DRM

DRM: entenda o que é essa tecnologia

Você já ouviu alguma vez o termo DRM? Essa é uma sigla para Digital Rights Management, que podemos traduzir para o português como Gestão de Direitos Digitais ou GDD. Mas o que isso quer dizer?
Esse conceito está atrelado a produtos de conteúdo digital, como e-book, filmes, músicas, fotografias e todo tipo de material que é vendido pela internet e que é protegido por direitos autorais.

 

drm

 

Como o DRM funciona?

O objetivo do DRM é o controle e proteção dos materiais de conteúdo digital criados por autores e disponibilizados para compra online. São regras e políticas de uso que determinam o que pode ser feito depois que o material é adquirido.

Os direitos sobre aquele material continuam sendo do autor que o criou. Portanto, o DRM restringe o uso, cópia e manipulação do material.

Quando você realiza uma compra online desse tipo de produto digital – de criação autoral – o DRM está vinculado. As regras variam de acordo com o que determinado por quem detém os direitos sobre a obra. É através dessa tecnologia que os criadores e as empresas por trás desses conteúdos conseguem assegurar que eles só serão disponibilizados através da venda direta, pelos canais oficiais.

Da mesma forma que existe uma série de medidas de proteção para que não haja, por exemplo, pirataria dos CDs vendidos pelas gravadoras. O DRM existe para garantir que o material digital vendido não seja pirateado, revendido, alterado ou utilizado de maneira incorreta.

Veja mais: o que é esse tal de copyright?

Se, por exemplo, você comprou um filme online, gostou e quer fazer uma cópia para um amigo, ele não conseguirá acessar o conteúdo, por conta do DRM. Pode ser que você nem mesmo consiga fazer essa cópia.

Mas se eu compro um material, não posso fazer o que quiser com ele?

Esse tipo de tecnologia pode ser vista muitas vezes de forma negativa por alguns usuários e consumidores. Mas a verdade é que ela é muito justa, principalmente se nos colocarmos no lugar de quem criou aquele material.

Pense na seguinte situação: você resolve escrever um livro. Gasta muitas horas nesse projeto, fica noites sem dormir, depois de muitas tentativas consegue uma parceria com uma editora para venda online do seu livro. Ele finalmente será lançado!

A parceria começa bem, algumas cópias online são vendidas já no dia do lançamento. Porém, alguns dias depois as vendas estacionam. Depois de uma reunião com a editora, você resolve ir tomar um café e se depara com alguém lendo uma cópia impressa do seu livro. Mas como isso é possível se ele só é vendido online? Essa pessoa teve acesso ao seu trabalho sem pagar por ele, pelo menos não para você.

Veja também: monetização do conhecimento: saiba como fazer

É para evitar esse tipo de situação que o DRM existe. Quando compramos um material físico, como um livro impresso ou um DVD de um filme, estamos acostumados a poder emprestar ou revender. Por isso o DRM pode gerar um pouco de resistência. Mas temos que pensar que o autor tem direito de proteger sua obra contra uso ilegal e cópias não autorizadas.

Para se assegurar, sempre leia os termos e licenças de uso do conteúdo digital que você está pensando em comprar. Dessa forma, você já fica ciente das normas de DRM daquele material.

 

CTA ebook cursos online

ebookcursos-online


Categorias