ferramentas de design thinking

Conheça as técnicas e ferramentas de design thinking e encontre soluções inovadoras para seus problemas6 min read

Você conhece as inúmeras ferramentas de design thinking e sabe como utilizá-las para a sua empresa? Elas unem várias técnicas colaborativas que auxiliam a coletar e classificar as informações.

Assim, somam conhecimentos importantes que dão suporte aos colaboradores. Utilizando  ferramentas para design thinking é possível desenvolver com mais afinco a criatividade e aperfeiçoar o desempenho no que diz respeito ao trabalho em equipe.

Mas o design thinking oferece muito mais do que isso para as empresas.

Uma das suas grandes vantagens competitivas é que uma das possibilidades de inovação do processo de design thinking é fazer com que a empresa compreenda melhor a necessidade seu cliente.

Isso porque um de seus exercícios faz com que a corporação passe a olhar as ações com as próprias “lentes” do cliente, se colocando no lugar do outro. Se essa informação for bem absorvida e utilizada, pode representar grandes ganhos para o resultado da empresa.

Veja também: Vantagens do treinamento e desenvolvimento nas empresas

ferramentas de design thinking

Utilizando uma equipe multidisciplinar para colocar em prática o design thinking

A principal proposta das ferramentas de design thinking é criar novas possibilidades, ver por novas perspectivas, reduzir riscos, administrar incertezas e, principalmente, investir na inovação.

É uma abordagem que procura pelas soluções de maneira coletiva e colaborativa e ganha cada vez mais espaço no mercado de trabalho.

Isso acontece porque as técnicas de design thinking fazem com que a empresa passe a observar os problemas por uma perspectiva maior e mais completa. Ela permite – e, mais do que isso, incita, – que pessoas de todas as áreas participem desse processo.

Por isso é importante contar com uma equipe multidisciplinar, pessoas que desempenhem diferentes funções, tenham formações distintas e visões de mundo complementares. Todos são importantes e devem participar ativamente do processo de design thinking.

Seu objetivo é obter uma visão mais completa para a solução de problemas. Assim sendo, une as inúmeras experiências culturais e visão de mundo. Com todos esses conhecimentos reunidos, a empresa acredita ser mais fácil identificar as barreiras a serem ultrapassadas e as melhores alternativas para cada questão.

Vale ressaltar que as técnicas de design thinking não são uma ciência baseada em dados matemáticos. Elas são um mapeamento mais subjetivo e humano. Partem das necessidades de cada pessoa – até passar a entender melhor o pensamento e desejos do seu consumidor. Também pode ser utilizada em qualquer área e por empresas de todos os tamanhos.

As ferramentas de design thinking e suas soluções inovadoras

Para colocar em prática esse formato de abordagem inovador, a empresa deve seguir um pequeno e importante passo-a-passo. Assim, saberá por onde começar, o caminho a ser seguido e os resultados a serem esperados.

1. Qual o seu objetivo em implantar as ferramentas de design thinking? O que precisa ser resolvido?

Para resolver uma questão, você precisa, primeiramente identificá-la, certo? A partir de então, pode procurar pelas melhores soluções inovadoras.

Por isso, o primeiro passo é: observar o que precisa de inovação. Analisar se existem processos defasados, profissionais mal instruídos, alguma área com produtividade abaixo do esperado, etc.

Muitas vezes algum setor não está com algum problema sério, porém, poderia ser melhorado. A empresa deve identificar isso.

2. Conheça e se coloque no lugar do cliente

Ele está recebendo o que deseja? Se não estiver, o que falta para isso acontecer? E mesmo que ele já esteja recebendo o desejado: será que é possível fazer algo para surpreendê-lo e se destacar no mercado?

Para saber disso, faça entrevistas investigativas e informais com o seu público.

Você precisa entender o que o cliente fala, o que ele vê, o que ele escuta e o que ele sente. Para isso, deve ouvi-lo com atenção, perceber quais são seus principais influenciadores, desejos de vida, etc. Com base nessas informações, você é capaz de avaliar as emoções que o seu cliente tem com o seu produto e serviço. Utilize da empatia para entender esses sentimentos por meio das respostas dadas.

Após esse processo de conhecimento, a empresa pode montar a sua persona ideal. Assim, terá documentado e saberá exatamente para quem ela está produzindo. Se você possui alguma dúvida sobre esse assunto, complemente a leitura com: Aprenda o que são personas e como criar as suas

3. Aproveite a sua equipe multidisciplinar

Você possui uma equipe multidisciplinar: aproveite isso.

Faça um brainstorm com esse time em busca de novas ideias e soluções adquiridas após conhecer melhor o seu cliente. Essa é a melhor maneira de conhecer pensamentos distintos.

4. Colocando em prática as ferramentas para design thinking

Tendo essas informações em mente, é hora de aplicar o design thinking e pensar em como solucionar essas questões.

É claro, fugindo das respostas engessadas. A partir de então, é possível desenvolver um protótipo da melhor solução encontrada e testá-lo. Se for observado que o serviço ou produto realmente foi aperfeiçoado, cabe à empresa definir se investirá seu orçamento e colocará para funcionar essas novas soluções.

Vale lembrar que as ferramentas de design thinking são feitas a partir da observação e conversa. São informações colhidas diretamente com clientes e com o brainstorm de toda a equipe. Não de acordo com métricas matemáticas ou estatísticas.

Você também pode se interessar por: Como estimular a criatividade: 10 dicas práticas

Sua empresa já investe nas ferramentas de design thinking?

Como você pôde perceber ao longo deste artigo, as ferramentas de design thinking são uma ótima forma de abordagem para solucionar problemas de uma maneira inovadora e estratégica.

Com o objetivo de proporcionar uma experiência mais completa para as pessoas envolvidas, as técnicas de design thinking auxiliam a enxergar as questões com outras perspectivas.

O design thinking é importante, pois enxerga e enaltece o lado humano das pessoas. Também ressalta a grande importância que os clientes possuem no mercado. Além disso, também destaca o que fazer para agradá-los de maneira completa.

Assim, eles se tornam um agente importante para a sua marca. Falam bem dela em suas redes (virtuais e presenciais) e garantem uma maior autoridade para sua empresa.

O que você acha sobre esse formato de abordagem? Já aplica ou pretende aplicar em sua empresa? Compartilhe conosco a sua experiência de aprendizado com essa ferramenta.

Novas maneiras de pensar trazem mais produtividade para seu negócio. Veja mais formas de ser produtivo baixando nosso e-book gratuito:

CTA Produtividade

banner ebook produtividade


Categorias