autodesenvolvimento na empresa

Entenda a importância de estimular o autodesenvolvimento na empresa

Desenvolver e incentivar o autodesenvolvimento na empresa é essencial para os âmbitos da vida pessoal e profissional de um colaborador. Isso porque essa ação poderá representar, em curto, médio e longo prazo, ganhos para o profissional e para a própria instituição. Afinal, colaboradores mais qualificados sentem-se mais motivados para trabalhar. Também, empresas que contam com profissionais estudados, passam a ter uma equipe que produz melhor e disposta a compartilhar conhecimento entre si.

Essa é uma questão que deve ser incentivada pela equipe de recursos humanos e gestores da empresa. Esse incentivo deve acontecer por meio de fala e exemplos – afinal, muito educa-se pelo exemplo e inspiração. É importante lembrar que a cultura de autodesenvolvimento é uma característica que não está no currículo de um colaborador, mas aparece como um grande diferencial no mercado e no ambiente de trabalho.

Se você deseja contar com uma equipe mais qualificada, motivada e engajada, entenda a importância de estimular o autodesenvolvimento na empresa. Ainda, saiba como implementar essas ações no dia a dia da instituição com o auxílio de ferramentas tecnológicas.

– Você também pode se interessar por: Características que as empresas buscam nos profissionais e vice-versa

autodesenvolvimento na empresa

O que é o autodesenvolvimento?

O autodesenvolvimento pode ser definido como a vontade que uma pessoa possui em se aperfeiçoar pessoal e profissionalmente. Hoje, com a internet e suas inúmeras ferramentas, alguém que deseja se especializar e aprender mais sobre um assunto já possui essa capacidade. E o melhor: pode fazer isso tudo sem nem precisar sair de casa.

Essa nova forma de encarar o aprendizado vem mudando a realidade dos trabalhadores. Afinal, já é possível concluir até uma graduação via EAD. Assim, com essa facilidade, é importante que as instituições enxerguem nessa possibilidade de aprendizagem a oportunidade de investir no autodesenvolvimento na empresa. Logo, poderão contar com profissionais mais engajados e qualificados. Porém, para isso, é preciso inserir a cultura de autodesenvolvimento na empresa.

Por que promover o autodesenvolvimento na empresa?

Como o próprio nome sugere, no autodesenvolvimento o indivíduo assume a responsabilidade pelo seu processo evolutivo. Porém, a instituição em qual trabalha pode – e deve – oferecer os recursos para potencializar esse processo.

Com a enorme concorrência do mercado, as empresas que contarem com uma equipe consciente e focada em seu autodesenvolvimento, são aquelas que irão se destacar. Isso porque terão uma equipe disposta a responder de maneira ágil as mudanças e adaptações que acontecem ao longo do tempo. Ainda, serão pessoas mais propensas a superarem os desafios e conquistarem o sucesso.

Também é importante ressaltar que, além da melhor capacidade de adaptação, o autodesenvolvimento auxilia as pessoas a terem mais foco. Elas sabem que está em suas próprias mãos o sucesso da sua carreira. Porém, para ter esse sucesso com o autodesenvolvimento, é preciso que tanto os profissionais quanto a empresa estejam dispostos a mudar e a evoluir.

Como os profissionais devem agir?

Para desempenhar um bom progresso de autodesenvolvimento, os profissionais devem constantemente se desafiar. Ou seja: sair da zona de conforto, buscar por novidades, sugerir novas ideias. Essas ações valem tanto para pequenas quanto para grandes atitudes. Assim sendo, o objetivo é quebrar os padrões e “pensar fora da caixa”. Estar disposto a ser diferente e a se esforçar de maneira contínua.

Ainda, o profissional que deseja evoluir deve se analisar e se autoconhecer. Saber quais são seus objetivos e anseios. Assim, poderá definir de maneira mais concreta aquilo que deseja para sua vida. Uma dica é trabalhar o seu mindset a fim de desenvolver uma mentalidade de crescimento ou progressiva.

– Para saber mais sobre o assunto, complemente a leitura com: Saiba o que é mindset e trabalhe seus modelos mentais

Além dos pontos citados anteriormente, o profissional que deseja se desenvolver deve observar as pessoas que estão ao seu redor. Quem é aquele que lhe inspira a ser alguém melhor? Como essa pessoa chegou nesse patamar?

Como os gestores podem ajudar?

Porém, além das ações a serem feitas pelos profissionais, a empresa também possui um papel essencial nessa jornada. É importante que a organização auxilie os seus colaboradores a aprender por conta própria, seja dentro ou fora da companhia.

Cabe à empresa estimular a aprendizagem como um processo contínuo e assumir a responsabilidade como um todo – não apenas “jogá-la” à equipe de RH.

Nesse cenário, o papel dos gestores é essencial. Devem oferecer um material de qualidade e incentivar as pessoas a contribuírem com a própria experiência. A empresa pode oferecer programas que incentivam o compartilhamento de conhecimento, por exemplo. Essas ações auxiliam os profissionais no processo de “aprender a aprender”.

A tecnologia também deve ser vista como uma grande aliada nesse processo. Vídeos, ações de gamificação e a utilização de redes sociais podem ser importantes para estimular a cultura de autodesenvolvimento. É importante lembrar que esses materiais podem ser disponibilizados em plataformas LMS responsivas. Ou seja: que sejam facilmente acessíveis por um smartphone, tablet ou PC. Dessa maneira, o colaborador escolherá o melhor momento de aprender aquilo que deseja conhecer.

Ainda, a empresa também pode investir em espaços físicos que possam ser aproveitados pelos profissionais – como uma biblioteca, por exemplo. Resumidamente: as opções são inúmeras. Seja qual for a escolhida, cabe à empresa deixar claro para o colaborador que ele deve, sim, investir no seu autodesenvolvimento.

– Veja também: Utilize a okr para treinamento corporativo e obtenha melhores resultados de capacitação

Agora você já está mais preparado para investir em ações de autodesenvolvimento na empresa

Pense nos seus colaboradores como se eles fossem seus clientes/consumidores. Ou seja: da mesma maneira que você deseja conquistar o público e fidelizá-lo, também deve se dedicar para ser bem visto pelos seus colaboradores. Afinal, somente assim será possível reter os seus principais talentos e contar com equipes sempre estimuladas, engajadas e qualificadas.

Você já investe em ações de autodesenvolvimento na empresa? Quais acredita serem mais efetivas? Comente e compartilhe conosco a sua opinião sobre o assunto.

CTA Produtividade

banner ebook produtividade


Categorias