comunicacao-corporativa-externa

Conheça as diferenças entre a comunicação corporativa externa e interna na hora de definir as estratégias6 min read

A comunicação é essencial para o sucesso de uma empresa, seja qual for a área de atuação e tamanho. Assim, existem inúmeras formas de trabalhar com a comunicação – externa, com clientes, fornecedores, investidores, concorrentes e mercado em geral, ou interna, com seus colaboradores. Aqui, explicaremos com maiores detalhes como funciona a comunicação corporativa externa e a interna, qual a importância dessas formas de relacionamento e como aplicá-las.

O mercado, com o passar dos anos, atualiza o seu formato de consumo. Assim, os consumidores, fornecedores e demais públicos interessados na empresa também têm a sua percepção e hábitos alterados. Portanto cabe à empresa entender e se adaptar a essas mudanças da melhor maneira possível. Uma dessas formas é investir de maneira certeira na  comunicação corporativa externa.

Isso acontece porque todos aqueles que possuem alguma ligação com a empresa recebem e armazenam em sua memória todas as informações sobre a marca ao longo dos anos. Esse conhecimento é transmitido via canais de comunicação – anúncios na televisão, notícias na imprensa, publicações em redes sociais, entre outros. Ao unir essas informações, o mercado opta por aquele serviço ou produto que, para ele, parece ser o melhor disponível. Assim sendo, cuidar e prestar atenção na comunicação corporativa externa, que ultrapassa as fronteiras da empresa, é essencial.

– Você também pode se interessar por: Comunicação empresarial interna: saiba qual a melhor estratégia para fazer a sua

comunicacao-corporativa-externa

Quais são os grupos de interesse para a comunicação corporativa externa?

Ao pensar em fazer ações de comunicação corporativa externa, é preciso pensar para quem elas serão direcionadas. Enquanto a comunicação interna corporativa possui um grupo mais seleto de pessoas, afinal, é voltada apenas aos gestores e colaboradores de todas as áreas, a externa possui um maior público. Os principais exemplos dos grupos de interesse da comunicação corporativa externa são:

  • Clientes;
  • Prospects ou clientes em potencial;
  • Investidores;
  • Fornecedores;
  • Parceiros;
  • Acionistas ou shareholders.

Essa separação de públicos mostra que a comunicação externa também possui um papel amplo e trabalhoso. Afinal, não é possível oferecer o mesmo material aos clientes, aos prospects e aos fornecedores, por exemplo.

Aos prospects é importante enviar materiais que conquistem a confiança e os convertam em clientes. Aos clientes, o ideal é manter o relacionamento e fortalecê-lo. Já com os fornecedores o foco é totalmente diferente. Assim sendo, a comunicação também deve se adaptar de acordo com o receptor das mensagens.

– Veja também: Conheça seu mercado com ferramentas de pesquisa online

O importante papel da comunicação corporativa externa

Resumidamente, a comunicação corporativa externa tem como objetivo construir, melhorar e manter a imagem de uma marca. Assim sendo, é o processo que se estabelece entre a empresa e a opinião pública.

Nesse cenário, o profissional de relações públicas desempenha um papel essencial. É ele quem comanda a equipe e deve oferecer atendimento especial para cada setor do público. Ainda, é quem entende melhor o que se passa com cada grupo do mercado e possui sugestões para oferecer mensagens que realmente captem a atenção do receptor.

Como o grande objetivo da comunicação externa é promover a empresa, ela deve se fazer presente no plano de marketing das marcas. Assim, ao colocar em prática quaisquer ações que sejam voltadas ao interesse público, elas precisam passar pela equipe de marketing e relações públicas, que devem aprová-las com cautela. Afinal, são essas mensagens que chegarão ao público, seja ele cliente, fornecedor, investidor, etc.

Fortalecendo a imagem da empresa

Ter uma empresa bem quista no mercado significa oferecer boas soluções de comunicação – interna e externa. A comunicação interna bem trabalhada faz com que a empresa tenha uma equipe coesa, motivada e engajada. Essas ações refletem na produtividade e, consequentemente, na qualidade dos serviços e produtos oferecidos. Assim, a boa comunicação interna mexe de maneira indireta com a imagem da empresa frente ao mercado.

Já a comunicação corporativa externa é uma ação direta para o mercado. Assim, o ideal é investir nas ações de comunicação interna e externa para fortalecer a imagem da empresa como um todo.

Para isso, é importante que a instituição atualize-se no mercado e entenda onde está o seu público. Hoje, a maioria das pessoas possui um perfil em redes sociais e utiliza a internet diariamente, por exemplo. Assim sendo, cabe à empresa entender essa situação e utilizar essa tecnologia a seu favor. Como? Investindo em sites qualificados, bons perfis em redes sociais, ações de e-mail marketing personalizados para fortalecer o relacionamento com todos os seus públicos, entre outros.

Os principais desafios enfrentados pela comunicação corporativa externa

A comunicação corporativa externa é essencial. Ponto. Porém, ela também traz consigo desafios e obstáculos a serem superados diariamente. Isso acontece porque a comunicação externa é a grande responsável por gerar a opinião pública sobre a marca. Essa opinião pode definir o sucesso ou a falha de uma organização. Uma ação mal cuidada, palavras mal ditas, práticas imorais, entre outros, podem gerar rejeição do público.

Assim, para acertar em cheio nas suas ações de comunicação externa, mantenha os profissionais responsáveis atualizados sobre os assuntos do momento e saiba como abordar o seu público de maneira criativa e impecável. Ao realizar uma ação externa, é importante que a instituição tenha bem definido a maneira a qual deseja ser conhecida pelo público.

Colocando em prática as ações de comunicação externa

Por fim, entende-se que a comunicação corporativa externa e a interna são essenciais para o sucesso de uma empresa. Alinhadas aos mesmos objetivos e bem trabalhadas, elas fazem com que haja uma maior motivação e engajamento da equipe e também auxiliam na melhora da imagem empresa frente ao mercado.

Também, conclui-se que, para a empresa ter sucesso nesses dois formatos de comunicação, deve adaptar-se e atualizar-se. Para isso, é importante conhecer e investir em ferramentas tecnológicas que auxiliam na comunicação interna e externa.

Nesse cenário, os profissionais de comunicação, relações públicas, gestores e outros envolvidos devem investir de maneira contínua no acompanhamento e aprendizagem. A tecnologia e o formato de consumo mudam com frequência e é importante saber como aproveitar isso.

Já conhecia as diferenças entre a comunicação corporativa externa e a interna? Realiza ações de comunicação exclusivas para cada fatia do seu público? Deixe seu comentário!

CTA Produtividade

banner ebook produtividade

 


Categorias