abordagem de vendas

Use a abordagem de vendas certa com nossas 7 dicas

O comércio faz parte da história da humanidade desde os tempos mais primórdios. Porém, assim como a humanidade evoluiu, a abordagem de vendas também passou – e continua passando – por inúmeros avanços. Cabe ao profissional definir quais serão as melhores maneiras de conquistar o seu cliente.

Vale ressaltar que: nenhuma boa venda acontece sem uma boa abordagem. Isso porque são inúmeras as empresas que oferecem serviços parecidos. Por isso, é preciso encarar esse momento como um diferencial de cada vendedor.

Da mesma forma que não existem duas pessoas iguais, também não existem dois vendedores e/ou duas empresas iguais. O processo de vendas vencedor de uma empresa talvez não seja a melhor opção para outra. Contudo, é comprovado que existem certas técnicas de abordagem que podem auxiliar a concluir as vendas com sucesso.

Complemente com: Treinamento de vendas: qual o melhor para sua equipe?

abordagem de vendas

7 Técnicas de abordagem de vendas

Como dito anteriormente, não existe uma “receita mágica” para a realização de vendas, mas sim dicas práticas que podem auxiliar no período da abordagem. Separamos 7 dicas que acreditamos ser infalíveis nesse processo:

1. Conheça a si mesmo

O processo de vendas deve ser natural.

O vendedor deve utilizar suas características positivas e autoconhecimento para conquistar o cliente sem parecer forçado. É claro que existem padrões a serem seguidos – estar sempre com um sorriso no rosto, por exemplo, – mas o vendedor deve estar confortável e confiante com o que está vendendo. Essa segurança é transmitida para o cliente de acordo com a postura e modo de falar. Saiba quais são seus pontos fortes e use-os a seu favor.

2. Adapte e personalize o atendimento de acordo com cada cliente

A personalização é necessária para garantir o sucesso. A empresa atenderá clientes das mais diferentes formações, cargos, idades, entre outros. O vendedor deve respeitar e identificar essas peculiaridades. A partir de então, precisa saber como trabalhar com elas.
Adaptar a linguagem – mais formal, técnica ou coloquial, por exemplo – a forma de aproximação e gestos demonstram esse conhecimento. A informação do produto/serviço deve ser bem explicada, mas muda-se a forma como ela é passada para cada cliente.

3. Se interesse pelo cliente

As pessoas estão mais dispostas a fazer negócios com quem conhecem/confiam. Para isso, crie esse vínculo, mesmo que a negociação tenha curta duração. Converse com ele como se fosse um amigo, mas sem forçar intimidade. Demonstre estar preocupado com a satisfação dele, e não com a venda em si.

Ao se apresentar, já diga seu nome e se coloque à disposição para possíveis dúvidas. Entenda o motivo do cliente estar interessado no seu produto/serviço e ofereça opções que acredita ser a melhor solução.

IMPORTANTE: Não foque no valor do investimento, mas sim na melhor solução. É preferível ter um cliente fiel, que faça bons negócios periódicos, do que um cliente que faça uma compra de valor alto, mas saia insatisfeito/sentindo-se enganado.

4. Não sufoque o cliente

Ser um bom vendedor não significa falar demais ou ficar “em cima” do cliente durante todo o período da compra. Dê espaço. Seja educado, prestativo e esteja à disposição, mas evite contato físico ou o excesso de intimidade forçada.

O vendedor deve ouvir mais. Escute o que o cliente tem a dizer – assim, será mais fácil fazer as perguntas certas na hora certa.

5. Esteja em sintonia

É importante estar em sintonia com o que é vendido. Se existe a possibilidade, use produtos da sua loja na hora da venda. A linguagem também é importante: seja positivo e evite utilizar a palavra “não” na hora de cumprimentar o cliente.
Ao invés de “pois não?”, comece o diálogo com “Bom dia/tarde/noite”. Como posso ajudar?”.

6. Faça perguntas abertas

Perguntas que começam com “o que”, “quando”, “como”, “por que”, “quem”, “quantos” e “qual” oferecem a oportunidade de iniciar/continuar o diálogo. Aproveite essa dica para fazer perguntas criativas.

7. Ofereça soluções sem desperdiçar o tempo do cliente

Qual o diferencial da sua empresa? Por que investir no seu produto/serviço é a melhor opção? Para responder essas questões, o vendedor precisa ter um conhecimento profundo da sua empresa e das necessidades do cliente.

É importante citar as informações básicas do produto, mas o foco deve ser nos diferenciais oferecidos – seja no próprio produto/serviço, na forma de pagamento, no atendimento pós-vendas. Não desperdice o tempo do seu cliente dizendo o que ele já sabe.

Você também pode se interessar por: Como fidelizar seus clientes com um bom pós-venda

Já sabe como utilizar a sua melhor abordagem de vendas?

Encarar o processo de vendas de forma positiva e ética é parte importante para conquistar o sucesso no final dessa jornada. O ideal é fazer uma combinação das dicas oferecidas, conhecendo e estimulando o seu próprio potencial até encontrar a sua melhor fórmula de sucesso. Cabe ao vendedor conhecer bem a sua personalidade, sua empresa e o seu cliente para saber quando é hora de apostar em cada técnica.

Conhece mais alguma técnica de abordagem de vendas que traz bons resultados? Compartilha com a gente!

CTA Produtividade

banner ebook produtividade


Categorias