iluminação aprenda a fazer softbox

Iluminação: como fazer softboxes gastando pouco

Para quem está produzindo vídeo aula para ensino a distância, a iluminação pode se tornar um pesadelo. Algumas dificuldades aparecem quando se experimenta produzir qualquer tipo de conteúdo audiovisual, com a finalidade desejada, sem auxílio e equipamentos adequados.
Uma das maiores é a questão da iluminação, já que nem sempre as fontes que se tem à disposição são suficientes para dar qualidade na gravação de imagens.

Se você já produziu conteúdo audiovisual em casa, já percebeu que se utilizar a somente a lâmpada do teto, o seu vídeo não vai ter a qualidade esperada. Com o intuito de prover alternativas para esta produção, pode-se usar recursos disponíveis em casa para criar uma opção barata e de fácil ‘montagem’ para ampliar a capacidade de iluminação. Com um pouco de criatividade e força de vontade, é possível ter um equipamento de iluminação “profissional” em casa: os softbox.

Os softboxes são conhecidos entre os produtores do meio como uma fonte flexível e eficiente de prover luz aos lugares onde se grava conteúdos multimídia. São pequenos, de fácil manuseio e tem praticidade suficiente para melhorar filmagens feitas em, praticamente, qualquer lugar.

No mercado, tal equipamento tem preços distintos. Dos mais simples aos mais sofisticados, é possível encontrá-los em faixas que variam entre 120 reais até à casa dos 600. Porém, fazendo em casa, é possível economizar uma grande quantia e, ao mesmo tempo, ter uma solução prática para o problema de iluminação. É isso que vamos mostrar pra você neste texto.

CTA cursos online

como produzir e distribuir cursos online

Quanto custa para fazer um softbox?

Para fazer uma softbox é preciso materiais simples e de fácil acesso para qualquer um. Os preços listados são uma aproximação. É possível encontrar variações para tais valores, o que pode baratear ainda mais a produção.

É importante ressaltar que tal método não é indicado para uso de lâmpadas incandescentes, aquelas amareladas. Tais artefatos agem, por princípio, usando o calor, muitas vezes extremo, e os materiais que utilizaremos aqui não são feitos para suportar tais temperaturas. O indicado é usar uma lâmpada fluorescente ou de LED. Se você utilizar lâmpadas incandescentes, o material utilizado pode esquentar e até mesmo pegar fogo.

Vamos para a lista de materiais e um valor médio do custo de cada um deles.

  • Papelão microondulado (50×80 cm) (pode ser substituído por uma ou duas caixas de papelão, a depender do tamanho pretendido) – R$ 3,00
  • Papel alumínio (rolo com 4 metros) – R$ 4,00
  • Lâmpada (LED, 12 W) – R$ 25,00
  • Bocal para lâmpada – R$ 2,00
  • Fio elétrico duplo flexível (depende do tamanho da extensão pretendida. Utilizamos um com 3 metros)– R$ 8,00
  • Plug para tomada – R$ 5,00
  • TNT branco (tecido-não-tecido, 1 m²) – R$ 5,00
  • Pregos (a venda é feita por Kg, mas serão necessários apenas oito) – R$ 10,00

São necessárias também algumas ferramentas para a conclusão do equipamento (os preços das ferramentas não serão listados)

  • Fita adesiva larga (rolo com 50 metros) – R$ 3,50
  • Fita isolante (rolo com 20 metros) – R$ 6,00
  • Tinta spray preta (lata com 400 ml) – R$ 9,00
  • Chaves de fenda e phillips
  • Estilete
  • Tesoura
  • Grampeador
  • Alicate multi-uso
  • Martelo
  • Caneta/lápis
  • Régua
  • Trena

Valor total para a produção: R$ 80,50.

Pelos valores aqui listados, é possível perceber que pode se fazer um equipamento eficiente pagando metade do que seria gasto em um equipamento produzido de maneira industrial. Sem contar que certamente você já possui alguns desses itens em sua casa.

CTA Ebook Promover

Banner_Ebook-Planejar-promover-cursos-online_Eadbox

Como fazer uma softbox?

Tamanho e estrutura

primeiro passo softbox

Neste primeiro passo, é definido o tamanho do aparelho a ser construído. Com uma chapa da medida indicada acima (80 centímetros de largura por 50 de altura), é possível construir um softbox com dimensões de 25 centímetros de base e 35 de altura. Tal recorte da chapa deixará uma ‘borda’ de 10 centímetros, que será utilizada para fazer o recorte do bocal para a lâmpada.

O primeiro passo é separar a chapa de papelão ou a caixa para obter pedaços iguais para a estrutura externa do equipamento. A forma mais comum e eficiente para um softbox é a piramidal de base quadrada, pois tal formato propicia melhor dissipação da iluminação. Para obter tal forma, é preciso cortar quatro losangos iguais na chapa de papel.

segundo passo softbox

Tomando por base a medida acima, é preciso cortar o papelão em quatro retângulos de 25 por 35. Com os quatro cortados iguais, é preciso definir um centro em cada um deles, em um dos lados, que será o topo da estrutura piramidal. Corta-se então desde o centro de um lado até os vértices das bordas do outro lado, produzindo assim triângulos iguais. Após se obter as quatro formas, corta-se então o topo da estrutura três centímetros abaixo do vértice superior, para formar um cume quadrado, onde será fixado o bocal com a lâmpada.

Para ficar mais fácil de visualizar, será formada uma pirâmide, com o topo quadrado ao invés de pontiagudo, e a base vazada.

Reflexão da estrutura interna

quarto passo softbox

Um dos princípios mais importantes nas softboxes são as paredes internas reflexivas, que proporcionam um ganho exponencial de iluminação. Para fazer tal princípio, usa-se o papel alumínio para revestir um dos lados dos quatro triângulos. Para isso é preciso medir o tamanho e cortar o papel alumínio para que cubra totalmente um dos lados do papelão.

Uma vez cortado, o formato será quadrado e sobrarão pedaços da folha de alumínio para fora dos triângulos. Pode-se simplesmente dobrar para fora, colando as extremidades com a fita adesiva, ou recortar as sobras com a tesoura.

Após a aplicação, é recomendável aplicar a fita nas quatro bordas do papelão, para proteger o alumínio de possíveis dobras ou ‘acidentes’ com a peça.

Montagem estrutura

quinto passo softbox

Para melhor manuseio, cola-se duas peças juntas, no mesmo sentido, formando metade da estrutura. Junta-se as partes com fita adesiva. Após colar as duas peças, dobre para formar uma estrutura de duas faces. Fazer o mesmo procedimento com as partes restantes.

sexto passo softbox

Com as duas partes em mãos, junte-as com fita. Após os três processos, o que resultará será uma pirâmide de base 25 centímetros, com altura de 32 centímetros e cume quadrado.

Instalação elétrica e montagem da estrutura

terceiro passo

Antes de fazer a parte elétrica, é preciso definir a fixação do bocal. Meça a aresta do quadrado da parte superior do softbox, e com tal medida recorte a tira restante do papelão em um quadrado com a medida. Para o exemplo, tal quadrado resultou em 6,5 centímetros de aresta. Com o quadrado pronto, recorta-se com a tesoura um círculo no centro, com a dimensão do bocal adquirido.

oito passo softbox

Com a estrutura do bocal feita, separa-se o fio e o plug. É preciso alguma prática com instalações elétricas aqui, já que é necessário extremo cuidado com as ligações dos fios para não incorrer em curtos-circuito quando for feita a utilização dos equipamentos.

As ligações são as básicas, ligar primeiro o fio flexível duplo no bocal, fixar o bocal com fita adesiva na estrutura de papel e fazer a ligação do plug da tomada na extensão. Com a parte elétrica pronta, pode-se fazer a colagem da parte na estrutura piramidal, o que conclui o processo de montagem do equipamento.
Acabamento

nono passo softbox

O Spray preto é uma forma de acabamento externo, não sendo primordial seu uso e aplicação para o resultado final do equipamento. Pode-se também, usando como alternativa à tinta, envelopar a parte externa com um adesivo da cor desejada. Porém, tal procedimento depende da sua habilidade e familiaridade em manusear estes tipos de materiais. Ressaltando, o acabamento externo não influencia em nada a eficiência do softbox.
Difusor

Não é totalmente necessária a utilização de um tecido cobrindo a luz, mas para se obter um resultado mais qualitativo na iluminação, o TNT ajuda. Coberta com tecido semi-transparente, como o TNT, a lâmpada emite uma iluminação difusa, o que ajuda a cobrir maiores áreas e espalhar melhor seu efeito. Sem a cobertura, a luz fica “dura”, como é chamado o efeito de iluminação pontual e específica no meio da fotografia. Com um TNT cobrindo a luz, você vai perceber na câmera uma melhora significativa na qualidade de iluminação. Este difusor com TNT vai dissipar a luz de maneira suave.

Para fixar o TNT, é necessário colocar a lâmpada em seu bocal, já que a partir deste processo, o softbox se tornará fechado, não permitindo o acesso de maneira fácil à lâmpada. É necessário medir o quadrado resultante na extremidade maior do aparelho e cortar o TNT com alguma sobra, para dobrar para fora e fixá-lo com grampos ao equipamento. A recomendação deste artigo é que se grampeie os três lados possíveis (já que no quarto lado não será possível colocar o grampeador por dentro para pregar o pano à quarta face da pirâmide), e onde ficar sem grampos, colar com fita. Recomendamos que a parte que ficará sem grampos fique paralela ao chão.

Uma alternativa que facilitaria uma eventual substituição da lâmpada seria a fixação com velcro. Entretanto, isso vai depender da sua habilidade de costurar e colar os velcros nas posições corretas para a fixação no equipamento.

Não existe um padrão para tal utilização, e os resultados dependem do propósito e da necessidade de quem vai fazer o equipamento, então é recomendável entender as diferenças e adaptar o softbox a sua realidade.

softbox pronto

Dicas de iluminação para seu home estúdio

Agora que você já possui os softboxes, vamos lhe passar algumas dicas para você iluminar o seu quadro. A primeira delas, é uma das mais importantes: nunca misturar luz interna com luz externa. Ou seja, se está gravando seu vídeo em casa, na sala, espere anoitecer para manter um padrão de iluminação.

Além disso, a sua câmera (ou celular) capta a luz através da temperatura de cor. A luz do sol possui uma temperatura que se difere completamente da temperatura de luz interna, seja ela fluorescente ou incandescente. Se você juntar as duas, o sensor da sua câmera vai alternar a identificação da iluminação, o que vai tornar o resultado final da gravação muito abaixo do esperado. A dica é: escureça completamente o ambiente de gravação, de uma maneira que a luz externa não entre ou interfira o mínimo possível, e a partir de então comece a fazer a iluminação artificial.

Fundo escuro ou claro

Se o seu vídeo possui um fundo preto, ou até mesmo uma cor mais escura, seu vídeo pode ficar com uma qualidade ruim devido à alteração de cor. Isso ocorre por conta da luz que as cores escuras retém. Em câmeras DSLR você consegue controlar o ISO e a abertura do diafragma, o que corrige isso. Já no caso do iPhone, você pode instalar apps que permitem a utilização de algumas funcionalidades, como: travar o foco da lente e também a exposição de luz, neutralizando os problemas em vídeos com fundo preto. Experimente o FILMICPRO ou o ULTRAKAM.

Já com fundos claros, você vai precisar iluminar o fundo para não gerar sombra, ou seja, a intensidade da luz precisa ser menor, pois cores claras refletem mais luz. Com uma iluminação com softboxes laterais, a iluminação frontal será dissipada, eliminando as sombras projetadas no fundo.

Tipos de lâmpadas

softbox iluminação

No caso das softboxes caseiras que ensinamos você a fazer neste texto, recomendamos que você utilize lâmpadas brancas, fluorescentes ou LED. O ideal é que elas possuam entre 5 e 5.500 K, estes dados estão presentes na embalagem da lâmpada e são bem fáceis de encontrar.

Um mito que é muito repetido, e por isso as pessoas acreditam, é que para ter uma boa iluminação você precisa de uma lâmpada com potência alta. Às vezes isso até atrapalha, dependendo do espaço que você possui disponível para afastar a iluminação de você para garantir o melhor resultado possível.

O segredo para uma boa iluminação está no tipo de lâmpada certa, em ter o controle do ambiente que se está gravando, na quantidade de luz que incide sobre você e, logicamente, na distância da iluminação de você. Mas para que você consiga encontrar um ponto ideal de iluminação, vai precisar de alguns testes para chegar no ponto que considere ideal para a gravação das suas vídeo aulas.
Agora que ficou claro que é possível produzir um softbox gastando pouco e com ótima qualidade, chegou a hora de criar o seu e produzir vídeos com uma iluminação profissional!

CTA Trial

Banner_Testar-Grátis-Eadbox


Categorias