plano de aula

Plano de aula: guia completo para criar o seu hoje

Elaborar um plano de aula é o impeditivo para você começar a investir no mercado de ensino a distância? Então: que não seja mais. O ensino via EAD tem conquistado cada vez mais adeptos – sejam alunos ou produtores de conteúdo. Porém, como em qualquer projeto, fazer um bom plano de aula demanda um cuidadoso planejamento, empenho e dedicação.

Uma questão importante é que: para produzir materiais via EAD não é exigido que você tenha experiência anterior na área. Ou seja: esse é o momento para você realmente testar e colocar em prática o seu conhecimento e know how. Porém, para se destacar no mercado, que possui grande concorrência, é importante possuir conhecimentos básicos para adentrar à área de EAD.

Neste artigo, você conhecerá um passo a passo de como montar um plano de aula eficiente. Se você quer dar um passo à frente e obter sucesso no mercado de ensino a distância, confira.

Como funciona o plano de aula?

Como o próprio nome sugere, o plano de aula é, basicamente, um detalhamento sobre o assunto a ser tratado na aula. Para montar um plano de aula eficiente, você precisa, em primeiro lugar, apontar e se preocupar com as seguintes questões:

Passo a passo: quais pontos precisam estar destacados no plano de aula?

1. Quais temas serão abordados?  

O professor deve deixar claro, logo no início, quais serão os temas da aula. Aqui, o importante é deixar claro qual o tema que será abordado naquela aula, e não no curso em geral. Isso porque um tema pode ser muito abrangente. Por exemplo: se você for dar um curso de matemática, deve esclarecer sobre qual área da matemática será – estatística? Cálculo? Aritmética? Matemática básica? Etc.

2. Qual o objetivo daquela aula?

O que você deseja que os alunos tenham aprendido e absorvido até o final da aula? Esses são os objetivos que devem estar prescritos no plano de aula. Assim, ao final de cada aula, saberá se conseguiu alcançar sua meta. Os seus objetivos podem ser variados, porém, devem ser realistas, viáveis e específicos.

3. Como será feita a estrutura de conteúdo do seu curso?

O conteúdo é o que fará você alcançar os seus objetivos – propostos no item anterior. Ou seja: é preciso que o conteúdo esteja alinhado com as suas metas. Pense que, ao desenvolver o conteúdo, é preciso que o seu aluno compreenda e saiba colocar em prática o seu ensinamento.

Ou seja: pense em estruturar o conteúdo do curso com exemplificações práticas (ou simulações de situações reais) e técnicas. Esses conhecimentos, utilizados em conjunto, são essenciais para um bom aprendizado.

4. Qual será a metodologia aplicada?

Definir qual será a metodologia é essencial para o seu plano de aula. É ela que mostra COMO você fará o ensinamento. Assim sendo, é importante que o professor defina:

  • A aula será apenas expositiva?
  • Serão utilizados materiais de apoio/tecnológicos? (Vídeos, animações, infográficos, etc).
  • Serão feitos exercício para a fixação do conteúdo?

Esses são fatores que contribuem para o bom aprendizado dos alunos. E pense ainda com maior atenção no caso de aulas via EAD: isso porque a metodologia deve ser pensada especialmente para o ambiente online. Assim, seu objetivo é manter o aluno focado o tempo todo, sem dispersar.

– Veja também: Como fazer um roteiro para sua vídeo aula

5. Qual o cronograma do curso? Quanto tempo terá cada aula?

Para manter o bom aprendizado, é preciso separá-lo e organizá-lo. Assim sendo, fazer um cronograma organizado é essencial. Assim, para aqueles que estão fazendo um plano de aula para EAD, uma dica é: manter o seu plano conciso e gravar aulas mais curtas. Se achar necessário, separe a aula em vários vídeos/tópicos.

6. Como será avaliado o desempenho dos alunos?

É preciso saber se o objetivo foi conquistado, certo? Para isso, é preciso pensar em uma forma de avaliar o desempenho e aprendizado dos alunos. Assim sendo, é importante que haja um método de avaliação. Ao fazer o plano de aula, você deve especificar esse tipo de informação. Ou seja: como será feita a avaliação. Se você oferecerá um curso via EAD, busque uma plataforma que já ofereça essa opção de avaliação.

7. Bibliografia e referências

As referências devem ser a última parte do seu plano de aula. Nesse item, você deve deixar claro quais foram as fontes utilizadas para a criação e elaboração da aula. Também pode informar demais fontes de conteúdo e exercícios – assim como materiais extra de estudo.

Colocando em prática o plano de aula

Sabendo que o professor/tutor precisa definir esses pontos, cabe a ele estabelecer uma metodologia eficiente e inovadora, potencializando o aprendizado. O plano de aula desempenha um papel fundamental nesse processo, pois se trata de um documento com a descrição dos objetivos preestabelecidos, de forma clara e objetiva.

Com um bom plano de aula, o professor consegue se organizar de maneira efetiva para produzir o material. Também, permite que o aluno consiga perceber, em primeira mão, se aquele curso realmente possui o material que ele estava em busca. Assim sendo: o plano de aula garante que haja grande qualidade no ensino. Ainda, demonstra que o professor se preparou para a situação, aumentando sua credibilidade e autoridade.

A qualidade do plano de aula, assim como a metodologia aplicada no curso, exerce uma grande influência no rendimento dos alunos. Quanto mais acurado e bem executado é o plano de aula, melhor será o desempenho do estudante.

Coloque-se no lugar do aluno ao planejar aula

Para acelerar a curva de aprendizado dos seus alunos é importante que você pense em alguns tópicos importantes durante a elaboração das aulas. Estas respostas vão ajudá-lo a elaborar um plano de aula de qualidade. Na medida em que você desenvolve o seu planejamento, este processo vai se tornar automático.

Sempre se coloque no lugar do seu aluno: por mais que um assunto pareça fácil, você nunca poderá ignorar a possibilidade de que alguém possa não ter bagagem para compreendê-lo. Procure deixar materiais disponíveis para que os alunos recorram quando não entenderem o conteúdo da aula. Desenvolva estratégias de ensino que vão facilitar a aprendizagem.

Quando você for lecionar para um público leigo, que está começando a aprender agora sobre o assunto, é importante que você seja bem didático. Estabeleça quais são os pilares da aprendizagem, começando do básico.

– Veja também: Professor online: 6 dicas para se tornar um

Se o seu público possui um certo conhecimento sobre o tema, nunca parta do pressuposto de que ele sabe tudo o que vai desenvolver em sua videoaula. Cada pessoa possui experiências e vivências diferentes das outras. Isso não quer dizer que você precise voltar e explicar o conceito desde o começo. Você pode se utilizar do material multimídia para dar um suporte a estes alunos.

Com essas dicas e passo a passo, você já está pronto para fazer o seu próprio plano de aula e ter sucesso no curso! Gostou? Então comente e compartilhe conosco a sua opinião!

Planejamento de cursos online

Planejamento de curso


Categorias