Recrutamento e Seleção

Recrutamento e seleção: melhore a sua hoje através do EAD

O recrutamento e seleção de novos colaboradores é uma das partes mais importantes para uma empresa. Buscar e selecionar um candidato para contratação são algumas das principais funções de um profissional de recursos humanos. Avaliar as suas características e determinar se elas se aplicam à sua área de atuação também fazem parte do dia a dia o profissional de RH. Eles são condicionados a analisar determinados atributos nos candidatos, a fim de aperfeiçoar os processos de seleção.

Porém, quando se fala em seleção de candidatos, não se pode imaginar que a companhia tenha a sua disposição de escolha alguém que tenha todas as qualidades e pré-requisitos para ocupar a função. Profissionais de recursos humanos que trabalham com recrutamento e seleção utilizam ferramentas de investigação que são capazes de mostrar candidatos qualificados para ocupar o cargo. As principais características desta busca são atributos pessoais, conhecimentos, habilidades e postura para o trabalho.

Com o crescente dinamismo e concorrência no mercado, uma nova forma de avaliação tem crescido entre as empresas. Antes, as empresas recrutavam e selecionavam pessoas para depois tentar adaptá-las ao trabalho a ser executado, hoje isso mudou. O que se vê é um número cada vez maior de empresas aliando o recrutamento e seleção ao treinamento. É a chamada seleção por competências.

O método de recrutamento e seleção

Incorporar a educação corporativa à avaliação de prospectos consiste em adicionar mais um passo ao recrutamento e seleção. Este método é baseado uma forma de treinamento profissional como forma de avaliação. Ou seja, os candidatos são avaliados nas fases já descritas do processo de contratação. Eles também passam a realizar alguma forma de treinamento fornecido pela empresa para medir seu grau de adaptação à empresa. Desta forma é possível medir qual é o nível de contribuição que os candidatos podem oferecer com seu conhecimento e habilidades.

Por exemplo, você vai fazer uma seleção de profissionais para trabalhar na equipe de telemarketing ativo da sua empresa. Trabalhar um curso de atendimento e boas maneiras ao telefone vai fazer com que você filtre alguns candidatos. É importante transmitir qual é o modo de operação da sua empresa nesta parte do processo. Isso pode garantir qualidade maior na contratação de mão de obra para sua empresa.

Com o avanço da internet e das plataformas digitais, o ensino a distância (EAD) tem ganhado espaço em tal prática. Antes, os custos para implementar esta metodologia eram grandes, pois era financeiramente muito caro. A empresa precisava dispor de recursos financeiros específicos para aplicar este tipo de recrutamento e seleção. Com o avanço da tecnologia das plataformas ead, devido a popularização da banda larga, esta prática foi facilitada. Além da flexibilidade proporcionada pela educação não presencial, o fator custo também é minimizado no ensino a distância. O método proporciona economia escalar com sua fórmula de replicação de conteúdos.

Os benefícios do treinamento como parte da seleção

Quando você atrela o recrutamento e seleção de candidatos em uma entrevista, o benefício mais claro disposto é a possibilidade de avaliação específica. Se em métodos tradicionais o recrutamento e seleção são feitos com base em características pessoais e na projeção feita pelos departamentos de recursos humanos sobre a capacidade que o profissional vai ter em transformar seu conhecimento em ações práticas para a empresa, na forma de avaliação que contém treinamento corporativo os especialistas da área tem a chance de ver os recrutas aprenderem, desenvolverem e aplicarem conhecimentos adquiridos. Estes conhecimentos são valiosos para a rotina produtiva e para o dia a dia da companhia.

Existem algumas dificuldades quando se busca contratar alguém para um cargo específico. A maior delas é detectar como as capacidades do candidato podem se encaixar e ser uteis ao sistema produtivo. As habilidades pessoais nem sempre são fáceis de se enquadrar em uma função específica. Entretanto, quando falamos de especificações técnicas, é mais fácil ter esta visão.

É difícil para uma empresa encontrar no mercado um candidato que tenha as características para uma posição que almeja. Portanto, é preciso que o setor de recursos humanos consiga identificar as competências dos recrutas. Saber projetar como tais fatores serão transformados pelo colaborador em valor agregado também é fundamental. Quanto mais específica for a função, mais caro este funcionário tende a ser para a empresa. É claro que, neste caso, a contratação ganha um olhar de investimento, não de custo. Este olhar de investimento é fácil de ser percebido quando falamos sobre profissionais técnicos. Estes merecem um olhar mais atento da equipe de recrutamento e seleção.

Veja também: 6 Dicas para Treinar Seus Colaboradores.

Saber aproveitar a oportunidade

Por isso, usar o treinamento corporativo como forma de recrutamento traz à empresa um ganho maior nas possibilidades de avaliação. Cada empresa possui uma forma específica de agir em todas as circunstâncias que envolvem seus negócios. As ações são balizadas de acordo com a visão e valores da empresa. Utilizar o treinamento na seleção ajuda as companhias a terem mais clareza em identificar se um candidato tem as qualidades necessárias para preencher determinado cargo. Isso também pode auxiliar na detecção da aptidão das pessoas em aprender as metodologias da empresa. Quando melhor elas se encaixarem na metodologia, melhor vão se encaixar dentro das suas práticas e valores da sua empresa.

Através de um treinamento corporativo em uma seleção, é comum que eles saibam se aproveitar das oportunidades de bons colaboradores disponíveis no mercado. Mas para isso o departamento de recursos humanos precisa estar antenado e estar ciente das necessidades da empresa.

Digamos que você está fazendo a seleção de um profissional para trabalhar com a assessoria de imprensa. A vaga está dentro do departamento de comunicação social da sua empresa. Entretanto, a equipe de recursos humanos está antenada e sabe que aquele departamento também está precisando de um bom profissional de mídias digitais. É comum que surjam colaboradores que se candidatam para vagas que não são da sua especialidade por conta do mercado. É aí que um bom profissional de recursos humanos se destaca. Ele vai identificar isso e aproveitar a oportunidade.

Este tipo de situação fica cada vez mais comum de acordo com que o grau de habilidade técnica diminui. Funções mais triviais, como atendimento em telemarketing, por exemplo, tem mais possibilidade disso acontecer. Um profissional com maior jogo de cintura, poder de diálogo e argumentação pode fazer parte da equipe de retenção ao invés do time de vendas, por exemplo. Tudo depende do olhar atento do profissional de recursos humanos no momento do recrutamento e seleção.

Aceleração da educação corporativa

O uso de treinamento na seleção de candidatos ajuda a acelerar o processo de educação corporativa. O motivo é simples: o colaborador está sendo preparado para atuar segundo os valores e objetivos da empresa. É importante para o bom andamento da empresa que todos os seus colaboradores estejam alinhados com as metas da empresa. O funcionário precisa saber onde a empresa que ele trabalha pretende chegar no curto, médio e longo prazo.

Um dos pontos chave para o sucesso de uma corporação no ambiente empresarial é a quantidade de conhecimento e inteligência que uma empresa consegue acumular em seu quadro de colaboradores. A nova visão da administração colocou o foco do sucesso no capital humano. Isso diminuiu a ênfase dada ao capital financeiro, segundo apontado por especialistas na área de gestão. Atrair e manter talentos é o grande desafio das corporações, segundo esta visão.

Assim, o treinamento corporativa na seleção de candidatos tem por objetivo encontrar talentos e coloca-los em posição de maximizar suas capacidades em prol do sucesso. A avaliação de tais características com base em métodos educacionais de preparação de recrutas ganha possibilidades mais objetivas. Tudo isso graças à capacidade de simulação de cenários e práticas da empresa em seus negócios antes mesmo da contratação do colaborador.

Aplicação do ead e cultura corporativa em uma empresa

Um exemplo de como a fixação de conhecimento na empresa é importante na hora de selecionar um candidato é a seguinte: a sua empresa possui uma vaga de operador para uma máquina nova que está vindo da Alemanha. Ela é a primeira de uma série de 5 equipamentos que vão ser importados nos próximos meses e a mão de obra para operação destes equipamentos é escassa no Brasil. A saída mais fácil recrutar uma mão de obra que atua na Alemanha e possua o conhecimento técnico de operação.

Para isso, você não precisa destacar uma equipe do departamento de recursos humanos para ir até a Alemanha. Você pode formatar um edital com a vaga e seus benefícios. Este edital você publica em um banco de dados na Alemanha, com o link para a inscrição. Neste caso, falar português e ter disponibilidade para morar no Brasil são primordiais.

Através do link você direciona os candidatos para um questionário técnico. Assim você pode avaliar os conhecimentos que ele possui do equipamento. Aproveite para questionar as aptidões de relacionamento social e de liderança de cada um deles. Os que passarem desta fase você disponibiliza um link para que eles entrem em contato através de uma transmissão ao vivo. Todas estas etapas podem ser realizadas através de uma plataforma de ensino a distância. A partir deste momento você já possui diferentes perfis para seleção.

Neste caso, o critério de desempate para conquistar a vaga não seria o conhecimento técnico. O mais importante aqui é a capacidade de liderança e relações interpessoais. Uma das funções deste colaborador será treinar outros funcionários para aprenderem a mexer com as outras máquinas que vão ser importadas.

Veja também: Treinamento de funcionários, como fazer?

Os benefícios do recrutamento e seleção

O treinamento anterior à contratação não é uma prática benéfica apenas para a empresa. Tal prática ajuda as companhias a terem uma visão melhor sobre o talento e competências dos recrutas. Além de apontar características pessoais e profissionais dos candidatos. Estes são pontos essenciais para acertar em cheio em uma contratação.

Dentro de uma plataforma ead você vai conseguir alimentar a base de dados de futuros colaboradores dentro da sua empresa. As avaliações podem ser feitas de maneira individual, e você pode agrupa-los dentro de uma “sala”. Ou seja, você consegue criar uma base de talentos individual para o grupo “telemarketing”, em um local diferente do grupo “vendas”.

Mas os candidatos também têm benefícios com a prática da seleção e recrutamento antes da contratação. Utilizar formas de ensino corporativo anteriores à contratação pode acabar expondo os recrutas a situações que lhes testam as habilidades. Isso pode ajuda-los a compreender quais atributos e conhecimentos são necessários para ocupar tal cargo.

Você possui uma vaga para gerente de vendas e abre uma seleção. Durante o processo é muito fácil transmitir para o candidato quais são os pontos que ele precisa melhorar para que possa vir a ser contratado para desempenhar tal função. Você também pode automatizar estes feedbacks dentro da plataforma ead.

Outro benefício é a aquisição de conhecimentos. Quando se fala em um processo de seleção, vem o fato de que existe mais de uma pessoa concorrendo por uma vaga. Ou seja, alguém será contratado, porém outras pessoas que participaram do processo não vão ser. Seja por circunstâncias da concorrência ou por qualquer outro motivo pertencente ao processo de seleção. Porém, os candidatos que participam do processo de seleção com treinamento tem o benefício da aprendizagem.

CTA Ebook produtividade

banner ebook produtividade


Categorias