organização de treinamentos

Conheça o passo a passo para organização de treinamentos para suas equipes6 min read

Contar com equipes qualificadas e motivadas é essencial para uma empresa ser bem sucedida no mercado. Nesse cenário, saber como fazer uma boa organização de treinamentos é ação extremamente importante. Essas ações, que engajam e aumentam a credibilidade da empresa frente ao colaborador, devem passar por um bom processo de planejamento, levantamento de necessidades e, ainda, ter o RH ao seu lado.

Isso porque, para os treinamentos serem bem sucedidos, devem ser aplicados com objetivos bem definidos. Para isso, cabe aos gestores e todas as equipes da empresa estarem em busca de alcançar as mesmas metas – é claro, cada um desempenhando sua própria função em busca desse objetivo em comum.

Se você deseja acertar em cheio nos seus próximos treinamentos corporativos, confira nosso passo a passo para organização de treinamentos. Assim, você fará ações mais efetivas, com melhores resultados e aprovação das suas equipes.

– Veja também: Onboarding nas empresas: 5 treinamentos que toda organização deveria fazer

organização de treinamentos

Passo a passo para a organização de treinamentos

Primeiro passo: qual o objetivo do treinamento?

O primeiro passo para fazer a organização de treinamentos é definir qual o objetivo dessa ação. Pode ser um treinamento para toda a empresa, com tom motivacional. Pode ser uma ação mais específica, ensinando uma equipe a mexer com uma nova máquina ou software. Os exemplos são vários. Assim sendo, defina qual o objetivo desse seu treinamento.

Para descobrir qual ação realizar, converse com gestores, com os próprios colaboradores, analise os relatórios e feedbacks de funcionários e líderes, confira as necessidades do contexto, entre outros. Ainda, entre em contato com o RH da empresa, que deve estar alinhado com as demais equipes. O RH pode informar sobre áreas que precisam de treinamento e demais falhas que possam ser encontradas na empresa. Ou seja: é o momento de fazer o levantamento das necessidades. Assim, encontra-se o objetivo real do treinamento.

Segundo passo: como será feito o treinamento?

Você sabe qual o objetivo do treinamento e para quem ele será feito, certo? Então, agora é hora de definir como ele será feito. Esse é um dos momentos mais essenciais da organização de treinamentos.

Aqui, cabe à empresa definir as seguintes questões:

  • O treinamento será feito via presencial, plataformas EAD, ou híbrido? (Ou seja, parte presencial e parte a distância);
  • Organize infraestrutura para a realização do treinamento. Se for presencial, será necessário preocupar-se com deslocamento, sala, talvez um coffee break, entre outros. Se for via EAD, é importante contar com um bom ambiente virtual de aprendizagem, plataformas de facilitem o aprendizado e o relacionamento entre os alunos, entre outros.

Terceiro passo: quando será feito o treinamento?

Sabendo o objetivo e como será feito, outro passo da organização de treinamentos é organizar as datas. Assim, é importante definir o tempo de duração da qualificação. O treinamento será curto, realizado em apenas um dia, ou será separado em módulos?

– Veja também: 3 Passos para Aumentar o Engajamento em Treinamentos Internos

Quarto passo: planeje o conteúdo

Agora é a hora de efetivamente planejar e montar o conteúdo. Com todas as outras questões anteriores bem definidas, você estará pronto para esse passo da organização de treinamentos.

Assim sendo, na hora de planejar o seu conteúdo, pense nas informações que precisam ser compartilhadas e na melhor maneira de fazer isso. Ainda, será necessário contratar um professor ou instrutor especializado? O conteúdo será feito internamente ou terceirizado?

Não existe opção certa ou errada, porém, é essencial garantir que o conteúdo será rico e relevante. As informações a serem passadas devem cumprir com as necessidades a empresa e trazerem bons resultados para a instituição.

Quinto passo: meça os resultados

Para saber se o seu treinamento foi bem aproveitado e realizado, é essencial avaliar e medir os resultados da sua ação. Assim sendo, uma dica a ser colocada em prática antes mesmo do treinamento é fazer formulários e avaliações prévias – conhecidas como pré-testes. Assim, após o treinamento você pode realizar essas mesmas avaliações e comparar a melhora nos resultados.

Porém, quando os treinamentos forem ligados a ações mais subjetivas – como o clima empresarial, por exemplo – também é importante prestar atenção na rotina dos trabalhadores. Gestores e o RH devem analisar de maneira minuciosa se houve mudança positiva nessa questão. Essas ações podem ser verificadas por meio da melhora no trabalho em equipe, das conversas nos corredores e no engajamento das equipes.

Seja como for, preocupar-se com a avaliação final do treinamento é uma ação que nunca pode ser deixada de lado.

Sexto passo: continue aperfeiçoando os seus treinamentos

Sempre há algo que pode ser melhorado. As melhores empresas estão onde estão porque seguem essa filosofia e não se acomodam. Assim sendo, conhecer e preocupar-se com a organização de treinamentos para suas equipes deve fazer parte da sua cultura empresarial.

Dessa maneira, entenda os treinamentos como uma ação essencial para manter-se atualizado no mercado. Para melhorar e/ou continuar acertando em cheio nas suas ações, peça o feedback da sua equipe. Assim sendo, ao final de cada treinamento, os colaboradores podem avaliar as informações apresentadas, a metodologia usada, o tempo utilizado para a formação, os monitores/professores, entre outros.

Ofereça e, mais do que isso, incentive esse diálogo entre as equipes e os gestores. No fim, os colaboradores sairão ganhando, pois receberão um treinamento melhor, e a empresa também contará com melhores resultados, afinal, terá equipes melhores qualificadas, engajadas e motivadas.

– Confira: 4 dicas para fazer o treinamento de colaboradores em sua empresa

A organização de treinamentos como auxílio para a sua empresa

Se a sua empresa tem o objetivo de manter-se atualizada, reter seus talentos e conquistar o mercado, ela precisa oferecer bons treinamentos. Ainda, deve estar sempre ligada nas novas tendências de qualificação e engajamento corporativo. Assim, novas técnicas e ferramentas devem ser incorporadas sempre que possível. Essas novidades fazem com que o colaborador sinta-se estimulado a aprender e a interagir com tecnologias recentes.

Porém, mais do que acertar nas tecnologias, é essencial organizar sempre os objetivos e transformar as ações de treinamento em qualificações contínuas e efetivas.

Aproveite e compartilhe conosco: a sua empresa faz uma boa organização de treinamentos para as equipes? Quais as ações que apresentam melhores resultados corporativos? Deixe seu comentário!

CTA Produtividade

banner ebook produtividade

 


Categorias