Quantas vezes não fomos em um consultório médico, escritório de advocacia ou empresa de engenharia e o diploma estava lá pendurado como um troféu, não é mesmo? Ele é tão valorizado por muitos profissionais e contratantes, que no seu curso não pode faltar esse papel tão importante.

Portanto, se você é professor ou o responsável por algum curso, certamente já pensou nas melhores formas de como fazer um certificado de conclusão de curso ou um diploma. Mas, você sabia que existem diferenças entre os dois?

Diploma ou certificado: conheça as diferenças

De acordo com o Dicionário Aurélio, o certificado é um “documento oficial assinado por autoridade competente que atesta um fato: certificado de conclusão de curso”. No caso de um curso, como citado na definição, ele tem a função de comprovar que o aluno participou das aulas e tem o conhecimento específico de determinada área.

O certificado, inclusive, pode ser um diferencial do seu curso. A maioria dos alunos optam por aulas que ofereçam uma certificação para terem como comprovar que consumiram determinado conteúdo. E, além do certificado, também há o diploma que, embora algumas pessoas acreditem ser a mesma coisa, tem alguns diferenciais.

O diploma é um documento formal e deve ser emitido somente por instituições de ensino reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) e que serve para comprovar a conclusão de cursos de graduação e pós graduação.

Por isso, é preciso analisar a posição o seu tipo de curso, se ele é ou não reconhecido pelo MEC antes de informar aos alunos qual documento eles receberão e qual modelo você vai usar. Isso também será importante para você definir quais informações devem conter no seu modelo de certificação.

Quais informações devem ter no certificado?

Para que o seu certificado transmita credibilidade, é essencial que ele apresente algumas informações básicas, como:

  • Nome da pessoa certificada;
  • Nome da instituição organizadora;
  • Nome do curso;
  • Logo da instituição organizadora;
  • Data de realização;
  • Duração do curso;
  • Cidade em que o curso foi realizado;
  • Assinatura e carimbo do professor ou organizador;
  • Assinatura e carimbo de um representante da instituição organizadora;
  • Carimbo da instituição organizadora.

Caso você queira um modelo ainda mais completo e com dados específicos, você pode incluir outras informações, como:

  • Número de documento;
  • Número de matrícula;
  • Número da turma;
  • Endereço;

O conteúdo do seu certificado vai variar de acordo com o seu curso e você precisa avaliar quais informações faz sentido colocar. Os itens acima são os mais básicos, usados em um padrão.  

Design – o que levar em conta para o certificado

Se você comparar um diploma e um certificado, por exemplo, vai notar que os dois não têm muitas diferenças de layout em um primeiro momento. Em alguns casos, a maior diferença é na impressão: o primeiro utiliza papel moeda por ser considerado “mais nobre”, enquanto o segundo pode ser impresso em um papel sulfite, por exemplo.

O fato é que não há muita inovação quando se pensa no design de um certificado. Entretanto, existem algumas pontos que, quando bem trabalhados, cooperam para construir uma imagem forte da sua instituição.

Se você já tem uma marca do seu curso, é provável que você já tenha uma identidade visual criada. Por isso, ao criar o certificado, veja bem se o design está alinhado a sua comunicação e fique atento aos seguintes pontos:

  • Cor das margens;
  • Fonte (a letra) que o conteúdo está escrito;
  • Aplicação do logo – aqui é importante checar o seu manual de marca;
  • Carimbo.

Na hora de planejar o design, você também deve levar um ponto em consideração: o seu certificado será online ou impresso? Isso porque algumas cores e fontes se comportam diferente em cada um desses modelos.

Em modelos impressos, fundos mais neutros podem se comportar melhor e são menores as chances de você ter algum problema com a tinta na hora de imprimir.

certificado-2

Modelo de certificado retirados do site canva.com

Já nos modelos online, é possível brincar com cores e texturas que não correm o risco de serem transformadas na hora da impressão.

certificado-3

Modelo de certificado retirados do site canva.com

Quer atrair mais alunos para o seu curso? Então conheça as melhores estratégias de marketing de atração.

Plataformas para criar um bom certificado

Existem algumas ferramentas que irão te ajudar a fazer um certificado de conclusão de curso por outro ponto de vista: o do design. De nada adianta ter um conteúdo completo, com informações relevantes, se ele estiver escrito em um papel A4 em letra Arial 12.

O certificado é algo que as pessoas guardam para sempre, seja para participar de concursos ou para comprovar horas no trabalho. Há, também, aquelas pessoas que esse certificado é motivo de orgulho e superação. Por isso, é importante entregar um material bem feito, bonito e que resista ao tempo.

Pensando nisso, separamos algumas ferramentas – do básico ao avançado – que te ajudarão a chegar lá!

Word

O Word, aquela ferramenta de texto do Windows e que é bem provável que você já tenha instalada no seu computador, tem a opção de fazer certificados. Você tem a opção de criar seus próprios modelos ou pode optar por utilizar os já existentes e que são gratuitos!

Fazer certificados de conclusão de curso no Word é bem simples e intuitivo e pode ser uma ótima ferramenta para te auxiliar no início do processo. No Youtube existem alguns vídeos explicativos, como este que separamos abaixo.

Power Point

O Power Point também faz parte do Pacote Office e é possível que você já tenha usado ela pelo menos uma vez. A partir dela, é possível criar algo novo ou usar um dos modelos disponíveis. Neste vídeo do Youtube, você confere algumas dicas de como criar o seu certificado.

E, ah: no Power Point é possível exportar o arquivo final em PDF e em JPEG, o que vai facilitar a impressão ou envio por e-mail do seu material.

Canva

Se você busca uma ferramenta que te ofereça mais recursos criativos, uma ótima opção pode ser o Canva. Essa plataforma é online e te dá a liberdade de criar um layout único sem que você precise, necessariamente, dominar todas as técnicas do Photoshop, por exemplo.

Assim como as outras plataformas, o Canva também oferece alguns modelos prontos. Mas, como os recursos aqui são maiores – inclusive na versão free! -, você pode ter a liberdade de testar novas ideias e criar um material mais personalizado e com a cara do seu curso.

Flimbo

Embora a Flimbo tenha o foco em produção de artes para as redes sociais, ela também pode te ajudar a descobrir como fazer o certificado de conclusão do seu curso. Gratuita, ela oferece templates prontos, grafismos e ícones para você complementar o seu material e deixá-lo ainda mais único.

Photoshop

Diferente dos exemplos listados, o Photoshop é uma ferramenta paga e que exige um nível técnico maior. Se você domina a plataforma – ou tem um conhecimento mediano – é possível que você consiga fazer um excelente trabalho nela.

Embora ela ofereça muitos mais recursos que as outras, ela não tem nenhum template pronto, o que pode te deixar um confuso na hora de definir o layout se você não tem muito conhecimento em design e estética.

Se você não consegue investir em um Photoshop, mas quer usar as ferramentas disponíveis, uma dica é buscar por plataformas online que são semelhantes, como o Photopea.

Ilustrator

Assim como o Photoshop, o Ilustrator é uma ferramenta paga e que exige um conhecimento maior para aproveitar todos os recursos que ela oferece. Entretanto, é uma excelente ferramenta para você fazer um certificado de curso mais completo.

Confira aqui as melhores dicas para aumentar a retenção de alunos no seu curso ou instituição de ensino.

Plataformas especializadas em criação de certificados

Sabemos que, às vezes, o processo para fazer os certificados de conclusão do seu curso pode ser trabalhoso, sobretudo se o número de alunos for alto. Por isso, uma opção é automatizar esse processo com empresas especializadas no assunto, como nos exemplos abaixo:

Gerador de Certificado

Como o próprio nome já diz, essa é uma plataforma especializada em criar certificados de uma forma simples e prática. Para isso, basta customizar um template disponível na ferramenta, importar a tabela com as informações dos alunos e pronto: os seus certificados estão prontos.

Mas, tanta facilidade tem um custo. Diferente das outras plataformas, o Gerador de Certificado é pago. A opção disponível no site deles é a de plano anual: por R$397 você tem acesso a produção ilimitada de certificados, com templates exclusivos.

e-certificados

Um outro exemplo é a e-certificados. Assim como o exemplo anterior, você só precisa escolher um dos templates disponíveis, importar sua planilha de dados e emitir os certificados.

A diferença neste caso é que ela é especializada em certificados online – o que colabora com o meio ambiente e diminui os custos com impressão. Com essa plataforma, o aluno recebe um login e senha para ter acesso ao seu certificado e você ainda consegue emitir um relatório de todos os acessos na plataforma.

O custo dela varia de acordo com a quantidade de certificados produzidos e varia entre R$1 e R$2 a unidade.  

O seu curso é online? Então escolha uma ferramenta que já forneça certificados

Se o seu curso é online, confira se a própria plataforma já não oferece uma funcionalidade para certificados. Isso é importante para otimizar uma grande parte do seu trabalho, já que você já terá todos os dados dos alunos matriculados e não precisará integrar ou migrar com esses dados de ferramenta.

Uma opção é a EADBox, uma plataforma completa para a gestão e a distribuição do seu curso EAD. Por meio dela, você consegue customizar o certificado com as suas informações e deixar disponível automaticamente para o aluno assim que ele finalizar o curso. É simples, prático e rápido.

Quer conhecer essa e outras vantagens da plataforma? Fale com um de nossos consultores e tire todas as suas dúvidas.


Categorias