seus alunos estão aprendendo com o seu curso é possível fazer uma classificação definida por níveis, são eles: conhecimento, compreensão, aplicação, análise, avaliação e criação. Antes de definir os objetivos reais, é necessário decidir quais níveis são relevantes para o curso e escrever quais são eles de forma organizada.

 

3 – Escolher o formato

Alguns cursos apresentam apenas um formato básico, enquanto outros devem ter um formato mais avançados e trazer interatividade com os meios de comunicação. Para fazer essa escolha é necessário pensar no tipo de conteúdo, na infra estrutura de tecnologia disponível, no orçamento, no público alvo e no contexto do curso. Existem três formatos principais:

Leia e clique: esse formato deve caracterizar o texto, algumas imagens, áudio e alguns questionários básicos. Produzir um curso desse tipo é fácil e rápido, normalmente sem módulos interativos e com mínima produção gráfica;

Aprendizagem interativa: a melhor maneira de fazer isso é adicionar perguntas de diversos formatos dentro do questionário. Interações mais complexas tendem a demorar mais tempo, mas ainda assim são possíveis com o uso da maioria das ferramentas de criação. Os cursos de aprendizagem interativa geralmente usam mais os meios de comunicação do que a leitura, e muitas vezes incluem vídeos;

Simulação: este tipo altamente interativo de curso online envolve uma variedade de gráficos, vídeo, áudio e cenários. Este nível oferece ao aluno o maior grau de interação, incluindo simulações, avatares, jogos e etc.

 

4 – Ferramentas variadas

Além de escolher o formato, também é importante utilizar algumas ferramentas multimídia que são de extrema importância na fixação de informação para o melhor desempenho dos alunos. Ao criar o conteúdo é importante diversificá-lo e separar por tipos de formatos, dinamizando as aulas e criando oportunidades diferentes de aprendizado. As ferramentas mais utilizadas são: fóruns, videoaulas, teleconferências, chats, slides, plantões de dúvidas, podcasts, material de apoio e artigos.

 

5 – Planejando o curso

Primeiramente é necessário definir o que você esta querendo alcançar, por exemplo, se o curso online vai complementar as aulas presenciais, e como essas aulas serão inseridas no curso. Tenha em mente qual o tamanho total de cada aula, sendo que elas não devem passar de 20 a 30 minutos para manter os alunos interessados, lembre-se: separe por módulos os conteúdos, seja claro e não perca tempo falando sobre o que não precisa.

 

6 – Otimize seu tempo

A flexibilidade é um dos pontos mais positivos dentro da criação de cursos online, pois hoje em dia é algo precioso. Criar um material com conteúdo diferente, de fácil acesso, completo e capaz de trazer dados e informações que continuarão relevantes por um bom tempo não é algo simples. Além disso você oferece ao seu público ferramentas variadas de suporte online, que servem de apoio, fixação e acompanhamento, otimizando o aprendizado e aumentando e eficiência do seu curso.

 

7 – Desenvolvendo o curso

Na fase final da criação do curso online, é necessário escolher qual o melhor método para apresentar o conteúdo aos alunos, confirmando que todas as atividades serão apresentadas ao final de cada módulo. Só é necessário ter um sistema sólido com uma sequência de análise lógica, design, desenvolvimento, aplicação, implementação e avaliação. Além disso é necessário fazer uma roteirização desses conteúdos, leve em conta:

– Conteúdo a ser propagado e qual o público-alvo;

– Exposição da informação e formato (sempre pense em dois formatos: pdf e videoaula, teleconferência e videoaula disponível, etc);

– Revisão a cada mudança de tema;

– Exercícios de fixação e revisão que podem oscilar entre questões abertas e fechadas;

– Participação de Fóruns a cada término de módulo;

– Opinião sobre artigo;

– Participação em chats (sempre que possível).

 

8 – Avalie os alunos e faça um acompanhamento com eficácia

Levando em consideração os conhecimentos e exigências para o sucesso daqueles que utilizarão o seu curso online e para garantir a fixação e eficácia do conteúdo, é necessário pensar em formas de avaliar o seu progresso. Para isso, na hora de criar o seu conteúdo, pense também em incluir métodos de acompanhamento, como:

– Criação de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA);

– Comunicação direta com os alunos através de chats e videoconferências;

– Comunicação entre alunos (fóruns);

– Métodos avaliativos;

– Materiais de apoio (áudio, escrito).

 

9 – Reconheça os resultados

Peça e absorva feedbacks sobre o conteúdo para seus alunos e o público em geral. Afinal, ninguém melhor do que eles para saber o que está funcionando ou não, para onde se pode caminhar, pontos a melhorar, etc. Abra um canal de comunicação direta com eles e mostre-se receptivo, adotando sugestões sempre que elas fizerem sentido e realmente agreguem valor ao seu conteúdo.

 

A metodologia deve ir ao encontro da linguagem do seu público alvo e manter-se inserida na realidade dos profissionais e mercados aos quais você quer se dirigir, se fizer um curso online para um determinado nicho, como publicitários ou profissionais de marketing, use os jargões conhecidos e expressões comuns da área. O objetivo é fazer com que a informação seja recepcionada de forma clara e compreensível para todos, então, nada melhor do que se adequar à realidade do seu público.

Após finalizar a produção é importante dividir os conteúdos em partes que façam sentido, pois dessa forma os alunos vão entender melhor as aulas módulo, passando pelos processos de aprendizagem e realizando os exercícios necessários para colocar em prática todas as habilidades e conhecimentos que estão sendo ensinados no curso. Agora coloque em prática todos essas ferramentas e você estará pronto para produzir seu conteúdo da melhor maneira.

CTA Trial

Banner_Testar-Grátis-Eadbox

 

 

TOP 50 Livros de Negócios e Marketing para quem cria cursos

tumblr_mzgf80xud31stoq5to1_500

Categorias