ciclo motivacional

Ciclo motivacional: saiba o que é e aplique em sua equipe

Você tem um bom autoconhecimento? Sabe identificar seus pontos fortes, fracos e principais características? Essa é uma tarefa contínua e de extrema importância para evoluir – como ser humano e profissional. E, dentre outras ações, é isso o que o ciclo motivacional explora e incentiva.

No ambiente empresarial, o objetivo do ciclo motivacional é manter os colaboradores engajados e motivados. Assim, acredita-se que os profissionais terão mais sucesso nas suas tarefas – e, com isso, poderão se destacar e evoluir dentro da empresa.

É uma ferramenta da psicologia que, quando bem utilizada, traz resultados positivos para cada profissional e para a empresa como um todo.

– Veja também: Engajamento no trabalho: como atingir a motivação dos colaboradores

ciclo motivacional

A importância da motivação para a psicologia

Não é impossível, mas é difícil ser bem sucedido sem estar motivado. Segundo uma das definições da psicologia, a motivação é uma experiência interna, algo que se sente sem que os outros possam observar ou medir. Porém, é possível estimular esse sentimento.

Quando se trata do ambiente corporativo, é importante saber como trabalhar corretamente com a motivação de cada profissional. É aí que o ciclo motivacional ganha força. Ele pode ser entendido como um desafio diário – sendo que seu objetivo final é alcançar as metas propostas pelo (ou para o) profissional.

Como funciona o ciclo motivacional

Esse formato de pensamento pode ser dividido em partes. São elas:

  • Equilíbrio interno;
  • Necessidade/estímulo;
  • Tensão;
  • Ação/comportamento;
  • Satisfação/frustração;
  • Volta para o início – ou seja: equilíbrio interno.

Colocando em prática o ciclo motivacional:

Para entender um pouco melhor como o ciclo interfere nas ações do dia-a-dia, exemplificaremos como ele funciona:

Um profissional está em equilíbrio interno, fazendo sua função diária. > surge um imprevisto/emergência, e ele precisa mudar o seu foco de atenção. > O estado de equilíbrio é perdido e o colaborador fica em tensão. (Na fase de tensão é preciso que se preste muita atenção. Aqui, podem ser observadas características como ansiedade e estresse, por exemplo. Por isso, é preciso que o profissional mantenha a calma e tome suas melhores decisões). > Após a tensão, ele toma as rédeas da situação e faz a ação correta para resolvê-la. > com isso, fica satisfeito. > resolve o problema e recupera o equilíbrio. > o ciclo motivacional se reinicia.

A importância de estudar e entender o ciclo motivacional é entender como cada profissional lida com os estágios mais delicados ali presentes. A tensão, quando não resolvida como deve, pode virar frustração – e isso prejudica a motivação do colaborador e os resultados da empresa.

Cabe a corporação oferecer os mecanismos necessários aos colaboradores. Essa motivação pode ser oferecida por meio de treinamentos e desenvolvimentos contínuos dos colaboradores. Assim, os profissionais saberão trabalhar com as tensões, evitarão as possíveis frustrações e alcançarão mais vezes a satisfação e o sucesso.

– Confira: 14 dicas imperdíveis para vencer a falta de motivação no trabalho

Colocando em prática o ciclo motivacional com A Teoria de Maslow

A teoria de Maslow é conhecida como uma das mais importantes teorias de motivação. Ela ressalta aquilo já dito anteriormente: vivemos em um ciclo de ações e, quando concluímos uma tarefa – ou satisfazemos alguma necessidade, – outra surgirá no lugar da anterior. Ao fim de cada ação, cabe ao profissional saber lidar com a frustração/satisfação e procurar novamente o seu equilíbrio.

A teoria de Maslow também é muito utilizada nas vendas. Você pode complementar o seu conhecimento com: O que é a pirâmide de Maslow: entenda como aplicar em suas vendas

CTA Produtividade

banner ebook produtividade


Categorias