herospark-midi-banner-venda-seu-produto-digital

A história não é nova, mas vive se repetindo. Ocorre sistematicamente nos mercados físicos tradicionais e, agora, também é realidade no universo dos infoprodutos.

A pessoa tem uma grande ideia para um negócio. Empenha as economias, tempo e esforço para dar início à empreitada. Não poupa neurônios ou suor no planejamento!

O início é meio devagar, mas depois de umas semanas… bum! As vendas explodem e começam a crescer. O investimento usado para fazer a roda girar retorna aos poucos para o bolso e, depois de um tempo, as contas entram no azul e o lucro aparece. Que maravilha!

OK, ok… você tem razão! Nem sempre as histórias de empreendedorismo digital seguem um roteiro tão bom assim.

Mas, para aquelas que apresentam reais perspectivas de crescimento, chega uma hora em que o infoprodutor se vê diante de um momento de decisão: deve sair da informalidade e ter o seu próprio CNPJ ou permanece atuando como Pessoa Física?

Essa dúvida é pertinente e merece reflexão! Por isso, você vai entender neste artigo porque é importante regularizar o negócio digital e conhecer quais são os benefícios de formalizar a empresa, dando a ela contornos profissionais. Siga conosco!

Por que devo formalizar minha empresa?

A resposta a esta pergunta está diretamente ligada aos planos que o infoprodutor tem para o seu negócio.

Se ele está satisfeito com o volume de vendas e com o nível de faturamento que já conquistou, pode considerar que permanecer como Pessoa Física é mais vantajoso, o que não é necessariamente verdade.

Afinal, a tributação mensal do Imposto de Renda para PF é elevada, podendo chegar a 27,5% de tudo o que recebe.

Por outro lado, a formalização da empresa traz mais segurança para o negócio em si e também para o infoprodutor.

Além de usufruir de regimes de tributação com alíquotas menores, o empreendedor digital irá contribuir, diretamente pela empresa, para a Previdência Social.

Com isso, abre caminho para uma aposentadoria melhor, além de ter acesso a outros benefícios sociais, extensivo ao time de colaboradores, como auxílio-doença e licença-maternidade, entre outros. 

Quais são os benefícios de formalizar minha empresa?

A formalização do empreendimento digital regulariza a atividade realizada pelo infoprodutor – que até então se caracterizou pela “informalidade” – perante as autoridades monetárias, fiscais e do Poder Judiciário.

Ao constituir um CNPJ, o profissional, por meio de sua nova empresa, passa a ter acesso a uma série de benefícios, que irão influenciar positivamente o desempenho do negócio digital.

Entre eles, merecem destaque:

Emissão de Nota Fiscal

As Notas Fiscais são o comprovante formal da realização de uma transação de compra e venda. Elas trazem segurança tanto para o infoprodutor quanto para o consumidor.

Além disso, as NFs comprovam as receitas da empresa, permitindo fácil conferência em relação ao faturamento alcançado, bem como para efeito de cálculo de impostos.

Crescimento dos negócios no mercado B2B

Muitas empresas têm como política comercial realizar negócios apenas com outras empresas, no modelo conhecido como B2B (Business to Business).

Ao sair da informalidade como Pessoa Física, o infoprodutor abre este importante mercado para a expansão das suas atividades e o aumento do faturamento.

Acesso a linhas de financiamento

Apenas os negócios formalizados podem se candidatar às linhas de crédito do governo e dos bancos credenciados voltadas às micro e pequenas empresas, com vistas à expansão de suas atividades.

Esses recursos, repassados a juros menores do que os do mercado, são destinados ao desenvolvimento de novos produtos e serviços e à aquisição de equipamentos.

Crédito mais barato nos bancos

O sistema bancário possui linhas especiais de crédito – e mesmo cartões de crédito com juros menores – especialmente direcionadas a empresas que precisam de recursos para investir no desenvolvimento de novos infoprodutos ou aumentar seu capital de giro.

Da mesma forma, disponibilizam maquininhas de pagamento que aceitam cartões de débito e de crédito, proporcionando facilidade e comodidade aos seus clientes.

Participação em licitações

Ao formalizar sua empresa, o infoprodutor ganha o direito de poder fornecer serviços às entidades públicas das três esferas (federal, estadual e municipal).

Pode ser que isso não esteja no seu radar momentaneamente, mas com certeza é uma possibilidade que pode se concretizar no futuro, trazendo ainda mais capacidade de receita para o seu negócio.

Direito a benefícios previdenciários

Ter acesso aos benefícios sociais representa uma espécie de “reserva de tranquilidade” para o produtor digital e seus colaboradores internos.

A contribuição ao INSS está embutida na carga tributária mensal tanto na modalidade MEI (Microempreendedor Individual) quanto na ME (microempresa), sendo que a alíquota é inferior à da contribuição individual.

Dessa forma, o empresário e os funcionários têm direito garantido a benefícios como aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, licença-maternidade e auxílio-reclusão.

Maior segurança nas relações trabalhistas

A contratação de funcionários na condição de empresa obriga o empreendedor digital a abdicar da prática de contratar funcionários sem carteira assinada.

Possuir um CNPJ delimita as relações trabalhistas do infonegócio. Isso torna a relação entre as partes mais profissional e pode evitar problemas na Justiça do Trabalho causados pela contratação informal, apenas combinada verbalmente.

Melhores condições para a formação de parcerias

Empresas formais com atividades complementares tendem a formar parcerias que, além de estabelecerem uma relação bem-sucedida em termos de cooperação e na delimitação de suas obrigações, oferecem aos clientes uma experiência mais rica ao consumirem seus produtos e serviços.

Este é, sem dúvida, um diferencial competitivo que coloca as empresas parceiras em vantagem sobre os concorrentes.

Acesso a produtos e serviços mais baratos

Planos de internet e telefonia celular e planos de saúde são oferecidos às PJs em condições mais acessíveis do que acontece em relação aos planos individuais para Pessoa Física.

Assim, além de desfrutar de um serviço de mais qualidade, a empresa economiza recursos que podem fazer a diferença no fechamento das contas no final do mês.

Saiba como formalizar a sua empresa de produtos digitais

Muitos infoprodutores que atuam como Pessoa Física acabam adiando a decisão de formalizar sua empresa por temerem se deparar com um processo longo, burocrático e custoso.

É verdade que o assunto demanda cuidados e atenção e pode ser considerado especialmente difícil para quem não é da área.

Por exemplo: é mais vantajoso ser MEI ou é melhor abrir uma microempresa? Bem, nesse caso específico, a gente tem um conteúdo bem bacana que trata do assunto. É só clicar no link para saber mais.

Para tomar a decisão mais acertada, vale a pena buscar orientações de quem trabalha na área e conhece as especificidades jurídicas e tributárias envolvendo a abertura de uma empresa.

A PJ Plus, um dos parceiros da HeroSpark, é um escritório de contabilidade especializado em negócios digitais que cuida de toda a burocracia relacionada à abertura e formalização da empresa de infoprodutos.

Dessa forma, o produtor digital ganha tempo para cuidar das atividades que realmente importam para o seu negócio, deixando os aspectos legais e fiscais a cargo do time de experientes profissionais especialistas do escritório contábil.

herospark-bottom-banner-venda-seu-produto-digital

Categorias