o que é economia circular

O que é economia circular: 7 vantagens para sua empresas

O ser humano consome e faz uso de serviços e produtos desde que é conhecido por gente. Porém, nos últimos anos o comportamento do consumidor está mudando. Atualmente, um novo formato de movimentar o comércio, conhecido como economia circular, ganha cada vez mais atenção. Ela propõe uma mudança em toda a nossa maneira de consumir. Mas, afinal, o que é economia circular?

No mundo dos negócios, a economia circular ganhou visibilidade desde 2014. Dentre as várias definições dadas por estudiosos, ressaltamos a de Pitt e Heinemeyer, apresentada em 2015. Para eles o conceito sobre o que é economia circular para empresas resume-se a: “uma nova forma de pensar sobre o futuro e como organizamos nossas economias e sociedades”.

Resumindo, o conceito de economia circular está atrelado ao entendimento da maximização do funcionamento de ecossistemas e do bem-estar humano.

Também dentro conceito de economia sustentável você também tem um leque amplo de projetos que podem ter um perfil 100% voltado para a sustentabilidade. Caso você se interesse por esse modelo, sugerimos que leia o material exclusivo produzido pela Eadbox: Veja porque investir em ideias de negócios sustentáveis.

o que é economia circular

O que é economia circular: o novo fluxo da economia

O formato em que éramos acostumados a consumir – o linear, baseado no processo de retirar da natureza-produzir-descartar – está sendo deixado para trás. O conceito de economia circular é exatamente o oposto desse formato.

Isso porque o formato linear não leva em consideração o fato de que as matérias primas podem se extinguir – e nem o que fazer no processo final. Ou seja: o que fazer com o que é descartado?

Já o entendimento sobre o que é economia circular propõe uma nova visão, de que os recursos extraídos e produzidos sejam mantidos em circulação. Como? Por meio de cadeias produtivas integradas. O objetivo é eliminar a ideia da existência de lixo.

No conceito de economia circular para empresas todo material ainda pode ser utilizado. Por isso é definida como um fluxo cíclico, sem fim. Assim, acontece um aproveitamento inteligente dos recursos já existentes. As pessoas passam a se preocupar mais com o meio ambiente, formas equilibradas de consumo e formatos de produção.

Quais as vantagens da economia circular?

Agora que você aprendeu o que é economia circular. Vamos ver suas vantagens.

Esse formato de pensamento e consumo oferece benefícios em largas escalas. Isso porque ela almeja manter os produtos, seus demais componentes e materiais em circulação aproveitando ao máximo seus valores e utilidade.

Dessa forma, auxilia na inovação, geração de novos empregos, crescimento econômico e no pensamento da população – que passa a consumir com maior cautela e atenção.

Os benefícios da economia circular para as empresas podem ser ressaltados, são muitos, entre eles:

  • Eliminação dos desperdícios, afinal uma produção reciclável não desperdiça suas matérias-primas;
  • Menor poluição tanto na produção quanto no descarte – o que resulta, também, em uma melhoria de qualidade de vida para todos os envolvidos na empresa;
  • Utilização de novos produtos naturais para elaborar produtos;
  • Redução de custos: afinal, será menor a extração de matérias-primas;
  • Inovação e melhoria nos processos da empresa;
  • Bem estar e engajamento dos colaboradores. Uma das dicas para gerenciar equipes é a construção de elementos de orgulho em trabalhar em um local preocupado com o futuro e que faz a sua parte;
  • Fortalecimento da imagem da empresa frente ao mercado. Além de contar com colaboradores satisfeitos e engajados, a empresa também conquistar autoridade com clientes e fornecedores, que se sentem recompensados por fazer negócios com uma empresa engajada em projetos de responsabilidade ambiental.

Estes são apenas alguns dos exemplos do real impacto efetivo que a economia circular para empresas oferece. São esses os motivos que fazem essa nova concepção ser adotada de forma global e ganhar atenção.

Para garantir que a empresa consiga alcançar o objetivo de implantar o conceito de economia circular, ela deve investir na sensibilização e envolvimento social de todos os seus colaboradores. Algumas sugestões são:

  • Desenvolver programas curriculares
  • Materiais didáticos
  • Ações de informação
  • Workshops
  • Demais recursos que auxiliem no entendimento e importância desse novo formato de consumo

Leia também: Desenvolvimento Sustentável: saiba o que é e sua importância

Os grandes problemas da obsolescência programada

Um dos combates que a economia circular propõe é com a obsolescência programada de produtos, ou seja, itens que ainda poderiam ter uma vida útil pela frente, mas que se tornam obsoletos – devido à atualizações de softwares, novas coleções, etc.

A obsolescência programada gera resíduos que não recebem novos usos e se acumulam exponencialmente. Além da obsolescência, o esgotamento de matérias-primas também preocupa. Por isso instaurar a economia circular vem ganhando espaço.

No conceito de economia circular, acredita-se que esses produtos devem passar por uma reutilização, remanufatura e recondicionamento. Assim, eles passam a ter o seu seu ciclo de vida estendidos.

Para facilitar separamos um exemplo. Um smartphone tornou-se obsoleto. Ele volta para a fábrica em que foi produzido, é desmontado, otimizado e comercializado novamente. Se isso ocorrer, a economia lucra com a ausência de desperdício – assim como o meio ambiente.

Por isso, na economia circular, é proposto que os produtos e serviços sejam projetados para terem ciclos de vida maiores. Ecologicamente eficientes e economicamente viáveis. Assim, são feitos produtos mais duradouros e que utilizam menos recursos.

Para fazer isso, é preciso prestar a atenção desde a ideia inicial do projeto, passando pelas fases de:

  • Design inicial
  • Produção
  • Distribuição
  • Utilização
  • Eliminação – ou, melhor, reentrada do produto no ciclo.

Todas essas etapas devem ser pensadas a fim de valorizar o capital natural e evitar o desperdício, e sim, em todas elas é possível colocar isso em prática.

Cabe à empresa definir isso como uma das suas prioridades e investir de forma certeira em todas as etapas.

O papel dos consumidores na economia circular

Para mudar o formato de produção, também é necessário mudar a forma de consumo. As empresas que se tornarem mais ecologicamente preocupadas devem colher seus frutos no consumo.

Para isso os consumidores precisam conhecer o que é economia circular e optar, quando possível, por consumir de empresas que possuem essas preocupações claras.

Também cabe ao mercado se preocupar com o consumo desenfreado. O cliente deve se tornar mais consciente e se politizar do seu papel no conceito de economia circular. É ele quem pode fazer um produto durar mais seguindo os cuidados indicados pela empresa, por exemplo.

Sua empresa já faz parte do grande hall de corporações que acreditam e investem na economia circular?

Investir para ter um planeta melhor no futuro deve, sim, ser preocupação da nossa geração. As grandes empresas já entenderam essa importância e adotaram essa forma de pensamento e produção.

Não é preciso pensar muito para saber que reciclar é a opção mais adequada para atender as necessidades de consumo de uma população que cresce, mas que conta com a diminuição dos recursos naturais.

A sua empresa já pensa dessa forma? Ficou claro o que é economia circular? O que você acha do conceito de economia circular? Compartilhe conosco suas impressões sobre esse novo formato de pensamento.

Este conteúdo foi produzido pela Eadbox. Somos uma plataforma de ensino a distância completa e intuitiva, que pode ajudar o seu trabalho em prol da disseminação de uma cultura organizacional que incentive a sustentabilidade, por meio de desenvolvimento e treinamento de funcionários. Fale com um consultor e saiba como  podemos ajudar no desenvolvimento de suas políticas empresariais.

CTA Produtividade

banner ebook produtividade

 


Categorias