Crie vídeo aulas profissionais sem sair de casa!

Crie vídeo aulas profissionais sem sair de casa!

10 dicas para você criar vídeo aulas e aumentar a participação no seu curso de EAD

Os melhores cursos de educação a distância – que agora são cada vez mais frequentes no Brasil – contam com recursos multimídia como podcasts, cenários, ilustrações, animações, personagens e vídeos, entre outros.

Os vídeos, por sua vez, são um dos recursos mais cativantes, pois englobam áudio, imagem e conteúdo falado e escrito, que se fixam com mais rapidez na mente das pessoas e permanecem por longo tempo.
Portanto, se você quer transmitir conhecimento com qualidade, produza um vídeo. Mas como gravar vídeo aulas de respeito? Eis algumas dicas:

1. Tema

Escolha um assunto que você domina, pois assim será mais fácil de transmiti-lo a outras pessoas;

2. Planejamento

Enumere em tópicos os assuntos que serão abordados no vídeo. Em média, cada página (1.400 caracteres com espaços) pode ser pronunciada num intervalo de 2 minutos com tranquilidade. Com base nisso, você poderá calcular quanto conteúdo caberá em um vídeo com 2, 4, 10, 20 ou mais minutos. Defina se o professor apresentará o conteúdo em pé ou sentado. Crie um roteiro para direcionar as falas e movimentos do apresentador se achar necessário;

3. Equipamentos

O básico é um bom microfone para captação de áudio, uma câmera e um editor de vídeo. Porém, contar com mais de 1 câmera poderá enriquecer a apresentação, uma vez que será possível fazer tomadas em diferentes ângulos para chamar a atenção do expectador;

4. Qualidade do áudio

O áudio deve ser de excelente qualidade, de preferência sem música de fundo e sem ruídos. Por isso, o local onde você gravar a vídeo aula terá que ser silencioso;

5. Qualidade do vídeo

Procure gravar com 30 a 60 frames por segundo para garantir que as imagens não tenham sobressaltos;

6. Monte um cenário: 

Produza o vídeo em um fundo limpo, que contraste com o apresentador que, por sua vez, não deve usar roupas muito chamativas;

7. Linguagem

Leve em conta a linguagem do seu público-alvo, ou seja, expresse-se exatamente como eles se expressam no cotidiano. Por exemplo, tenha em mente que a linguagem usada com executivos deve ser diferente da usada com colegiais;

8. Conteúdo de alto nível

Apresente informações relevantes, que sejam inéditas para o seu público. Disponibilize materiais de apoio como documentos em PDF, podcasts e outros vídeos. Não esqueça de dar os créditos quando os conteúdos de apoio forem de terceiros;

9. Cuide da edição

Crie um logotipo e uma vinheta, caso os seus vídeos sejam apresentados em um canal específico. Trabalhe com as cores da sua escola. Desenvolva uma arte para inserir legendas. Corte informações desnecessárias e dinamize as cenas dos vídeos. Você pode fazer isso usando um editor de vídeo grátis ou contratar um profissional do ramo;

10. Padronize o formato

Logotipos, tempo de apresentação, vinhetas, legendas, transposições de vídeos e estilo de apresentação devem ser sempre os mesmos em vídeos subsequentes para evitar o estranhamento do público.

Antes, porém, de começar a produzir a sua vídeo aula, saiba que é necessário possuir não apenas habilidades didáticas, mas competências de comunicação em frente às câmeras. Existem cursos livres, como os de videojornalismo, que podem ajudar. Com a prática, a tendência é que a qualidade das suas vídeo aulas melhore gradativamente.

ebook-5-dicas-para-aumentar-suas-vendas-de-cursos-online

Categorias