Cada vez mais os consumidores estão confiantes para fazer compras pela Internet. De acordo com o Movimento Compre&Confie, que promove a rede de confiança no mercado online, o primeiro trimestre de 2019 registrou um aumento de 23% nas compras online em relação ao mesmo período do ano anterior. Mas quais são os produtos mais vendidos na internet em 2019?

Esse é um sinal muito positivo para quem quer investir no mercado digital. Durante o período avaliado, o número de consumidores únicos (ou seja, CPFs distintos e que realizaram ao menos uma compra no período) atingiu a marca de 12,9 milhões – o que representa um aumento de 36%. 

Outro ponto de destaque é o valor médio gasto, que aumentou em 14% entre 2018 e 2019, chegando a R$ 1.180 por pessoa. Em média, os consumidores realizaram três compras nos meses iniciais do ano.

Fica então a pergunta: o que está atraindo essas pessoas no ecommerce? Quais são os produtos mais vendidos na Internet no início de 2019? Preparamos uma lista de produtos mais vendidos e também dicas de como entrar nesse mercado. 

Boa leitura! 

Vestuário e calçados femininos

No mercado brasileiro, as mulheres já ultrapassaram os homens na participação em compras pela Internet. Uma pesquisa feita em 2015 pela Forrester Research apontou que o percentual de mulheres que compra ativamente pelas plataformas digitais passou de 56% para 67% entre 2011 e 2014. Quando olhamos para o público masculino, o percentual se manteve estável em 65%.

Não à toa, os produtos que compõem o vestuário e calçados femininos configuram entre os mais vendidos no primeiro semestre 2019. Isso mostra que o receio de comprar roupas online está acabando aos poucos, o que pode ser um reflexo da migração de grandes lojas físicas para o universo digital. 

Outro fator que contribui para a disseminação das vendas de roupas online é a proteção presente no Código de Defesa do Consumidor (CDC). Independente do motivo (tamanho errado ou apenas não quer mais o produto), o consumidor tem direito à troca sem custo. 

Então se você quer ganhar uma renda extra na Internet, pode apostar nesse mercado. Não é necessário um investimento alto logo de início: compre a quantidade mínima de revenda para testar o seu público. Também não é preciso gastar com sites ou domínios, uma vez que as redes sociais assumiram tanto o papel de divulgação como o de local de venda. 

Uma dica valiosa é trabalhar com nichos. Muitos não gostam dessa ideia porque restringe o número de pessoas alcançadas. No entanto, apesar de atingir menos pessoas, sua comunicação será mais assertiva. 

Cursos online 

Quem procura oportunidades para empreender no mundo digital encontra nos cursos online um terreno fértil. De acordo com a Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), já são mais de 500 mil alunos inscritos em cursos regulares a distância, mais de um 1,5 em cursos livres não corporativos e 1,2 milhão em cursos livres corporativos. 

É fácil entender porque os cursos online aparecem na lista dos produtos mais vendidos na Internet em 2019. Seu principal atrativo é a qualificação extra que oferece para aqueles que o fazem, o que permite maior especialização e diferenciação no mercado de trabalho. Isso vale em especial para cursos online de pós-graduação ou MBA: ter uma pós no currículo pode aumentar em mais de 50% a remuneração – já os mestrados e doutorados podem influenciar em até 47% acima do valor ganho. 

Esses dados são da 54ª edição da Pesquisa Salarial, conduzida pela Catho Educação, que também fez uma comparação salarial entre pessoas que têm graduação e aquelas que não têm. O primeiro grupo ganha até 25% a mais que o segundo, e a diferença é maior entre gestores. Quem possui MBA ou pós pode ganhar 50% a mais do que seus semelhantes em cargo, mas que não possuem especialização.

E como os cursos online podem influenciar nisso? Com a correria do dia a dia, não é todo mundo que consegue se comprometer em estar fisicamente em uma sala de aula em dias e horários pré-determinados. Com o Ensino a Distância, os interessados têm podem adaptar o aprendizado à sua rotina, e não o contrário, para conquistar a qualificação desejada. 

Se esses dados te animaram a seguir pelo segmento dos cursos online, nós temos outra notícia boa para te dar. A EADBOX é a plataforma mais completa do ramo, com todos os recursos necessários para você ensinar através da Internet e criar um negócio digital lucrativo. Em um só lugar, você cria o seu próprio curso, gerencia pagamentos e interage com os alunos. 

E tudo bem se não souber por onde começar: nosso time de especialistas em ensino online é treinado para te ajudar a escalar seu negócio. 

Clubes de assinatura

Eles chegaram e desde então se tornaram uma verdadeira febre. Para muitos, os clubes de assinatura foram uma verdadeira revolução do ecommerce, e por isso se tornaram tão populares entre os consumidores. A proposta é bem simples: através de um pagamento mensal, o cliente recebe no conforto do seu lar uma seleção de produtos que tem a ver com o clube que ele assina. 

Por exemplo, por pacotes que começam em R$ 45,90 por mês, a TAG Livros envia para seus assinantes um exemplar “surpresa” – ou seja, os leitores só descobrem na hora qual foi o selecionado do mês. Com um discurso de curadoria, eles atraem amantes da literatura que querem se sentir parte de um seleto grupo, como se fosse algo exclusividade. 

Praticamente todo segmento tem pelo menos um clube de assinatura. Por um preço fixo mensal, você pode receber livros, cerveja e até mesmo kits de produtos eróticos. O mercado cresceu tanto que hoje já movimenta R$ 1 bilhão por ano no Brasil.

Os clubes de assinatura reúnem em um só produto qualidades muito procuradas pelos consumidores. Seu custo é relativamente baixo e os assinantes não precisam sair de casa para aproveitar o produto. Pelo contrário, as entregas são feitas via Correio e as empresas garantem que elas chegarão de forma intacta e pontualmente. 

Do lado das empresas, há a fidelização, que aos poucos se transforma na moeda mais valiosa do mercado. Esse tipo de produto faz com que as pessoas criem um vínculo com a marca e podem se tornar grupos de teste. Por exemplo: se uma editora quer testar um produto novo, como um brinde, pode falar com a TAG Livros para enviar para os consumidores. O retorno é certo e extremamente eficaz, uma vez que o público de ambos é o mesmo. 

Infoprodutos

Os cursos online não são as únicas formas de aprender em plataformas digitais que caíram no gosto dos brasileiros. Entre os produtos mais vendidos na Internet em 2019, estão os infoprodutos – materiais de informação produzidos e distribuídos apenas no mundo online. Eles são queridinhos por quem consome e por aqueles que produzem, e nós vamos explicar o porquê. 

Para o produtor de conteúdo, uma das principais dificuldades é como alcançar o maior número de pessoas sem ter que gastar muito com divulgação. Na Internet, essa meta é bem mais fácil de ser atingida do que no mundo “real”, uma vez que sua conta no Instagram pode ser acessada por usuários do mundo inteiro. Ao contrário, por exemplo, de um outdoor, que só irá impactar as pessoas que passarem por ele. 

Outro atrativo é a redução do custo. Todos os infoprodutos podem ser produzidos dentro de casa, e no máximo vão necessitar de bons aparelhos de captação de imagem e som. Mesmo assim, o valor investido é inferior ao que seria gasto com aluguel de espaço e contas básicas de um negócio físico. 

Qualquer pessoa pode criar o seu próprio infoproduto, contanto que saiba explorar uma especialidade. Se o seu conteúdo for de qualidade, propor a solução de um problema ou até mesmo aperfeiçoar habilidades que são bem-quistas no mercado de trabalho, são grandes as chances de você ter em mãos um negócio extremamente rentável.

Quem consome esse tipo de produto também encontra vantagens que não seriam possíveis no mundo físico. Uma delas é em relação ao preço: como o custo de produção dos infoprodutos é bem menor, eles acabam sendo disponibilizados ao público por um valor também inferior. É o caso dos ebooks, por exemplo, que às vezes custam menos de R$ 10, enquanto uma versão equivalente em papel custaria, em média, o triplo. 

Gostou de saber os produtos mais vendidos da internet?

Com essas informações, quem quer ser empreendedor digital já sabe quais são os melhores setores para investir. 

Acompanhe o nosso blog da Eadbox e não perca as novidades! São artigos exclusivos toda semana que irão te ajudar a alavancar os seus negócios.


Categorias