taxa de evasão de alunos

Como reduzir a taxa de evasão de alunos em cursos online

A taxa de evasão de alunos é algo que preocupa o cenário do ensino online ou presencial. Segundo dados do Resultado Enade, são cerca de 900 mil alunos que abandonaram a faculdade nos últimos 10 anos. Colocando em porcentagens, esse número representa 21% de estudantes que abandonaram o ensino superior. Porém, como lidar com esses números de maneira positiva e aprender com eles?

O que resta ao sistema educacional é ser aperfeiçoado e reconhecer suas falhas. Assim sendo, se você faz parte ou está querendo adentrar o mercado dos cursos online, confira nosso artigo e saiba como melhorar o aproveitamento dos estudantes no seu curso. Dessa forma, você pode diminuir de maneira drástica a taxa de evasão de alunos e, ainda, aumentar sua credibilidade e autoridade no mercado. Quer saber mais? Então confira nosso artigo.

– Você também pode se interessar por: Perfil do aluno EAD no Brasil: as características de um estudante bem-sucedido

 taxa de evasão de alunos

Por que a evasão de alunos acontece?

São várias as questões que podem levar um aluno a abandonar uma graduação presencial ou um curso online. Dentre eles, selecionamos aqui 5 dos principais problemas enfrentados por empresas e instituições que investem no ensino e qualificação dos seus estudantes ou colaboradores. São eles:

1. Falta de tempo

Estudar é uma ação que requer tempo, foco completo e atenção. Seja de maneira presencial ou remota, é importante que o aluno dedique parte do seu tempo de maneira exclusiva para o conteúdo que está sendo ensinado. Ao mesmo tempo em que isso acontece, as pessoas hoje estão sempre ocupadas.

Seja com o trabalho, rotina, família entre outros, encontrar um tempo para estudar pode não ser tarefa fácil. Assim sendo, essa deve ser destacada como uma das principais causas da taxa de evasão de alunos.

2. Problemas financeiros

Assim como exige dedicação e tempo, a realização de cursos também é algo que custa dinheiro. É nesse cenário que as instituições online começaram a ganhar mais espaço — por oferecerem graduações e cursos com menor investimento financeiro. Ainda assim, esse é um fator que pode causar o abandono do curso.

3. Pouco engajamento

São muitos os alunos que abandonam o curso devido à falta de engajamento e motivação. Isso pode acontecer devido a aulas monótonas e professores com problemas de didática. Ainda, pode ser uma questão própria do aluno, que não se sente interessado ou não se identifica com o assunto do curso escolhido.

4. Dificuldade de adaptação

Estudar é algo que exige adaptação. Ao tratar de cursos online, essa adaptação está relacionada à usabilidade de ferramentas de ensino, por exemplo. É importante que o aluno saiba como utilizá-las para potencializá-lo – e não como desculpa para frear o aprendizado.

É importante que a instituição entenda que pode haver essa dificuldade de adaptação ao novo formato de aprendizado e, então, saiba como lidar com isso em busca de reduzir a taxa de evasão de alunos em cursos online.

5. Conexão ruim

Aprender de maneira online requer uma boa conexão de internet. Isso porque grande parte — senão todos — os materiais estarão disponíveis na nuvem. Também, para acompanhar as aulas é preciso que a internet seja estável e permita que o aluno possa tirar o melhor proveito possível dessa experiência de aprendizado.

Agora você sabe quais são os 5 dos principais problemas que levam a grande taxa de evasão de aluno, certo? Então, é hora de saber como reduzi-la.

Como reduzir a taxa de evasão de alunos em cursos online

Reduzir a taxa de evasão é o maior desafio enfrentado pelas instituições de ensino online e presenciais. Por isso, esse é um tópico que precisa de grande atenção da sua parte. Veja como lidar com essa situação incômoda e corrija-a.

1. Planejamento de aula

Para garantir que a falta de tempo não seja um problema para os seus alunos, que tal oferecer aulas mais curtas? Afinal, quanto maior o tempo de aula, maior a probabilidade do aluno se cansar. Essa é uma pequena ação, mas que poderá impactar de maneira extremamente positiva o problema da falta de tempo.

Ao assistir a uma maior quantidade de aulas, mesmo que mais curtas, o aluno passa a ter um sentimento de “dever cumprido”. Essa sensação também é motivadora para que ele continue investindo no seu aprendizado.

Hoje, existem ferramentas que são de grande auxílio nesse processo. A EADBOX, por exemplo, oferece recursos para análise de métricas, que mostram quais aulas o aluno concluiu. Então, com base nesses dados, o professor consegue entender quais assuntos não estão atraindo os alunos.

– Veja também: O planejamento educacional não se resume ao cumprimento de exigências, saiba como fazê-lo

2. Investimento em interatividade

Atrelado com o planejamento da aula, os cursos devem oferecer maneiras interativas dos alunos consumirem o conteúdo. Isso faz com que o ensino seja qualificado e mantenha a atenção do estudante.

Boas ações que podem ser utilizadas para estimular a interatividade são as ações de gamificação e quizzes. Elas funcionam como reforços para o ensinamento ao mesmo tempo em que são estimulantes. Ou seja: não há monotonia no aprendizado.

Vale lembrar que a interatividade, no ambiente virtual, deve ocorrer de três maneiras diferentes:

  • Entre os alunos;
  • Entre os alunos e o professor;
  • Entre os alunos e o material didático.

Essas relações fazem com que o estudante não se sinta sozinho, mesmo que esteja estudando e assistindo as aulas em casa, por exemplo.

– Para saber mais sobre esses três tipos de interação, complemente a leitura com: 3 Tipos de Interações Que Você Deve Conhecer no E-learning

3. Suporte de um tutor

Um bom aprendizado, seja virtual ou online, está inteiramente ligado a um bom profissional de ensino. Assim, se o objetivo é reduzir a taxa de evasão de alunos em cursos online, você deve, obrigatoriamente, deve contar com um bom professor ou tutor.

Para obter sucesso no aprendizado, o aluno precisa de um bom suporte. Se ele estiver com dúvidas ou precisar de um reforço em certo conteúdo ou módulo, é importante ter um profissional pronto para sanar essa dificuldade. Esse tutor deve saber como responder às dúvidas de maneira clara e dinâmica.

Essa ação é fundamental para suprir uma possível dificuldade de adaptação para o aprendizado em ambiente online.

– Entenda mais: O papel do professor na educação a distância: entenda qual é

4. Acesso a diferentes meios

A chance de sucesso é maior quando o curso online pode ser acessado em celulares, computadores e tablets, por exemplo. Dessa forma, é importante oferecer conteúdos que se adaptem de maneira automática e responsiva aos diferentes tamanhos de tela.

Isso faz com que o  aluno assista às aulas onde quiser, suprindo a dor relacionada, de certa forma, com a falta de tempo, por exemplo. Isso porque é possível assistir ao conteúdo no ônibus ou durante outras ações cotidianas – como em filas de espera.

5. Personalização de conteúdo

Outra dica fundamental para reduzir a taxa de evasão de alunos em cursos online é oferecer um conteúdo personalizado, ou seja: sob medida para o público.

Ao optar pela sua plataforma de cursos online, busque por aquela que permita que você deixe o conteúdo com a sua cara. Ainda, ela deve ser extremamente intuitiva e de fácil utilização para os seus alunos.

Dentre as necessidades da personalização, busque por uma ferramenta que permita:

  • A fácil identificação visual da sua marca. Ou seja: que permita a personalização de cores, logo, fonte, entre outros;
  • Controle das aulas que já foram assistidas;
  • Sugestão de materiais extras para fortalecer o conhecimento;
  • Espaço que promova a interação entre alunos, professor (ou professores) e material. Por exemplo, chats e fóruns, entre outros.

Com essas dicas você está preparado para reduzir a taxa de evasão de alunos em cursos online e oferecer melhores treinamentos para os seus estudantes. Pronto para colocá-las em prática? Possui mais alguma sugestão que auxilie nessa questão? Então deixe seu comentário!

Planejamento de cursos online

Planejamento de curso


Categorias