marketing de permissão

Entenda o que é o marketing de permissão e como aplicá-lo

Quantas vezes você já se viu “forçado” a assistir propagandas em momentos inoportunos? Seja na televisão ou na internet – no YouTube ou por meio de pop-ups que saltam na sua tela de maneira descoordenada, por exemplo – os anúncios muitas vezes surgem sem o interesse das pessoas. É nesse cenário que o marketing de permissão ganha espaço.

Com um nome autoexplicativo, esse é um formato marketing direcionado para um público que deseja receber o material. Ou seja, há um consentimento do receptor. No marketing de permissão a empresa só se comunica diretamente com o consumidor se ele autorizar esse processo.

Veja também: 10 ferramentas de email marketing para você fazer sucesso

marketing de permissão

1999: o nascimento do Permission Marketing

O marketing de permissão foi citado pela primeira vez ainda nos anos 90. Mais especificamente em 1999, em um livro escrito por Seth Godin, um dos maiores nomes do marketing. A obra? “Permission marketing: turning strangers into friends, and friends into customer”. Em português seria algo como: “Marketing de Permissão: transformando estranhos em amigos, e amigos em clientes”.

Isso significa que o conceito de marketing de permissão surgiu antes da popularização da internet – e muito antes do Google. Isso porque nos anos 90 as pessoas já eram bombardeadas por inúmeros anúncios, principalmente na televisão. Hoje esse conceito está muito presente no marketing digital e ganha cada vez mais relevância.

Importância e vantagens do marketing de permissão

Uma empresa que investe no marketing de permissão garante muitas vantagens frente ao mercado. Destacamos três:

Respeito à privacidade e boa reputação

Respeitar os limites do cliente é necessário para um bom relacionamento. Sendo assim, empresas que utilizam o marketing de permissão saem na frente, pois sabem quem é o seu público e quais ações são mais produtivas para atingi-los – sem perturbá-los.

Público qualificado

Somente pessoas verdadeiramente interessadas no produto/serviço oferecido pela empresa serão alvo das campanhas. Com isso, são reduzidos os custos, otimizado o tempo e aumentadas as taxas de conversão.

Personalização

Campanhas que pedem autorização dos clientes são individuais e intransferíveis. Ou seja: destinadas exclusivamente para aquele cliente específico.

3 dicas para aplicar o marketing de permissão

Para colocar em prática esse formato de interação com o público, algumas dicas são:

  1. Investir em marketing de conteúdo e SEO

    Ou seja: produzir e divulgar conteúdo relevante para atrair e engajar o público específico. Como fazer isso? utilizando as técnicas de SEO, que fazem com que as pesquisas no Google e demais mecanismos de busca deixem a sua página bem rankeada.

    Complemente a leitura sobre SEO: Como utilizar o SEO para bombar sua loja virtual

  2. Facilidade para assinar e também para retirar o cadastro de recebimento dos materiais

    Ofereça a opção para as pessoas se cadastrarem para receber seu conteúdo exclusivo. Em sites e blogs é possível criar uma caixa de inscrição para isso, por exemplo.

    Porém, tão importante quanto permitir o cadastro, é também deixar fácil o caminho para que as pessoas possam sair da lista. Uma sugestão é colocar no final de cada e-mail a opção para elas retirarem o e-mail da lista.

  3. Personalização no contato

    Deixe o seu público escolher o formato e a quantidade de envios. Assim que for feito o cadastro ou na primeira mensagem que for enviada, o cliente pode escolher a periodicidade dos e-mails, temas preferidos e melhores horários para o recebimento.

Reciprocidade é a chave

Para o marketing de permissão funcionar com maestria o segredo está na reciprocidade. Quando o cliente permite e interage com a empresa – e essa responde com respeito e conteúdos relevantes – é alcançado o equilíbrio na relação.

Sua empresa já aplica o marketing de permissão? Compartilhe conosco o que você acha dessa prática de relacionamento entre instituições e clientes.

CTA Ebook turnover

EBOOK-TURNOVER


Categorias