Saiba como fazer uma apostila de treinamento em 5 passos

Montar uma apostila de treinamento demanda tempo, mas os benefícios adquiridos são compensadores. Além de não demandar grandes custos, fazer uma apostila de treinamento agrega muito valor aos cursos online, pois facilita a aprendizagem e se torna um material de apoio, enriquecendo o conhecimento e se aproximando do público. Continue lendo o post e saiba como fazer uma apostila de treinamento em 5 passos eficientes.

Você também pode gostar – Como Criar Conteúdos de Baixo Custo para Cursos de Graduação à Distância

como fazer uma apostila de treinamento

1° Passo: Defina seus objetivos

Decida qual é o seu objetivo com o material. Ele será para capacitação técnica, aperfeiçoamento comportamental ou de instruções preparatórias? É necessário decidir aonde você quer chegar, para depois começar a trilhar seu caminho.

2° Passo: Planeje o conteúdo de acordo com a dificuldade

Quanto maior o grau de dificuldade para a aprendizagem, maior deverá ser a capacidade de autoexplicação presente no material. Assim como os recursos visuais, como imagens e infográficos presentes, claro, sem sobrecarregar o leitor.

É necessário ir ambientando o usuário aos poucos. Assim como um filme de mistério que possui várias sequências e a cada cena um pouco do mistério é desvendado, dessa maneira os estudantes vão aprendendo aos poucos sem ficarem assustados com a extensão do material.

3° Passo: Facilite a busca por informações

Na hora de pensar em como fazer uma apostila de treinamento, pense sempre em primeiro lugar em quem usará esse material de suporte.

Trabalhe com um índice de fácil entendimento. Isso ajuda que durante o estudo, se for preciso, o usuário conseguirá voltar ou avançar para sanar alguma dúvida.

4° Passo: Crie interações

Deixe partes em branco para serem completadas pelo usuário, através de pequenos quiz ou testes. Esses espaços podem se tornar pontes entre o conteúdo já aprendido e o próximo, fazendo que o estudante lembre-se mais rapidamente da informação, já que ela foi concluída a partir do seu esforço.

Além disso o usuário se torna mais próximo e mais atencioso para com o material disponível.

Elabore também um espaço para ser utilizado como anotações, assim o aluno pode sintetizar o assunto com suas próprias palavras, o que ajuda e muito no momento da retenção da informação.

5° Passo: Diagramação faz a diferença

Diagramação é o estudo detalhado sobre como organizar um determinado conteúdo em um espaço, e sim, isso é muito importante na hora de pensar em como fazer uma apostila de treinamento.

Deixar as informações avulsas na sua apostila de treinamento é mais do que feio visualmente, é confuso e prejudicial ao ensino. Tenha sempre em mente que é necessário deixar o material atrativo sem perder o foco do ensino.

Intercale informações como infográficos, textos e imagens sem sobrecarregar o leitor. É necessário usar os seus recursos com moderação, mesmo quando falamos de imagens, pois uma sequência muito grande pode se tornar desinteressante visualmente, fazendo com que o leitor simplesmente pule o conteúdo. E acabar por vezes perdendo alguma informação importante que estava ‘’perdida’’ no meio de tantas imagens.

Talvez você goste – Aprenda hoje como gerir os alunos de cursos online

Esse post foi útil para aprender como fazer uma apostila de treinamento? Nos conte nos comentários!

CTA Trial

trial

 


Categorias