como engajar pessoas nas organizações

Aprenda como engajar pessoas nas organizações através do ensino a distância

Saber como engajar pessoas nas organizações é um dos maiores desafios de uma empresa.

Construir uma cultura corporativa capaz de manter os colaboradores empenhados, comprometidos e engajados não é tarefa fácil.

Entende-se que o engajamento é um dos grandes responsáveis pelo aumento da produtividade. Ele também é responsável pela conquista de resultados mais expressivos nas empresas.

No mundo corporativo os desafios são contínuos.

Existe uma cobrança exaustiva dos dois lados: os profissionais que precisam estar atualizados, motivados e dispostos a atender novas demandas.

E, do outro lado, estão os gestores, supervisores e líderes.

Compete a eles a função de conduzir, cobrar, acompanhar novas tendências e saber como engajar funcionários.

Eles ainda precisam manter sua equipe engajada tanto nos momentos de crise, quanto em um mercado aquecido e competitivo.

Como engajar pessoas nas organizações

1- Invista em maneiras para engajar funcionários

Ações de engajamento nas empresas são fundamentais.

Vamos pensar no seguinte exemplo: você é técnico de um grande time de futebol.

Durante uma temporada você escala os melhores jogares com grande potencial para vencer.

Entretanto, de nada adianta se você não souber treiná-los de maneira correta. Assim é também no ambiente corporativo.

De nada adianta contar com um bom time de funcionários se eles não sabem qual papel devem desempenhar, ou se não estão satisfeitos com a organização.

Cabe ao gestor compreender o que é preciso fazer e como engajar funcionários.

Você já parou para avaliar que seus colaboradores são os que mais entendem a dinâmica da sua empresa?

Elabore um questionário para saber quais os interesses e quais as dificuldades e insatisfações que estão prejudicando o rendimento da sua equipe.

O completo entendimento é primordial para traçar uma reciclagem ou um programa com foco nas dificuldades.

No entanto, é preciso levar em conta que seus funcionários podem não estar à vontade para escrever ou propor verbalmente suas ideias.

E sem essa liberdade de se expressar, não há como engajar pessoas nas organizações.

Aqui cabe frisar que o uso de uma plataforma EAD consegue garantir um maior índice de engajamento e também uma participação maior.

Ela garante o sigilo e a facilidade em construir um vínculo entre funcionário e gestor, além de manter um canal aberto para troca de ideias.

Veja também: 14 dicas para criar uma pesquisa de satisfação infalível para seus funcionários.

2- Utilize uma plataforma EAD para motivar seus colaboradores

Em uma empresa é possível encontrar colaboradores com diferentes perfis, conhecimentos e habilidades.

É crucial entender que dentro de uma organização, os gestores vão lidar com várias gerações.

No mercado de trabalho uma mesma empresa pode ter baby boomers, gerações X, Y e até Z.

Por isso, é imprescindível alinhar práticas para atender todos os perfis geracionais e evitar o conflito no trabalho em equipe e de entendimento entre eles.

Caso você inicie um treinamento, deve elaborar um que contemple a todos.

Você pode investir em algo personalizado, mais didático em que o colaborador saiba que estará amparado para compartilhar ideias ou sanar dúvidas.

Utilizar o treinamento para engajar funcionários traz resultados no médio e longo prazo.

O EAD é uma excelente maneira de romper com a metodologia tradicional de treinamentos e engajar funcionários.

O uso da tecnologia EAD permite aos alunos um conteúdo personalizado com uma linguagem mais atrativa.

Ela é capaz de prender o interesse, além de ser uma metodologia mais condizente com a realidade de seus funcionários.

É possível explorar mais de um recurso durante a execução do treinamento, como vídeos, e-books e games.

Desta forma você constrói uma experiência mais rica, através dos conteúdos multimídia.

Veja também: treinamento presencial por que migrar para EAD?

3- Personalize o conteúdo para engajar funcionários

Cada aluno possui uma maneira particular de aprender e de absorver conhecimento.

Alguns podem entender mais rápido outros talvez, precisem de um auxílio individualizado, com uma atenção direcionada.

Neste ponto, o EAD é uma boa solução, pois ele disponibiliza ferramentas EAD como fóruns, chats, comunidades e espaços para que o discente encontre as respostas que procura.

Outro detalhe que faz toda a diferença é que ele pode acessar aos conteúdos sempre que quiser. É ótimo para relembrar alguma parte específica do uso de alguma ferramenta caso tenha alguma dúvida.

Quando estiver conduzindo o treinamento é necessário oferecer feedbacks.

Mas vale lembrar: eles não devem ser usados como um “puxão de orelha”, mas sim como um olhar atencioso, um incentivo e uma forma de garantir mais sucesso na realização do curso.

Vale frisar que você não deve medir esforços para capacitar seu time.

Encare sua equipe como a melhor e mais competente ferramenta que você tem disponível.

Investir em aprendizagem é garantir em curto prazo mais resultados positivos e produtividade para sua empresa.

Além disso, é uma das melhores formas de como engajar pessoas nas organizações.

Veja também: microlearning: a ferramenta ideal para o treinamento corporativo.

4- Utilize várias ferramentas para a construção da aprendizagem

O processo de aprendizagem ocorre de uma maneira dinâmica, mas quando ele é compartilhado pode ser mais proveitoso.

Você pode, por exemplo, mesclar o conteúdo online com atividades presenciais, utilizando o blended learning (ensino misto).

Como resultado, você vai potencializar o curso, intercalando atividades presenciais e com o recurso EAD.

É possível obter um aproveitamento maior promovendo um debate sobre o que já foi estudado.

Proponha uma discussão de ideias ou a realização de uma dinâmica em grupo.

O modelo de ensino híbrido abre um espaço para o desenvolvimento de atividades em equipe.

O trabalho cooperativo traz uma oportunidade de conhecer melhor as estratégias empregadas pela empresa.

No entanto, para que aprendizagem seja de fato eficaz, é preciso não ter medo de dialogar com diferentes ferramentas, como videoaulas, e-book.

Até a transmissão de aulas ao vivo podem complementar o ensino.

Todas essas ferramentas devem ser amplamente exploradas, desde que elas agradem e agreguem conhecimento aos colaboradores.

Veja também: o blended learning na sua empresa: como fazer treinamentos incríveis.

5- Interaja com seus alunos

Mostre como a aprendizagem pode melhorar o desempenho no trabalho. Se isso, não há como engajar pessoas nas organizações e em seus cursos.

Ofereça oportunidade aos seus colaboradores.

Um erro comum de muitas empresas é realizar contratações externas quando já conta com profissionais capacitados dentro da equipe. Como engajar funcionários sem reconhecê-los?

Você deve valorizar seu colaborador. Já que está investindo em capacitação, treine-o para um cargo melhor que está em aberto.

Conscientize seu funcionário que a realização dos cursos pode servir como uma porta de entrada para outras oportunidades.

O aluno precisa ter consciência que o treinamento que está sendo ofertado é aplicável no seu dia a dia e que pode lhe garantir uma boa chance de crescimento profissional.

Com toda certeza, sabendo disso, ele irá se dedicar com muito mais vontade e comprometimento.

Agora que você já sabe como engajar pessoas nas organizações, veja como troná-las ainda mais produtivas baixando nosso e-book gratuito:

CTA Ebook produtividade

banner ebook produtividade


Categorias