A aprendizagem online é um dos focos das atenções da “nova economia”. No entanto, tem seus desafios. O ambiente virtual é repleto de distrações. Um estudo baseado em eye tracking publicado na Revista Brasileira de Educação Aberta e a Distância comprovou isso.

Em 2015, a Microsoft mostrou a tendência de fragmentação em um estudo, que constatou uma redução no tempo de concentração. No começo dos anos 2.000, uma pessoa conseguia se concentrar em um tópico por 12 segundos. Hoje, a média reduziu para 8 segundos. 

A utilização simultânea de diferentes telas e uso massivo de redes sociais são alguns dos fatores que podem estar contribuindo para a perda do foco, sendo um grande desafio para a aprendizagem online

Portanto, o planejamento de estratégias para lidar com essas questões se faz necessário. O desenvolvimento de métodos e abordagens de ensino mais amigáveis se fazem extremamente necessários, especialmente em cursos online

Por isso, listamos algumas boas práticas de aprendizagem online, que podem ser recomendadas aos seus alunos para que tenham um desempenho melhor. Confira! 

Boas práticas para alunos em aprendizagem online

Tutores motivados inspiram

Os alunos tendem a se manter motivados quando percebem que seus professores/tutores gostam do próprio trabalho. Ou seja, mostrar que você é apaixonado pelo conhecimento e compartilhar o que sabe é um bom ponto de partida para que os alunos mantenham o foco na aula.

Aprendizagem ativa e colaborativa

Conforme mencionado no ponto anterior, é claro que os tutores ainda desempenham um papel importante na aprendizagem. Mas a pesquisa online favorece os sistemas de aprendizagem ativos e colaborativos. As aulas expositivas, herdadas das universidade do século 13, são baseadas na centralidade do professor e em materiais não disponíveis para todos os alunos. Mas esse modelo em si vem sendo questionado há pelo menos 200 anos.

Com o surgimento da internet, dos novos meios de comunicação e de novas fontes de conhecimento mais acessíveis, conceitos como aprendizagem ativa e colaborativa se transformam em realidade. Portanto, que acha de adaptar o seu curso online para esse modelo? 

Aprendizado ativo

Nesse estilo de ensino, o protagonista pelo processo de aprendizagem é aluno. Para manter o engajamento, é necessário despertar interesse sobre o tema pesquisado, principalmente na perspectiva de facilitar a construção do conhecimento.

Vale a pena investir em gamificação, incentivando a criação de projetos, compartilhando planos de aula e disponibilizando acesso ao conteúdo antes das aulas. 

falar com um consultor

Aprendizado colaborativo

Para ser eficaz no aprendizado online, é importante aprender a ouvir e conversar com os alunos. A separação física de outros alunos não é mais motivo para isolamento.

Em segundo lugar, os tutores devem usar os insights encontrados neste ambiente como feedback, além de incentivar a troca de informações por meio de fóruns online. Isso pode melhorar suas habilidades de ensino e abordagem do conteúdo.

Inclua desafios como forma de incentivo

Desenvolver incentivos para manter a participação dos alunos também é o objetivo de qualquer tutor. O ambiente de aprendizagem deve ser interessante, pois não só permite o contato com novas visões de mundo e pensamento crítico, mas os estímulos visuais também são valiosos aqui. Assim, trabalhar com diferentes cenários e visitas virtuais a museus  são exemplos de ações que podem surpreender e inspirar os alunos.

Ajude a criar rotinas de estudo

Estimule que seus alunos estabeleçam rotinas de aprendizagem. Incentive-os a estudar na mesma hora todos os dias, ou pelo menos uma hora por dia, ou três vezes por semana. Tudo depende da disponibilidade do aluno, claro, mas ter uma rotina é uma forma de educar e mantê-lo motivado.

Se o tutor puder fornecer ferramentas que auxiliem nessa tarefa, como a exibição de aplicativos ou a ativação de um sistema de agenda na plataforma, ele vincula e indica que você está interessado nelas e no desempenho em sua pesquisa.

Explore a mídia

Todos os alunos estão aprendendo de alguma forma. Algumas pessoas preferem o formato de áudio, enquanto outras preferem vídeo e outras têm uma melhor compreensão do conteúdo textual. Os gráficos, mapas mentais e outros formatos são ótimas maneiras de tornar seu conteúdo mais interessante e acessível a todos.

Peça que os alunos façam revisões

Escrever com suas próprias palavras ajuda a criar mais redes neurais do que copiar anotações.

Portanto, se aplicável, incentive que seus alunos pausem o vídeo da aula e registrem o que entenderam em seus cadernos. Outra opção para incentivar as revisões é fornecer exercícios que incentivem a aplicação prática do que foi aprendido. 

Peça feedbacks

Uma forma de demonstrar apoio aos alunos é ser aberto ao diálogo. Por isso, pedir feedbacks é uma ótima escolha. Com essa simples atitude, você pode aumentar o envolvimento e a diversão da classe e reduzir as taxas de evasão. Além do mais, entender as necessidades dos alunos contribui para que você forneça orientação e materiais de pesquisa mais adequados, de acordo com as necessidades de cada turma.

Saiba mais sobre como abrir uma escola online, veja este vídeo:  


Categorias