Plano de aula

Plano de aula: guia completo para criar o seu hoje

Plano de aula: um guia completo para você criar o seu hoje mesmo

Elaborar um plano de aula é o impeditivo para você começar a investir no mercado de ensino a distância? O universo ead é algo promissor, principalmente para quem deseja ganhar dinheiro falando do que gosta. E, como qualquer projeto, demanda um cuidadoso planejamento, além de grande empenho e dedicação.

Uma pergunta frequente dos produtores de conteúdo, que questionam se eles precisam ser professores ou mestres para poderem fazer as suas videoaulas. A resposta é: não! Você não precisa ser professor ou ter alguma experiência para começar a produzir o seu curso online.

Neste texto, vamos te passar um passo a passo de como montar um plano de aula eficiente. Se você quer dar um passo à frente e entrar no mercado de ensino a distância e agora precisa elaborar o seu plano de aula, este texto é para você!

Como funciona o plano de aula?

O plano de aula é, basicamente, um detalhamento sobre o assunto a ser tratado em sala de aula. Temas, bibliografia, estrutura de conteúdo, cronograma, metodologia, tipo de avaliação e demais recursos didáticos são os principais tópicos do planejamento.

O professor estabelece um período de aprendizagem e, a partir de uma metodologia eficiente e inovadora, é possível aprimorar a prática pedagógica. Nesse sentido, o plano de aula desempenha um papel fundamental no processo de assimilação de conteúdo, uma vez que se trata de uma descrição com objetivos preestabelecidos, de forma clara e objetiva.

Para começar, é preciso escrever um plano de aula, ele vai garantir que todo o período de curso corra de maneira gradual e concisa. É importante dividir o material em diferentes seções, além de selecionar exemplos, estudos de caso e exercícios adequados para a fixação de cada tópico.

Mas, não fique preso aos seus planos: principalmente, no início, sinta como os seus alunos estão respondendo às atividades e ensinamentos propostos. Caso eles estejam com dificuldade em resolver os exercícios ou até mesmo desistindo do curso, não tenha receio: mude de estratégia. Assim como o aprendizado está em constante mudança, o ensino também é uma metamorfose ambulante!

A qualidade do plano de aula, assim como a metodologia aplicada no curso, exerce uma grande influência no rendimento dos alunos. Quanto mais acurado e bem executado é o plano de aula, melhor será o desempenho do estudante.

CTA Aluno ideal

criar persona do aluno ideal e planejamento digital

Como elaborar um plano de aula: os segredos de um bom planejamento

Seu plano de aula deve detalhar as atividades específicas e o conteúdo que você vai ensinar. Pense que o objetivo de um plano de aula é que ele fique tão claro e explicativo que outro professor poderia usar as suas instruções sem receio. Para isso, eles devem incluir os objetivos da aula, procedimentos de ensino e métodos de avaliação. Vamos ao passo a passo?

  • Capriche na introdução

Criar uma boa introdução fará com que os seus alunos compreendam o plano geral do que será aprendido em cada aula, além de despertar o interesse deles desde o início. Dependendo do quão complexo seja o assunto, talvez você precise prolongar o tempo de introdução. Caso seja um assunto leve e de fácil retenção, não perca mais do que 5 minutos.

Assim como em uma sala de aula física, o aluno capta a essência do instrutor no início da aula. Por isso, é importante que você seja rápido e conciso. Se o conteúdo do seu curso pode ser passado em 30 minutos, não adianta ficar 2 horas conversando com o seu público, pois vai ficar chato e repetitivo. O importante em uma vídeo aula é a qualidade do conteúdo, que não é proporcional a quantidade de horas de curso.

  • Desenvolvimento

Avalie todo o conteúdo que você realmente precisa que os seus alunos compreendam naquele momento. Lembre-se que o seu público alvo possui objetivos claros. O seu plano de aula precisa fazer com que estes objetivos sejam concluídos com êxito ao final do curso online.

Lembrando-se disso, comece a separar os tópicos, iniciando pelos assuntos mais simples. O seu objetivo é que o tema transcorra de maneira fluida, sem que existam quebras significativas no raciocínio.

Outra dica é quebrar os tópicos em subtópicos. Esta estratégia serve para saber se você está acertando na divisão e de que não está colocando conteúdo desnecessário. Para fazer esta verificação, basta fazer o seguinte exercício: cada subtópico precisa conter uma parte do conhecimento necessário para o aprendizado do aluno. Esta técnica ainda vai ajudar você a gravar o seu conteúdo de uma maneira que seja interessante. Ninguém consegue gravar durante 30 minutos sem parar, mantendo a empolgação do seu público. Com esta estratégia, você fragmenta o seu curso em pequenas partes, facilitando até mesmo a edição do trabalho.

Se o assunto for complicado, encontre analogias e paradigmas: as pessoas costumam reter assuntos difíceis quando os comparam com situações do cotidiano. Assim, use e abuse dos exemplos.

Multimídia

Antigamente, os únicos materiais usados por professores em sala de aula eram a lousa e as apostilas, agora, com o ensino a distância e todas as facilidades de uma plataforma ead, você poderá proporcionar aos seus alunos muito mais do que textos! Prepare apresentações, áudios e vídeos, que vão mostrar na prática o que você está explicando. Colocar isso no seu plano de aula vai ajudar a tornar a experiência do seu aluno mais eficaz.

Usando diferentes materiais, os alunos vão ficar muito mais envolvidos e instigados, compreendendo de maneira mais rápida e prática, o que vai elevar o nível de conhecimento e trará satisfação pessoal aos envolvidos. Utilize links para PDFs, Ebooks, podcasts, vídeos. Faça com que o seu aluno tenha onde buscar referências para o seu aprendizado.

  • Atividades

Sempre que possível, elabore exercícios que incluam, ao menos, parte do aprendizado daquela aula. É neste momento que os seus alunos têm a oportunidade de fixar e testar o conhecimento explorado no dia. Insira em seu plano de aula em quais momentos cada uma destas atividades devem aparecer.

A plataforma Eadbox possui um painel de controle no qual você possui acesso aos dados completos sobre a aula, analisando quantos alunos concluíram a aprendizagem e como eles se saíram nos exercícios. Essencial para o desempenho de um bom tutor ead.

Esta análise será essencial para que você compreenda o que está funcionando e, principalmente, se há algum gargalo no aprendizado. Sempre realize esta autoavaliação do conteúdo oferecido e da resposta de seus alunos.

  • Aumente o desafio

Boa parte das plataformas de ensino a distância possuem em seu ambiente virtual de aprendizagem um modo de gamificação. Os seus alunos vão formar uma grande turma virtual e vão poder aprender de qualquer lugar! Para que esta tarefa não seja solitária, você pode se utilizar de uma ferramenta para aumentar ainda mais a interatividade entre eles, transformando as atividades em game.

Por meio de um portal gamificado você vai ter ferramentas para promover as pessoas, designando competências e estimulando a competição entre elas! Desta forma, você verá crescer o engajamento dos participantes, que vão se dedicar ainda mais ao aprendizado, buscando sempre o topo do ranking. Quanto maior a concorrência interna, mais os alunos vão se aplicar. Consequentemente, melhor preparados eles vão estar.

  • Coloque-se no lugar do aluno ao planejar aula

Para acelerar a curva de aprendizado dos seus alunos é importante que você pense em alguns tópicos importantes durante a elaboração das aulas. Estas respostas vão ajudá-lo a elaborar um plano de aula de qualidade. Na medida em que você desenvolve o seu planejamento, este processo vai se tornar automático.

Sempre se coloque no lugar do seu aluno: por mais que um assunto pareça fácil, você nunca poderá ignorar a possibilidade de que alguém possa não ter bagagem para compreendê-lo. Procure deixar materiais disponíveis para que os alunos recorram quando não entenderem o conteúdo da aula. Desenvolva estratégias de ensino que vão facilitar a aprendizagem.

Quando você for lecionar para um público leigo, que está começando a aprender agora sobre o assunto, é importante que você seja bem didático. Estabeleça quais são os pilares da aprendizagem, começando do básico mesmo. Por exemplo, em uma aula de violão, é importante você explicar a diferença entre os tipos de violão e o nome de cada uma das partes que compõe o instrumento.

Se o seu público possui um certo conhecimento sobre o tema, nunca parta do pressuposto de que ele sabe tudo o que vai desenvolver em sua vídeo aula. Cada pessoa possui experiências e vivências diferentes das outras. Isso não quer dizer que você precise voltar e explicar o conceito desde o começo. Você pode se utilizar do material multimídia para dar um suporte a estes alunos.

  • Utilize materiais de apoio

Nestes casos que o material de apoio é fundamental. Imagine-se em um curso no qual o professor fala sobre um conceito que você nunca ouviu falar, e ele ignora isso completamente. Agora imagine a mesma situação, mas agora o professor direcionou você para um link que contém a explicação deste conceito. A relação no segundo caso é bem mais confiável, não é mesmo? Qual destes professores você indicaria para seus amigos e colegas?

Outro ponto importante é na hora que você for selecionar os exercícios que deverão ser resolvidos naquela aula, pergunte-se: quando é o melhor momento para fazer esta lição? Existem pré-requisitos que meus alunos devem ter dominado? Pensando nestes pontos, você não correrá o risco de colocar exercícios muito simples ou extremamente complicados, que podem resultar em desistências e frustrações por parte dos participantes do curso.

A aula acabou: avalie os resultados. A lição foi bem sucedida? Os seus alunos estavam interessados? Estes alunos realmente conseguiram absorver o conteúdo? O que não funcionou? O que você pode fazer de forma diferente na próxima vez?

As plataformas de ensino a distância permitem que os seus alunos entrem em contato de maneira rápida e objetiva. Desta forma, é fácil saber como eles estão interagindo e o nível de conclusão e sucesso em cada aula. Diferente dos métodos convencionais de ensino, você terá um panorama geral de todos os participantes, fazendo com que você avalie a estratégia de ensino como um todo, sem depender do desempenho de diferentes professores.

  • Relacione as aulas do seu curso online

Agora que você já concluiu esta primeira etapa, é hora de preparar suas próximas aulas! Aproveite a introdução para relembrar os conteúdos abordados anteriormente e, sempre que possível, comece a sua próxima aula com a conclusão da anterior.

Desta forma, você vai criar uma linha de raciocínio forte, facilitando o entendimento dos alunos, além de fortalecer o seu curso online como um todo.

  • Como se portar diante às câmeras?

Todo mundo teve aquele professor no colégio ou na faculdade que falava sempre da mesma maneira. Ele mantinha o tom de voz igual e ficava parado no canto da sala. Era insuportável, não é mesmo? Presencialmente é difícil para este professor manter a atenção do aluno. Agora, imagine a dificuldade de manter o seu aluno atento por meio de um curso online.

Conhecer as características do ensino a distância é importante, pois ele traz consigo um paradigma. Dentro de uma sala de aula o professor possui o controle dos seus alunos. Já no curso de ensino a distância, o seu aluno pode assistir à sua videoaula na frente de uma televisão. Ele pode perder o foco da sua aula e prestar atenção em outra coisa.

Existem algumas técnicas para fazer com que você chame a atenção do seu aluno. A primeira delas é o tom de voz. Procure falar sempre em um tom firme e alto. Quando falamos baixo parecemos desanimados, e ninguém merece um professor desanimado. Não precisa dançar axé na frente das câmeras, mas fazer pontuações com as mãos já é o suficiente.

Estudos apontam que o ser humano presta atenção em quadro estático por no máximo sete segundos. Você não precisa de duas câmeras para gravar o seu conteúdo. Mas experimente aproximar e afastar a imagem do quadro neste tempo.

Outra técnica que vai ajudar a prender a atenção do seu aluno é a utilização de palavras- chave. Por exemplo, se você está explicando os nomes das notas, conforme você falando “B é igual a si, G é igual a sol…”, coloque isso escrito na imagem. Isso vai facilitar o aprendizado do seu aluno e tornar a sua videoaula ainda mais interessante!

Modelo de plano de aula: exemplo de roteiro

  • Escolha um tema atrativo, interessante e original.
  • Defina seus objetivos, metodologia de ensino e estabeleça uma comunicação objetiva e clara, com linguagem e abordagem adequadas ao assunto em questão
  • Defina um cronograma para o seu conteúdo
  • Selecione recursos didáticos e dê preferência a materiais interativos e criativos
  • Antes de avaliar os alunos, realize uma retrospectiva para fixar o conteúdo

Plano de aula Educação Infantil

Montar um plano de aula é essencial, tanto para adultos como para crianças. No tocante à Educação Infantil, é necessário delinear um conteúdo programático de modo que a criança seja capaz de assimilar conhecimento de forma eficiente e lúdica.

O plano de aula Educação Infantil atua de forma complementar às experiências e relações familiares dos pequenos, de forma ajustada à sua realidade social, cognitiva, psicológica, física e intelectual. Todos esses aspectos devem ser levados em consideração na hora de planejar aulas voltadas para o público infantil.

A formação educacional deve respeitar o ritmo da criança, promovendo um ambiente amigável, interativo e capaz de estimular o raciocínio, a lógica e o espírito crítico.

Quer melhorar a produção da sua videoaula? Acompanhe nosso blog e fique por dentro de todos as novidades do universo Ead!

CTA Demonstração 1

demonstração

 


Categorias